Domingo, 19 de Agosto de 2018
Home Aplicativos

iOS da Apple ganha suporte aos PWA

02/04/2018 522 0
iOS da Apple ganha suporte aos PWA

Sem fazer nenhum alarde, a Apple adicionou suporte aos PWA com o lançamento do iOS 11.3. A empresa adicionou o suporte para o conjunto básico de novas tecnologias por trás da ideia dos “Progressive Web Apps” (PWA). É hora de ver como eles funcionam, quais são suas habilidades e desafios, e o que você precisa saber se você já tem um PWA publicado na App Store.

PWA da Trivago funcionamento no iOS

Os usuários do iOS podem nem saber o que são esses tais de PWA, mas não tem problema, explicaremos mais uma vez…

Os Progressive Web Apps são um esforço da indústria para padronizar os web apps e service workers, que permitem que os apps funcionem no seu dispositivo como um app nativo da plataforma. PWAs podem trabalhar off-line e responder rapidamente como um app nativo, independente da latência da rede. Ambos os apps do Chrome, apps embalados do Windows e HWAs são baseadas em padrões HTML5, mas, têm diferentes formatos de manifesto e requisitos. A padronização destes requisitos implicará que o PWA seja verdadeiramente multiplataforma. A Google já está exigindo que os desenvolvedores adotem padrões de PWA para seus Apps no Chrome. A Microsoft disse que os Hosted Web Apps (HWA) naturalmente irão evoluir para PWA com a tecnologia service worker à disposição no Microsoft Edge, então, a evolução será algo bem natural.

O código usado para criar um PWA também pode ser usado para criar um Windows 10 HWAs, reforçando a integração com o sistema operacional da Microsoft. Os desenvolvedores podem optar por criar um PWA que funcione no Edge, um HWA que pode ser baixado na Windows Store, ou ambos.

PWA também possuem suporte a notificações e podem ser atualizados sem a necessidade de qualquer novo download na loja. Seus desenvolvedores lançam as novidades no servidor e assim que os usuários acessam o serviço já podem usufruir das novidades recém implementadas.

No anúncio oficial postado pela Apple eles deixam bem claro que os PWA funcionarão com o apoio do navegador, como nos demais sistemas operacionais e que, por vezes, é possível fazer com que seja possível usar e distribuir um aplicativo sem que o mesmo tenha sido aprovado pelo crivo da loja, porém, neste caso em especial, o PWA não terá acesso a recursos nativos do sistema deles, como por exemplo, o FaceID, ArKit e outros, o que é normal, porém, se o DEV optar por submeter sua PWA na loja e o mesmo for aprovado, tudo isso muda e a coisa fica ainda melhor. Nem tudo são folhes, mas tem muita coisa boa já neste começo de história. No caso do iOS, eles serão executados via Safari, que é o browser nativo do iOS.

Eis aqui todas as principais habilidades de um PWA no iOS nesse primeiro momento:

  • Geolocalização
  • Sensores (acelerômetro, giroscópio, etc)
  • Câmera
  • Saída de áudio
  • Síntese de fala (com fones de ouvido conectados somente)
  • Apple Pay
  • É possível mudar o nome do ícone do App antes de finalizar a instalação
  • Podem ser configurados em perfis especial de empresas
  • Webassembly, WebRTC, WebGL, bem como muitas outras características experimentais uma bandeira.

Olhando para essa imagem… você pode determinar quais desses é um PWA? Não dá né? Porque eles funcionam e parecem ser como um app nativo

Quais as limitações de um PWA no iOS com relação a um App nativo? Vamos conferir:

  • O aplicativo pode armazenar dados off-line e arquivos apenas até 50 MB
  • Se o usuário não usar o aplicativo por algumas semanas, o iOS irá liberar os arquivos do aplicativo. O ícone ainda estará lá na tela inicial, e quando acessado o app será novamente “baixado” (restaurado seria a palavra mais adequada)
  • Os PWA não terão acesso a recursos tais como Bluetooth, serial, beacons, TouchID, FaceID, ARKit, sensor de altímetro e informações da bateria
  • Eles não terão acesso à informações confidenciais (contatos, localização em segundo plano) e igualmente nenhum acesso aos apps sociais nativos
  • Também não terão acesso aos pagamentos de aplicativos e muitos outros serviços baseados no Apple Pay
  • No iPad, não terão acesso a tela dividida, não sendo possível usa-los em conjunto com outros apps nativos. Os PWAs sempre serão exibidos em tela inteira
  • Por enquanto, eles não terão suporte a notificações push ou integração com a Siri

O suporte chegou, mas com muitas limitações. Quem sabe com a popularização dos mesmo a Apple comece a ceder aqui ou ali, especialmente com relação a esse último ponto, que é dos mais importantes para os usuários e desenvolvedores.

Como instalar um PWA no iOS?

Simples! basta navegar até a URL do PWA que se deseja instalar > clicar no ícone de compartilhamento > e escolher o “Adicione a minha tela inicial”. Não é bem uma instalação, mas é assim que se faz.

Vale lembrar que no iOS não é possível instalar PWA como descrito acima quando o usuário usa navegadores alternativos, com o Microsoft Edge ou mesmo o FireFox. Só funciona quando o usuário usa o Safari.

Quem quiser saber mais informações sobre a novidade pode consultar todas as informações sobre o assunto no post original da Apple aqui.

Compartilhe:

Comentários: