Donald Trump adota tom conciliatório na reunião com executivos de tecnologia

0

Trump_003

O Presidente eleito dos EUA, Donald Trump, reuniu-se com importantes executivos do Vale do Silício e adotou um tom conciliatório em uma reunião tão esperada com alguns dos seus mais proeminentes opositores nesta quarta-feira, (14) oferecendo-se para trabalhar com os executivos, fomentar a inovação e o apoio de acordos de comércio mais justo.

Trump_table

O evento foi em parte, um espetáculo para o público e algumas discussões privadas; a reunião de 90 minutos no Trump Tower em Nova York, marcou a primeira vez que Mr. Trump reuniu líderes de algumas das empresas mais valiosas dos EUA, em grande parte de apoiadores de Hillary Clinton durante a campanha e vários dos quais eram os alvos da crítica de Donald Trump.

Da esquerda para a direita: Donald Trump, Peter Thiel, Tim Cook

“Estou aqui para ajuda às pessoas que fazem o bem,” disse Trump, para 13 executivos de tecnologia, cerca de uma dúzia de pessoal da sua equipe e membros da família em torno de uma grande mesa retangular.

O grupo discutiu a criação de emprego, China, cortes de impostos, repatriação de recursos estrangeiros, educação, infraestrutura e eliminando as regras que impedem que as empresas dos EUA façam negócios no exterior, de acordo com um comunicado da equipe de transição de Donald Trump.

Jeff Bezos, CEO da Amazon, quem foi criticado por Trump durante a campanha, disse que a reunião foi produtiva.

“Eu partilhava a opinião de que a administração deve fazer da inovação um dos seus pilares fundamentais, criando um grande número de empregos em todo o país, em todos os setores, não apenas na tecnologia, mas também na agricultura, infra-estrutura, fabricação — em todos os lugares.”

Durante a campanha, Trump acusou Bezos de comprar o Washington Post para influenciar a política.

“Se eu me tornar presidente, Ah eles terão problemas,” ele disse.

Bezos disse mais tarde que o comportamento de Trump:

“corrói nossas normas de liberdade de expressão”.

O investidor bilionário Wilbur Ross, nomeado secretário de comércio, que também participou da reunião, disse aos repórteres que a reunião foi “construtiva” e que “ambos os tipos de tecnologia e a administração se conheceram muito melhor.”

A reunião também destacou a ascendência do investidor bilionário Peter Thiel, que como um dos conselheiros de confiança do Presidente eleito, está no eixo do deslocamento do poder político no vale do silício. Trump elogiou o Sr. Thiel no início da reunião.

 “ele está à frente da curva, e quero agradecer a você, cara a cara.”

Trump também disse que Thiel ajudou a orquestrar o evento, e pessoalmente eliminou a inclusão de muitas empresas que ligou querendo participar.

“E estas são empresas monstro,” disse ele.

Poucas empresas no Vale do Silício apoiaram Trump durante a campanha, e ele deixou preocupados os gigantes da tecnologia com as promessas de campanha, tais como: restrições comerciais, política de imigração mais rigorosa e a mais difícil, aplicação antitruste.

Na quarta-feira, os dois lados procuraram discutir em áreas de cooperação.

“Queremos continuar com a incrível inovação. Não há ninguém como vocês no mundo… nós vamos estar lá para vocês,” disse Trump aos executivos de tecnologia, de acordo com um vídeo do início da reunião. “Você liga para o meu povo, me ligue. Não tem qualquer diferença. Não temos nenhuma hierarquia formal por aqui.”

Durante uma breve rodada de apresentações, o CEO da Apple, Tim Cook, disse que ele olhou pra frente ao conversar com Trump.

“as coisas que podemos fazer para ajudá-lo a alcançar algumas coisas que você quer.”

Diretora de operações do Facebook, Sheryl Sandberg, disse que ela estava “animada para falar sobre empregos.” E o CEO da Tesla, Elon Musk, disse que ele estava “muito animado sobre a expansão do nosso perímetro de fabricação nos EUA”

Nadella_Trump_Tower

Satya Nadella chegando no Trump Tower

Os executivos de tecnologia participantes da reunião, incluiu o CEO da Google, Larry Page, e o seu presidente, Eric Schmidt, assim como o CEO da Microsoft, Satya Nadella, e o presidente da empresa, Brad Smith. Os CEOs da Intel, Oracle, Cisco entre outras.

Analistas, advogados e lobistas do setor de tecnologia, disseram que o objetivo principal do Vale do Silício, sob a administração Trump, é preservar o status quo. Nos últimos oito anos do presidente Barack Obama, foi uma época de enorme crescimento e recorde de lucros para a indústria de tecnologia, auxiliada por políticas federais favoráveis, tais como o comércio livre, relativamente fraca aplicação antitruste e a neutralidade da rede, uma política que exige que os provedores de internet tratem todo o tráfego da web igualmente.

A maioria das empresas que estiveram na reunião se recusaram a comentar os detalhes. Um porta-voz da Cisco, disse que a reunião “foi muito informativa e produtiva, e que o presidente eleito, Donald Trump e sua equipe foram extremamente comprometidos.”

Trump-002

Da esquerda para a direita: Jeff Bezos, Larry Page, Sheryl Sandberg, Mike Pence e Donald Trump

Depois da reunião desta quarta-feira, Tim Cook, da Apple e Elon Musk, da Tesla, ficaram no Trump Tower para se reunir em particular com Trump.

Separadamente na quarta-feira, a equipe de transição de Trump, disse que adicionou Elon Musk e o CEO da Uber Technologies, Travis Kalanick, em um grupo separado que vai aconselhar o presidente eleito sobre negócios e política econômica. Estratégias e fórum de política do presidente inicialmente, incluíam apenas um executivo de tecnologia, Alcione Rometty da IBM. A equipe de transição também adicionou o diretora executiva da Pepsi, Indra Nooyi no grupo.

Aqui está a lista completa de participantes:

Nome Título
Ivanka Trump Filha de Trump
Eric Trump Filho de Trump
Brad Smith Presidente da Microsoft
Jeff Bezos CEO da Amazon
Larry Page CEO do Alphabet
Sheryl Sandberg COO do Facebook
Mike Pence Governador de Indiana
Donald Trump Presidente eleito
Peter Thiel Fundador do PayPal, membro do Conselho de Facebook
Tim Cook CEO da Apple
Safra Catz Chefe executivo da Oracle
Elon Musk CEO da Tesla
Gary Cohn Presidente/COO da Goldman Sachs
Wilbur Ross Nomeado secretário de comércio
Stephen Miller Consultor sênior de Trump
Satya Nadella CEO da Microsoft
Alcione Rommety CEO da IBM
Chuck Robbins CEO da Cisco
Jared Kushner Genro de Trump
Reince Preibus Presidente da RNC
Steve Bannon CEO da campanha de Trump
Eric Schmidt Presidente Executivo do Alphabet
Alex Karp CEO da Palantir
Brian Krzanich CEO da Intel
Don Jr. Filho de Trump

Fonte: WSJ

Share.

About Author