Vendas globais de smartphones caem e um dos motivos é a falta de inovação

0

Dados obtidos pelo Android Police retirados de um relatório de Gartner, mostram que durante o trimestre final de 2017 as vendas globais de smartphones caíram 5,6% na comparação com mesmo período de 2016. Um dos principais motivos da queda seria que os mais recentes lançamentos das fabricantes não trazem inovações que justifiquem a troca de um modelo mais antigo por um mais novo.

Os dados mostram que a grande maioria dos usuários só troca de aparelho quando o antigo quebra, ou deixa de oferecer funcionalidades essenciais para usuários. Digamos, por exemplo, quando temos um smartphone antigo, mas que funciona bem, porém, o WhatsApp ou o Facebook, deixa de oferecer suporte para sua aplicação para a versão do software suportado pelo smartphone em questão. Geralmente são esses motivos que levam os usuários a trocarem de telefone nos últimos anos.

Vale notar que como a maioria usa o Android Marshmallow (Android 6), praticamente tudo que existe na Play Store funciona nesses aparelhos, portanto, não há muitos motivos para a troca.

Distribuição das versões do Android até o final de janeiro de 2018:

ersion Codename API Distribution Change
2.3.3-2.3.7 Gingerbread 10 0.3% -0.1%
4.0.3-4.0.4 Ice Cream Sandwich 15 0.4% -0.1%
4.1.x
Jelly Bean
16 1.7% -0.3%
4.2.x 17 2.6% -0.4%
4.3 18 0.7% -0.2%
4.4 Kitkat 19 12% -1.4%
5
Lollipop
21 5.4% -0.7%
5.1 22 19.2% -1%
6 Marshmallow 23 28.1% -1.6%
7
Nougat
24 22.3% +4%
7.1 25 6.2% +2.2%
8
Oreo
26 0.8% +0.3%
8.1 27 0.3% N/A

A inovação parece ser uma das últimas motivações para trocar de aparelho, até porque elas não são muitas ultimamente. Até falamos sobre isso quando percebemos uma forte divulgação do Samsung Dex na apresentação no novo Samsung Galaxy S9 e S9+. Mostramos que os novos modelos de smartphones chegam com novos conjuntos óticos, novas telas, mais e mais câmeras pra todo lado, melhorias no design dos modelos, mais poder de processamento, mais RAM, mais armazenamento interno, enfim, mais do mesmo, só que melhorado. Parece que os usuários querem “mais”.

Anshul Gupta, representante da Gartner, também tem essa mesma linha de pensamento. Sobre isso ele falou o seguinte:

“Altas expectativas e poucos benefícios incrementais na substituição enfraqueceu a venda de smartphones”, disse ele.

Ou seja: além do mercado já estabelecido, as empresas não têm conseguido inovar a ponto de fazer o consumidor querer trocar o seu celular.

Nesse “samba do crioulo doido…”, que é o mercado de smartphones, a Samsung ainda é líder com 18,2% de todo o mercado. A coreana é seguida de perto pela Apple, que detém 17,9% do todo com seus iPhones. Ambas as líderes lançaram novos modelos, porém, com inovações que não parecem ter sido o suficiente para alavancar as vendas de mais aparelhos. Inclusive essa queda é histórica, pois, é a maior desde 2004.

Reprodução

O que será que os usuários esperam dessas empresas? Porque pela cara ninguém está muito interessado em novas telas, mais câmeras, mais RAM e coisas do tipo. Será que o problema é o preço? Já que já temos o primeiro smartphone que pulou a casa dos US $ 1000 (iPhone X Cof cof)? Ou será que eles querem algo novo e diferentão? Surface Phone é você?

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!