JogosXbox

A Microsoft matou o programa de retrocompatibilidade do Xbox?

Para acabar de uma vez por todas com os diversos ruídos que tem surgido por ai, hoje você entenderá porque é incorreto afirmar que a Microsoft acabou com o programa de retrocompatibilidade do Xbox. Na verdade, entenderá que foi justamente o contrário, pois, a empresa está expandido o programa para seu novo console.

A Microsoft não acabou com o programa de retrocompatibilidade do Xbox, mas sim, o expandiu

O anúncio postado na página oficial do programa é muito claro. Vamos ler juntos:

“Ouvimos atentamente os comentários da comunidade e respeitamos as bibliotecas de jogos que você construiu nos últimos 18 anos. É por isso que estamos levando o nosso trabalho um passo além e anunciamos nesta semana que milhares de jogos de todas as quatro gerações serão jogáveis ??no Projeto Scarlett.” Disse um trecho do comunicado.

retrocompatibilidade

Ou seja, a empresa está levando os atuais 600 títulos disponíveis no programa para além da atual geração de consoles. A Microsoft levará esses mesmos títulos para sua nova plataforma de jogos, ainda sem nome, chamada por hora apenas de Projeto Scarlett. Sendo assim, podemos confirmar que mesmo sendo algo que ainda sequer chegou no mercado, já é sabido que centenas de jogos antigos rodarão na nova máquina.

Então, se não acabou, de onde vem os ruídos sobre o fim do programa?

Simples! questão de interpretação e entendimento do significado de ciclo… especialmente quando se lê o seguinte trecho do comunicado:

“[…] como tal, agora mudamos nosso foco para ajudar a tornar os jogos que você adora jogar no Xbox One compatíveis com o futuro hardware do Xbox. Após essa semana, não temos planos para adicionar mais títulos originais do Xbox ou do Xbox 360 ao catálogo no Xbox One, mas estamos empolgados para continuar nosso trabalho com a compatibilidade do Xbox em plataformas e dispositivos, o que continua sendo uma prioridade.”

Muito provavelmente a confusão se deu por conta da segunda parte do comunicado, quando a MS fala que não tem planos para adicionar mais títulos ao catálogo do programa, mas veja que ele se refere a inserção de títulos do Xbox original e Xbox 360 ao catálogo do XBOX ONE. Claro, o Xbox One será substituído pelos novos projetos e não faz sentido ficar investindo em algo que será substituído. Esse ciclo será fechado em breve.

Lendo esse mesmo trecho é possível verificar que eles disseram que continuarão trabalhando com a compatibilidade do Xbox em plataformas e dispositivos e que isso continua sendo uma prioridade. No mínimo podemos esperar que mais pra frente muitos títulos do Xbox One se tornem os “retrocompatíveis” de hoje do Xbox 360 e do Xbox Original, só que em dispositivos mais avançados. É uma evolução graduação e normal. Vide o caso da Nintendo e tantos outros consoles. Chega um tempo que os títulos mais antigos se tornam coleções especiais ou ganham um “mini console retro” para aqueles que são verdadeiramente fãs. Não duvide que um dia isso aconteça com alguns jogos do Xbox.

Além disso, ao tratar sobre o assunto eles garantiram que vão trabalhar em novas formas de compatibilidade, o que certamente deverá ocorrer na Nuvem, com o efeito esperado com a chegada do projeto xCloud e outros que venham a ser lançados mais adiante. PCs e consoles se tornaram tão próximos que você poderia escolher ter um outro para fazer tudo. Já de olho nesse cenário a empresa está apenas encerrando um ciclo de compatibilidade reversa para iniciar outro, mas o princípio elementar do programa continua o mesmo.

Então, caros amigos gamers, o programa não foi encerrado, mas sim, foi expandido para o Projeto Scarllet e previsivelmente migrará para a próxima geração de consoles e jogos de uma forma conceitualmente diferente, mas essencial semelhante, encerrando assim um ciclo que está ligado a determinadas gerações de consoles. Quatro para ser mais exato…

E tem mais…

Eles aproveitaram o ensejo para incluir os últimos títulos de consoles mais antigos que passam a ser retrocompatíveis com o Xbox One e que também serão com o Projeto Scarllet, são eles:

Todos esses clássicos do Xbox Original aproveitam o poder do Xbox One com até 4x a contagem de pixels no Xbox One e Xbox One S, e até 16x a contagem de pixels no Xbox One X para resoluções de até 4K Ultra HD. Estes jogos estão disponíveis para jogar agora tendo a mídia física original ou você pode compra-los digitalmente na Microsoft Store.

Com a adição dos quatro jogos Tom Clancy Splinter Cell do Xbox Original, agora você pode jogar toda a franquia Splinter Cell no Xbox One.

Além disso, eles estão lançando pacotes de conteúdo para download originais do Xbox gratuitamente hoje para os proprietários atuais e futuros dos seguintes jogos, disponíveis automaticamente por meio de atualizações de conteúdo no Xbox One:

retrocompatibilidade

Eles também anunciaram otimizações de jogos pertencentes ao catálogo de retrocompatíveis que deixará a experiência da jogatina no Xbox One X ainda mais incrível.

Os jogos Xbox 360 aprimorados para o Xbox One X são executados em uma resolução mais alta – 9x a contagem original de pixels até 4K UltraHD – com melhor filtragem de texturas e detalhes de cores. O poder do Xbox One X permite que o emulador do Xbox 360 exiba a melhor versão do jogo possível com os recursos existentes e não modifique a experiência original. Os updates são para os seguintes títulos:

Fonte > Microsoft

Alexandre Lima
Microsoft MVP Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!