GraalPhone: um aparelho 4 em 1 com Windows 10, tela 3D e muito mais

0

Podemos considerar que o GraalPhone é um super híbrido. Apresentado recentemente na CES 2017, ele é um 4 em 1, já que pode ser usado como smartphone, tablet, um pequeno laptop e até mesmo como uma câmera fotográfica digital.

Ele é uma criação de Raoul Parienti, um empresário francês com mais de 100 patentes registradas. Se não bastasse sua enorme versatilidade, o GraalPhone tem componentes topo de linha, e cada uma de suas quatro “personalidades” trazem funcionalidades de última geração. Vamos conferir cada uma delas:

Como Smartphone…

O GraalPhone tem um smartphone com um processador Qualcomm Octa-core embutido dentro de si que pode ser facilmente removido do aparelho. Sim, eles se separam em duas partes. O smartphone roda o Android 5.0 da Google e tem uma tela de 5 polegadas, além de ser bem bonito.

Como laptop…

Aqui nos temos um pequeno PC equipado com um processador Intel Atom e o Windows 10 da Microsoft para desktops. Ele conta com um teclado físico completo que é revelado ao deslizar a tela principal frontal do gadget para trás. Além disso, temos aqui 4GB de memória RAM, 256GB de memória interna que são alimentados por uma bateria de 3000mAh . Por fim, sua tela de 7 polegadas pode exibir imagens em 3D sem a necessidade do uso de óculos especiais (ela é autostereoscopic).

Como tablet…

Aqui temos o inverso do que é feito para usá-lo como PC, pois, para usa-lo como tablet basta deslizar a tela para frente fechando sua parte frontal por completo. Ele usa o mesmo hardware do modo laptop. Aqui temos até uma canetinha stylus para completar o pacote que pode ser guardada na lateral do gadget.

Como Câmera fotográfica digital

Aqui a modularidade deste incrível (e estranho) aparelho mostra seu real valor. Por trás do aparelho nós temos um conjunto óptico capaz de capturar imagens em 2D ou 3D, que conta com um flash xenon e zoom óptico de 5X.  Para capturar imagens 3D é preciso uma combinação de suas duas câmeras.

Como a previsão de lançamento do GraalPhone é para o final de 2017, na CES 2017, alguns jornalistas questionaram seu criador quanto a possibilidade dele usar um Qualcomm Snapdragon 835 para rodar o Windows 10 neste aparelho ao invés do Atom da Intel, já que agora a Microsoft anunciou que isso será possível, e ele respondeu que se tudo der certo, ele jogaria fora o Intel Atom numa boa em prol do Snapdragon 835.

Alguém ai ficou interessado?

Fontes: pcmag plaffo

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem