Microsoft irá vender um monitor separado do Surface Studio?

0

A equipe Surface da Microsoft, liderada por Panos Panay, vem produzindo alguns dispositivos maravilhosos e desejados por todos nos últimos anos. Eles não decepcionaram os seus clientes mais exigentes com o seu design, funcionalidades e beleza. Recentemente, um novo dispositivo da linha Surface, causou um alvoroço no mercado, com estoques esgotados, usuários satisfeitos e animados e sendo aclamado por praticamente toda a mídia. O Surface Studio, da Microsoft, é uma linda peça de hardware, com um casamento perfeito com o Windows 10 e o Surface Dial, e não há dúvida sobre isso.

O Surface Studio é uma máquina destinada primeiramente aos criadores, mas isso não quer dizer que é apenas para uso profissional, que fique bem claro, no entanto, é um dispositivo poderoso o suficiente pelo preço que cobra (e obviamente há uma razão para isso). A configuração mais poderosa do Surface Studio custa USD 4199 dólares, e por esse preço você leva: processador da Intel de 6ª geração quad-core Core i7 (i7-6820HQ, com clock de 2,7 GHz), 32 GB de RAM, 4 GB GPU, um SSD de 128 GB e um HDD de 2 TB. Enquanto esta é uma configuração muito poderosa para a maioria das pessoas, a Dell venderia um PC equivalente, mas é claro, sem o design e a tela, por menos de USD 1800 dólares; apesar disso, muitos clientes estão interessados e comprando o Studio.

microsoft_surface_studio_kira_back

Então, você já entendeu que o grande apelo do Surface Studio, além das outras qualidades, é a sua impressionante e enorme tela touch. O Surface Studio ostenta uma tela PixelSense de 28 polegadas com resolução de 4500 × 3000 e 192DPI. O que torna esta tela ainda melhor é o fato de que, 1 pixel no display é 1 pixel na vida real. Na verdade, se você ficar cara a cara com o Surface Studio e o limite do cartão estiver liberado, muito provavelmente você não irá resistir e levará um pra casa.

Infelizmente, no entanto, a Microsoft não está vendendo apenas o monitor do Surface Studio separado, o que é definitivamente, uma pena. Eu pessoalmente poderia comprar o belo monitor do Surface Studio separadamente e usá-lo com o meu PC principal, que é poderoso o suficiente e já está pago, assim, teria um monitor com um design e funcionalidades exclusivas. Ironicamente, vender o monitor separadamente o tornaria mais valioso, já que bastava comprar as atualizações da parte PC e então, teríamos uma máquina nova debaixo do capô, com uma belíssima tela para usar e mostrar todo o seu poder. Poderia ser também, um Surface Studio modular, como alguns rumores e patentes da Microsoft apontavam para isso.

Vender o monitor separadamente iria abrir o mercado para mais usuários high-end, onde você também poderia se conectar a múltiplos monitores, se você precisar deste recurso para trabalho, diversão ou jogos.

Também permitiria você se conectar aos outros dispositivos da linha Surface, como o Surface Pro 4, o Surface Book e quem sabe, o dispositivo definitivo, o Surface Mobile, e utilizar com a linda tela e ter aquela sensação de “Studio” sem precisar pagar o preço de um.

Imagine o Surface Mobile conectado via Continuum em um monitor do Surface Studio? Eu quero isso para já, Microsoft!

A Microsoft já está ciente deste desejo dos consumidores na verdade; a empresa recebeu aparentemente, muitos feedbacks dos clientes nas Microsoft Store para um monitor com a grife, Surface Studio. Chris Capossela, o diretor de Marketing da Microsoft afirmou recentemente em um podcast na Windows Weekly:

Um das coisas divertidas sobre ter essas lojas [Microsoft Stores] é o que você pode ouvir diretamente dos clientes. E uma das mais frequentes perguntas na loja é:

“Eu só quero o monitor, sem CPU, e conectá-lo na minha máquina atual.”

Eu acho que nós já fomos surpreendidos por isso. Projetamos, obviamente, a coisa toda [O Surface Studio] para trabalhar juntos e não estávamos pensando nisso, como um tipo de monitor separado, mas é, definitivamente, um feedback que nós ouvimos bem alto e claro.

Há uma pequena chance da Microsoft introduzir um monitor separado do Surface Studio, e pessoalmente, espero que isso acontece em 2017. E se isso não acontecer, espero que a Microsoft ofereça esta versão, junto com o lançamento do Surface Mobile.

Fonte: MSPU

Share.

About Author