Novo Nokia 6 não deve ofuscar o lançamento do Surface Phone…

0

A Nokia está mais ou menos de volta ao mercado de smartphones…. mais ou menos porque o Nokia 6, novo smartphone com a marca finlandesa, não foi feito por ela, mas sim, pela HMD Global, empresa finlandesa que “alugou” a marca Nokia para usar no seu novo smartphone. Ele será, inicialmente, vendido apenas no mercado chinês.

Com uma tela de 5,5 polegadas com Gorilla Glass, o novo smartphone deve chegar às lojas equipado com um chip X16 LTE para garantir uma boa conectividade em redes 4G, um Snapdragon 430 da Qualcomm cuidando de tudo, 4GB de memória RAM, câmera principal de 16MP (sem a tecnologia PureView ou lentes Zeiss, é claro), câmera secundária de 8MP e um espaço interno de 64GB expansível até 128GB.

Seu preço de lançamento deverá ser de US$ 245 (R$ 790), o que justifica o fato deles terem optado por usar um chipset bem modesto, que é o Snapdragon 430 da Qualcomm, processador que é muito mais voltado para a eficiência energética do que desempenho.

O Nokia 6 acima será produzido e distribuido pela HMD Global

Seu acabamento parece ser de bom gosto e de excelente qualidade, já que a carcaça do telefone será forjada em alumínio da série 6.000. Seu design parece ser uma fusão dos Galaxys da Samsung com o iPhone 5S da Apple. Suas medidas são: 154 x 75,8 x 7,85 mm.

Há até boatos de que a Nokia tem em seus planos o lançamento de uma concorrente para a Siri e Cortana, porém, nada disso foi confirmado.

Mesmo vindo equipado com o Android 7.0 Nougat da Google, o telefone da Nokia, melhor dizendo…, da HMD Global, não deve ofuscar o lançamento de novos modelos de smartphone este ano, como o mítico Surface Phone ou ainda do Samsung Galaxy S8, ou mesmo do iPhone 7S ou 8 da Apple, até porque mesmo sendo a marca Nokia, ele chega para bater de frente com outras centenas de empresas que já investem há anos no software mobile da Google. Outro detalhe é que a princípio o Nokia 6 não tem qualquer grande diferencial frente a seus concorrentes, exceto por se valer de uma consagrada marca do mercado mobile.

O novo aparelho com a marca Nokia dá início ao plano proposto pelo seu CEO, que é ganhar dinheiro licenciando a marca finlandesa, ou ainda quem sabe, desenhando novos aparelhos para que outros os produzam. No final das contas o consumidor comum estará comprando um telefone Nokia de qualquer forma, até porque ninguém vai ligar para o local e por quem o aparelho está sendo produzido.

Fonte: PHONE ARENA/ALAN

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem