Terca-Feira, 19 de Junho de 2018
A Google parece estar desenvolvendo um concorrente para o Microsoft HoloLens

Parece que a Google está desenvolvendo um concorrente para o Microsoft HoloLens, o computador holográfico da Microsoft que roda o Windows 10. E parece que não é apenas um simples rumores, mas sim, há relatos que a Google fala abertamente sobre o assunto sem qualquer medo de esconder seu projeto.

A notícia foi relatada pela equipe do Winfuture.de, e eles afirmam que o dispositivo está sendo desenvolvido em parceria com a Qualcomm e a ODM Quanta, e será capaz de sobrepor conteúdo virtual no mundo real usando sensores e ótica especiais, e incluirá câmeras, microfones e controle de voz. Isto é, seu conteúdo será exibido em Realidade Mista (Mixed Reality – MR), como o HoloLens.

Você sabe o que é essa tal de Realidade Mista usada no HoloLens? E o Windows Mixed Reality?

O projeto segue adiante com o codinome Google A65, e espera-se que ele tenha várias horas de duração de bateria graças ao processador Qualcomm QSC603 que o move. Sua principal utilidade é voltada para aplicações em IoT (Internet das Coisas), mas que também poderá ser emparelhado com um chip de codinome SXR1, sendo possível usa-los para outra aplicações.

Google Glass… um projeto descontinuado pela Google anos atrás terá grande influência sobre esse novo projeto que concorrerá com o HoloLens

Segundo informações, o headset de MR da Google estaria no estágio inicial de desenvolvimento do hardware, o que significa que provavelmente demorará um pouco até chegar ao mercado, e pensando ainda pelo lado de que a Google não tem muito nas mãos e já pronto com relação ao software, isso é mais um fato que empurra o lançamento do produto para mais alguns anos a frente… 

Quem sabe boa parte da equipe envolvida no projeto seja oriunda do Projeto Google Glass, um dispositivo ultra portátil que causou uma enorme euforia no mercado de tecnologia anos atrás, mas que terminou sendo descontinuado devido principalmente a questões de privacidade.

Como já foi dito acima, se realmente se confirmar a informação de que o Google A65 é um projeto voltado para aplicabilidades em IoT, os consumidores comuns podem nunca ter acesso a ele, como é o caso do HoloLens da Microsoft, até porque se a Google seguir a trilha de migalhas deixadas pela Microsoft, o Google A65 custará um rim e uma córnea, sendo viável apenas para grandes corporações.

Como a Google resolverá o problema de um Software para operar tal dispositivo? Não sabemos, mas será um grandes desafio, tendo em vista que nem o Android nem o Chrome OS foram pensados para suportar esse tipo de tecnologia (não até o momento). Será que é ai que entra o Google Fuchsia? O Sistema Operacional secreto da Google que não é baseado em Linux? São muitas perguntas sem respostas ainda…

Fonte: Winfuture.de via MSPoweruser

Compartilhe