CEO da Microsoft fala sobre a cota de mercado do WP, da ausência de APPS na loja e muito mais

0

Satya Nadella, atual CEO da Microsoft, foi entrevistado pelo pessoal do buzzfeed e falou sobre muita coisa, inclusive sobre a atual situação do Windows Phone no mercado mobile, que, segundo a Gartner, hoje tem uma cota de market share mundial de apenas 1,7%.

Satya Nadella Microsoft planos

Nadella afirmou que, entre muitas outras afirmações, que o foco da Microsoft sempre foi e sempre será toda a sua suite de produtos e serviços, e não apenas um deles. Nadella disse isso depois de ser questionado pelo entrevistador sobre o atual foco da empresa. O CEO da MS comentou algo mais sobre isso dizendo que em muitas empresas o foco é sua própria marca, já em outras são os dados dos seus clientes, porém, para MS o centro de tudo são seus produtos e como eles podem ajudar as pessoas a “produzirem” mais e melhor.

Ele aproveitou a oportunidade para comentar sobre sua visão empresarial, que é a Mobile First, Cloud First. Em síntese, Nadella sabe a acredita que nenhuma pessoa pode centralizar toda a sua vida em um único dispositivo. Hora ela está usando seu smartphone no meio da rua, depois está usando um tablet ou um PC para exibir uma apresentação de slides no trabalho, ao chegar em casa usa sua smart TV ou seu Xbox para se entreter um pouco, e isso ele considera ser a sua visão de mobilidade, e não apenas aquilo que carregamos no bolso, mas sim, um processo produtivo e integrado por múltiplos dispositivos. A ideia por trás de sua estratégia é fazer com que a Microsoft esteja presente em todos esses momentos da vida do usuário. No mais, a parte que ele tanto preza, que é a Nuvem (Cloud), seria justamente a forma de integrar tudo isso, dando ao usuários a sensação de continuidade de uso em seus diversos gadgets. Isso explica o porquê deles terem produtos em tantos seguimentos. Eles simplesmente querem estar em todo lugar. 

Quando questionado sobre a atual situação do WP frente a seus concorrente iOS e Android, Nadella chegou a admitir que a atual cota de market share do WP é insustentável, mas ele argumenta que a empresa está tentando chegar a um mundo onde o dispositivo importa menos do que os serviços que ele pode conectar e promover.

Eu acho que nós estaríamos fazemos um desserviço se fôssemos medir o nosso sucesso apenas olhando para: qual é a quota de mercado do HoloLens? Qual é a quota de mercado do Xbox? Qual é a quota de mercado dos nossos PCs? Qual é a quota de mercado dos nossos telefones?

Ele continuou:

…ás vezes, o usuário irá usar todos esses dispositivos… às vezes eles vão usar apenas um ou dois dos nossos dispositivos e algumas outras plataformas – que assim seja. Mas, nós queremos ter certeza de que estamos completando a experiência em todos esses dispositivos.

Em suma: Nadella, consequentemente a Microsoft, no atual momento está mais preocupada em divulgar, propagar e consolidar todos os seus produtos em um único e sólido bloco, do que avançar contra seus adversário em quaisquer segmento individualmente.

Ainda com relação ao mercado mobile e ao Windows Phone, o entrevistador indagou Nadella sobre a quantidade de DEVs “de peso” que trabalham em produtos para o Windows Phone, que atualmente está em baixa. Ele acredita que o Windows 10 trará de volta grandes empresas desenvolvedoras, assim como desenvolvedores individuais, afinal de contas o chamaris é de alto padrão – que são os milhares de usuários da plataforma universal do Windows e a perfeita integração do Windows 10.

Isso explica muita coisa, inclusive o porquê da MS lançar seus serviços em plataformas concorrentes, como o iOS e Android. Eles querem, apenas, que as pessoas usem seus produtos, independentemente do S.O. do dispositivo. Ele quer que as pessoas tenham o Outlook como seu principal gerenciador de e-mail, o Xbox como seu console de jogos, o OneDrive como seu HD online, o Office como sua suite de produtividade, Cortana como sua assistente virtual, e por que não dizer, um Lumia como seu smartphone e um Surface como seu PC. Esse é o plano.

windows 10 todos os produtos

Dessa forma, a cota de mercado do Windows Phone, por hora, é só um detalhe, tendo em vista que o plano de Nadella visa algo mais além, mais amplo. O bom é saber que a linha mobile da empresa sempre existirá, pois, ela faz parte do intrincado conjunto de produtos e serviços da Microsoft, que tem como objetivo estar presente em todo lugar, na vida de todos.

Como um grande entusiasta da plataforma já nos falou… quando as pessoas estiverem acostumadas a usar os produtos e serviços da Microsoft, comprar um smartphone com Windows será tão natural como comprar um PC com Windows hoje em dia.

Fontes: buzzfeed

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem