Microsoft, HERE, TomTom e Esri se uniram para construir um “world graph” de dados geográficos

0

AI

Ontem, informamos que a Microsoft expandiu sua parceria com o HERE por vários anos e se uniu com a TomTom para trazer serviços baseados em localização para o Azure. Em um post no blog oficial da Microsoft nesta quarta-feira, a empresa divulgou que, todos os Titãs em tecnologia de mapeamento, HERE, TomTom e Esri estão construindo um “world graph” (mundo gráfico) de dados geográficos que serão integrados com a nuvem do Microsoft Azure.

 

Detroit-image-640x475

Da esquerda para à direita: Ashish Pandya, diretor de estratégia corporativa do HERE; Pieter Gillegot-Vergauwen, vice-presidente de gerenciamento de produto e mapas da TomTom; Heather Blatchford, diretora de alianças globais da Esri e Chris Pendleton, gerente principal de programa e serviços baseados em localização do Microsoft Azure no Microsoft Technology Center, em Detroit.

Os principais executivos destas empresas estiveram reunidos no Microsoft Technology Center, em Detroit, para compartilhar as metas de pioneirismo de serviços baseados em localização inteligentes através de tecnologias e serviços da Microsoft.

 

tomtom-logoAtravés de uma nova parceria, TomTom e Microsoft anunciaram que vão unir forças para integrar serviços posição-baseados no Microsoft Azure para torná-lo ainda mais fácil e mais flexível para os desenvolvedores construir e gerir a empresa, mobile, web e aplicativos de Internet das coisas (IoT) que estão cientes do local. Um líder global em produtos de mapeamento e navegação, a TomTom traz à Microsoft, avançadas tecnologias de localização — otimizado para atualizações rápidas — e mapas inovadores e recursos, incluindo sua tecnologia de alta definição de mapa e RoadDNA para a condução autónoma.

 

“Através de nossa parceria com a Microsoft, trazemos todas as nossas camadas de mapa para o ecossistema Microsoft Azure e vamos promover a inovação, que faz a vida das pessoas; melhor,” Disse Pieter Gillegot-Vergauwen, vice-presidente de gerenciamento de produto e mapas da TomTom.

Na audiência de negócio e influenciadores automotivos no evento de Detroit, na quarta-feira, concluiu:

“Estamos trabalhando ativamente para liderar o caminho para um futuro de mobilidade inteligente, cidades mais inteligentes e condução autônoma.”

Here logoA Microsoft também anunciou uma extensão da nossa colaboração com o HERE, um parceiro de longa data que já é a base de dados de localização em muitos dos nossos serviços primários, incluindo o Bing, Cortana, Windows e Office. Um provedor global de serviços de dados e mapa, HERE também está no coração da API do Bing Maps, permitindo localizar mapas, lojas, controle de ativos e outros serviços de localização para milhares de empresas e desenvolvedores. Um novo acordo de serviços nos cenários de produtividade em carros foi costurado e também permitiu à Microsoft expandir o uso de dados do HERE.

 

“Estamos entrando em uma nova era de serviços em torno de carros conectados em termos de segurança, produtividade no carro e fazendo viagens, mais eficiente,” disse Ashish Pandya, diretor de estratégia corporativa do HERE. “Não achamos uma única entidade possa fazer isso por si só. É preciso um esforço colaborativo. Estamos muito satisfeitos por ampliar o acordo que tivemos com a Microsoft.”

Esri_logoESRI, líder de mercado em tecnologia de sistema de informação geográfica (GIS), é outro parceiro de longa data da Microsoft, com seus produtos de ArcGIS profundamente integrados em muitos aplicativos e serviços. Em tempo real, GIS da ESRI, é executado no Azure e pode ingerir quaisquer dados baseados na localização, em tempo real, incluindo dados meteorológicos, feeds de mídias sociais, dados de sensor ao vivo e dados de serviços de localização de empresas como HERE e TomTom. Recentemente foi anunciada uma visualização de mapas ArcGIS para Power BI por imperativas visualizações, e a Esri, mostrou-se um parceiro fundamental em tecnologia geoespacial para clientes corporativos.

 

“Plataforma de ArcGIS da Esri é turbinada pelo Azure, e é o poder e a escalabilidade de desempenho da nuvem que começa a tornar uma realidade, as bilhões de transações e observações, dezenas de milhares de imagens e milhões de mapas”, disse Heather Blatchford, diretor de alianças globais da Esri.

A ambição destacada pela Microsoft é criar o próximo “World Graph” (mundo gráfico), um novo índice de dados de lugares físicos, objetos e dispositivos e sua interconectividade. Este repositório de dados geoespaciais será o próximo grande conceito em tecnologia de gráfico, que já inclui sistemas bem estabelecidos como gráfico de conhecimento do Bing, gráfico de pessoas do Facebook e do Microsoft Office e o gráfico profissional do LinkedIn.

No futuro, a Microsoft quer habilitar serviços globais baseados em localização para clientes diferenciados por uma plataforma aberta, com grandes conjuntos de dados e funcionalidade nativamente integrada para desenvolvedores e a profunda integração com outros dados gráficos para novos cenários.

A Microsoft encara e posiciona essa plataforma para fornecer aos seus clientes escolhas; com muitas opções de personalização e oportunidades para ser a base de cidades inteligentes, IoT, transformação industrial e  também, fabricação para o varejo de automóveis.

Os cenários podem incluir carros conectados que combinam o mapeamento atualizado, dados de tráfego e tempo com um motorista agendado, listas de tarefas e preferências para roteamento e planejamento personalizado. Carros inteligentes que poderiam refazer a rota, ou um tráfego orientado para fugir de acidentes, recomendar restaurantes nas proximidades e encontrar trajetos com boa cobertura de celular para chamadas de trabalho ou pessoal. Para aumentar a segurança e eficiência, dados de condições de estrada, os sensores do carro e comportamento do motorista, podem informar uma necessidade de manutenção preditiva do carro.

Cidades poderiam usar serviços baseados em localização para analisar, influenciar e melhorar o tráfego. Dados de localização podem ajudar as empresas a gerenciar a logística, otimizar frotas e acompanhar o envolvimento do cliente.

Hoje, dados de localização não se limita a estradas e destinos. Inclui grandes conjuntos de dados que podem ajudar a quantificar o mundo físico e entender a mudança geográfica, varrendo ao longo do tempo. Por exemplo, grupos ambientais poderiam aplicar a aprendizagem de máquina e a visão computacional de imagens aéreas ou sensores em alto mar, para analisar e até mesmo prever o desmatamento ou a contaminação dos oceanos.

A Microsoft está ansiosa para crescer e ampliar a colaboração com a Esri, o HERE e a TomTom para ativar os serviços baseados em localização para transformação digital e em parceria com as montadoras, continuar a trazer carros conectados à vida.

minority_report_automated_cars_image

Minority Report, carros autônomos

Google que se cuide… ou não!

Fonte: Microsoft

Share.

About Author