Microsoft anuncia doação de US$ 1 bilhão dpara ONGs e pesquisadores

0

Satya Nadella, atual CEO da Microsoft, anunciou uma nova iniciativa com o objetivo de beneficiar as pessoas com os recursos de computação em nuvem. Para isso, a recém-fundada Microsoft Philanthropies doará US$ 1 bilhão de dólares em serviços de cloud (Nuvem), calculados pelo valor de mercado, para contribuir para organizações sem fins lucrativos e pesquisadores acadêmicos nos próximos três anos.

O compromisso em três frentes da Microsoft tem como foco assegurar que a nuvem beneficie as pessoas de uma maneira mais ampla, ao proporcionar recursos adicionais de nuvem para organizações sem fins lucrativos, aumentar o acesso para pesquisadores nas universidades e contribuir para solucionar desafios de acesso à Internet.

A Microsoft está empoderando organizações ao redor do planeta com a doação de serviços de computação em nuvem, as tecnologias mais transformadoras da nossa geração”, disse Satya Nadella, CEO da Microsoft, que participa do Fórum Econômico Mundial em Davos, na Suíça. “A partir de agora, mais de 70 mil organizações terão acesso à tecnologia que os ajudará a resolver os nossos maiores desafios sociais e, finalmente, melhorar as condições humanas e impulsionar um crescimento igualitário”.

CloudServices_JaminTele-e1347304697787

A computação em nuvem surgiu como um recurso vital para criar novas perspectivas com o gerenciamento de informações e levar os avanços tecnológicos para além da Ciência e Tecnologia, mas para toda a gama de desafios econômicos, sociais e na prestação de melhores serviços para os cidadãos. Ela também pode melhorar a comunicação e a resolução de problemas, bem como contribuir para a produtividade e eficiência das organizações.

Em setembro do ano passado, 193 chefes de estado e líderes mundiais aprovaram por unanimidade 17 metas de desenvolvimento sustentável para serem alcançadas até 2030. Essa agenda ambiciosa – que envolve eliminar a pobreza, a fome e garantir energia acessível, confiável e sustentável para todos – só será possível com o benefício de importantes tecnologias inovadoras. A escala e o poder computacional proporcionados pela computação em nuvem serão essenciais para solucionar essa lista de alguns dos problemas aparentemente sem solução no mundo.

Estamos comprometidos a ajudar as organizações sem fins lucrativos e universidades a usarem a computação em nuvem para enfrentar os desafios mais críticos da humanidade“, disse o presidente da Microsoft Brad Smith. “Uma das nossas ambições para a Microsoft Philanthropies é estabelecer parcerias que possam garantir que a computação em nuvem atinja mais pessoas e sirva amplamente as necessidades da sociedade“, completa o executivo.

Em geral, os benefícios da iniciativa incluem:

1 – Atender as necessidades da comunidade de organizações sem fins lucrativos. Um novo programa global de doações tornará mais acessíveis os serviços em nuvem da Microsoft, tais como Microsoft Azure, Power BI, CRM Online e Enterprise Mobility Suite, por meio da Microsoft Philanthropies.  Esse programa de doações se baseia em um já bem-sucedido, que fornece acesso similar ao Office 365 para organizações sem fins lucrativos.  Este programa iniciará no final do primeiro trimestre de 2016 e a Microsoft Philanthropies tem o objetivo de atender 70 mil organizações nos próximos três anos.

Microsoft Philanthropies doações img1

2 – A Microsoft Research e a Microsoft Philanthropies aumentarão em 50% a oferta gratuita de armazenamento serviços de computação do Microsoft Azure para contribuir para acelerar as pesquisas de ponta de instituições acadêmicas. Hoje, o programa oferece recursos de computação em nuvem sem custos para mais de 600 projetos de pesquisa nos seis continentes.

 3 – Beneficiar novas comunidades com serviços de conectividade e de nuvem. A Microsoft Philanthropies e a Microsoft Business Development irão oferecer os serviços em nuvem da Microsoft e novos investimentos em tecnologias – inovadoras e de baixo custo – para acesso à internet e de treinamentos para comunidade. Ao combinar serviços em nuvem com conectividade e capacitação, com foco em novas parcerias público-privadas, a Microsoft Philanthropies pretende apoiar 20 projetos em pelo menos 15 países ao redor do mundo até meados de 2017.

Prover às organizações sem fins lucrativos o melhor acesso  aos serviços em nuvem, incluindo a plataforma Microsoft Azure, faz parte de um compromisso de longa data da Microsoft para tornar a tecnologia de ponta mais acessível para aqueles que atuam na resolução de alguns dos problemas mais graves da sociedade.

Nos últimos anos, as organizações aumentaram a sua confiança na computação em nuvem, e a Microsoft tem trabalhado em parceria com diversas organizações focadas na solução de grandes desafios. Essas iniciativas provam o alcance do poder transformador do cloud computing:

A Microsoft Research está trabalhando junto ao Programa de Pesquisa em Biodiversidade da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), por meio da utilização de 700 sensores sem fio, tecnologia em nuvem e processamento automatizado de fluxo de dados, para entender como as florestras tropicais funcionam e qual o impacto das mudanças climáticas nas comunidades do entorno.

Por meio de uma parceria com o Projeto Catapult da Universidade do Texas, em Austin (EUA), a Microsoft disponibiliza tecnologia de computação em nuvem avançada para pesquisadores que demonstraram a capacidade de oferecer menor custo e consumo de energia, resultados de maior qualidade, ou a combinação de ambos.

Em Botswana, na África, a Microsoft é parceira do Botswana Innovation Hub, da Vista Life Sciences, da Agência norte-americana para o Desenvolvimento Internacional e Global de Soluções de Banda Larga para ajudar Botswana, a Universidade da Pensilvânia (EUA), e o Ministério da Saúde a alavancar o armazenamento na nuvem de registros de saúde e o acesso à Internet por meio de TV White Spaces. O objetivo é oferecer remotamente medicina especializada, incluindo exames de câncer cervical  para as mulheres em postos de saúde rurais.

O acesso à tecnologia é fundamental para os serviços e operações da NetHope e de nossos 44 membros de organizações humanitárias”, disse o CEO da NetHope, Lauren Woodman. “O poder da computação em nuvem vai criar um valor exponencial para tudo o que fazemos em prol de milhões de pessoas em nossas comunidades ao redor do mundo”, completa.

Fonte/reprodução: Assessoria de imprensa da Microsoft Brasil

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem