Ações da Nokia disparam e Microsoft diz que quer triplicar vendas do Windows Phone

13

As ações da Nokia subiram mais de 40% ontem depois do anúncio da venda de sua divisão de celulares para a Microsoft.  As 8h22 de ontem, o índice FTSEurofirst 300 operava em alta de 0,13 por cento, a 1.218 pontos, depois de ter alcançando o maior nível em uma semana de 1.220 pontos. A Nokia era a empresa que adicionava mais pontos ao FTSEurofirst 300 e ajudava o índice de tecnologia STOXX Europe 600 a subir 2,91 por cento, liderando todos os outros setores após o acordo de 5,44 bilhões (fora o valor das patentes) de euros de compra da divisão de celulares da Nokia.

MIcrosoft compra Nokia nextcapter

Enquanto isso a Microsoft já anda comentando por ai sua nova estratégia, que é triplicar as vendas de aparelhos com Windows Phone até 2018, passando dos atuais 4% de marketshare mundial para 12%. Mas, isso não é tão “novo” assim, pois, a antiga Nokia já falava em 15% de marketshare em 2018 também.

Uma informação que ainda não havíamos divulgado é que a Nokia ainda poderá fabricar telefones celulares do tipo featurephones, que rodam sistemas operacionais proprietários e que geralmente não são smartphones, mas, foram esses os responsáveis por popular a marca Nokia anos atrás, contudo, esse featurephones não usarão mais as marca Lumia ou Asham e nem Nokia por pelo menos pelos próximos 10 anos. Hoje a Microsoft deve divulgar mais informações sobre sua mais recente aquisição numa coletiva de imprensa.

Fontes: Tecmundo e Exame Abril

Obg ao Rodrigo Rios e ao Lucas Sousa pela dica 😉

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP – Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!

  • José Marcelo

    Estava de férias, voltei ao trabalho no dia que a Microsoft comprou a divisão de celulares da Nokia, a pergunta que me faço é como o usuário comum, aquele usuário que compra smartphone da Nokia por que gosta da marca, como ele vai reagir a isso. O pessoal que fã do WP diz que a OS salvou a Nokia, eu vejo o contrario a Nokia foi que deu uma sobrevida ao WP, ela que alavancou as vendas do OS móvel da Microsoft , foi ela que cobrou maior agilidade nas atualizações do sistema, fez diversos aplicativos para o mesmo, trouxe vários usuários do falecido symbian par ao WP, ela levou o sistema nas costas.

    Ao meu ver a Microsoft fez uma jogada arriscada, o usuário que comprava os smartphones da Nokia poderá compra de outra empresa, já que Nokia não existe mais, não estará preso a marca e irá buscar outra que o satisfaça, e isso pode ser prejudicial ao WP já que o usuário poderá compra dos concorrentes e não da divisão de celulares da Microsoft. Se Microsoft não fizer o dever de casa direitinho, não lançar smartphones tão bons quanto o da concorrência, trazer mais aplicativo e fazer um market agressivo o OS que já não é tão popular tende a voltar a amargar 1% no marketshare.

    Tudo vai depender da Microsoft, como ela irá administrar o WP de agora em diante, se acertar a mão pode ser um sucesso, como o Xbox é hoje. No fim torço para que ela acerte para que haja uma boa concorrência e por que gosto do WP, ele não é perfeito mais supre muito bem as minhas necessidades como smartphone e pode evoluir mais, até se tornar um só com o Windows (isso é um sonho meu).

  • Vagner Segantim

    Pena que a Microsoft não vai usar o nome Nokia (talvez nem a marca Lumia). Sendo assim, infelizmente Smartphone Nokia não vai existir mais.

  • Fábio Moser

    Admiro muito a Nokia, sua história, sua filosofia e sua capacidade de inovação.
    Mas observem que, a parte da Nokia cuja a qual conhecemos, que fez a empresa finlandesa se tornar um ícone mundial, que cativou muitos que se tornaram grandes admiradores da empresa, que inovou e transformou pra sempre o mercado mundial de telefonia celular e que foi a precursora em muito do que hoje existe em todos os telefones, ESTA NOKIA, agora está DENTRO da Microsoft. Ela faz parte da Microsoft. E ela permanecerá viva dentro da Microsoft.

    A “outra Nokia”, aquela que ficou lá em Helsink, na Finlândia, essa… é apenas uma
    parte “crua” que produz infraestrutura de grande porte única e exclusivamente para o mercado corporativo. Não há divisão de pesquisa de público, nem divisão de design, nem de comportamento mercadológico destinado ao consumidor final. Isso tudo, foi para a Microsoft.

    Lá em Helsink, o trabalho é de engenharia em comunicação. E só. Se a Nokia que ficou lá na Finlândia quiser retornar ao mercado de telefonia celular, primeiramente terão de esperar 10 anos para lançar qualquer modelo com a marca Nokia. Mas muito mais importante que isso, teriam que recomeçar totalmente do zero. Sem fábricas, sem logística, sem distribuição, sem projeto nenhum, sem design, sem nem se quer um sistema operacional. Isso levaria anos e anos e certamente seria totalmente inviável.
    Não quero ser o “destruidor de sonhos” de quem espera uma retomada da Nokia original ao mercado que a fez ficar tão famosa e tão querida pelo público. Mas esta é a realidade agora. A turma da Finlândia certamente vai se focar no mercado que está garantido a eles e que dará lucro certo. Afinal o mercado de infraestrutura de telecomunicações é gigantesco. Envolve empresas imensas como clientes e gera excelentes resultados financeiros.

    O verdadeiro espirito de inovação e a filosofia da Nokia como a conhecemos agora vive dentro da Microsoft e não há porque não ficar feliz com isso. As pessoas que sempre trabalharam para fazer a Nokia a empresa que tanto admiramos, continuarão trabalhando com o mesmo grande objetivo.

    A Microsoft teria dinheiro para começar a desenvolver uma linha de celulares por conta própria e já conta com uma grande estrutura de desenvolvimento de hardware. No entanto eles prefiriram trazer pra dentro da empresa quem sempre mostrou que entende do assunto. E se a Microsoft fez isso… é porque vai manter vivo dentro da empresa os verdadeiros valores da Nokia, sua filosofia e seu legado. : )

    • Vagner Segantim

      Exatamente! Por isso com a notícia da compra não veremos mais a Nokia no mercado. A marca pro público em geral morreu. Os aparelhos novos serão Microsoft, mesmo que tenha a mesma equipe da Nokia, eles vão acabar seguindo o desenvolvimento para se adequar aos outros produtos Microsoft e não o contrário. Acredito que em uns 2 anos não reste mais nada próximo dos produtos Nokia que conhecemos e nossos aparelhos Nokia serão relíquias de colecionar em pouco tempo. De forma alguma foi igual á compra da Motorola pela Google como Ballmer afirmou.

  • Lucas Batista

    O futuro do Windows Phone pode se tornar muito mais promissor do que já era. Resta esperar.

  • Geovani F. Alves
    • Ígor Moreira

      Haverá sim, celulares mais baratos levaram o nome Nokia, e os tops levaram o nome Microsoft. A matéria do The Verge é bem detalhada neste quesito.
      O que acontece é que a Microsoft comprou uma parte da Nokia, e não ela toda como o pessoal anda falando por ai. Ou seja, a Nokia em si ainda existe e não é da Microsoft. E o acordo da Microsoft permite que a outra parte da Nokia lance aparelhos celulares, mas esta outra parte não pode usar o nome Nokia durante os proximos 10 anos.

      Agora a linha mais barata de celulares da Nokia, que veio no pacote para a Microsoft levará o nome Nokia sim. E a linha Lumia (que mudará de nome) levará o nome Microsoft.

      Abraços.

      • Emerson Almeida

        Concordo. É impressionante como um informação distorcida pegou como vírus.

  • Marco Antonio Pires

    faltou dizer que é nos proximos dez anos

  • Carlos Ricardo

    A Nokia sera uma fênix e sem duvidas irei comprar esse aparelho 🙂

  • Rafael Martins

    Anotem: em 2016 a Nokia se juntará a Jolla e retornará ao topo.

    • Jolla? Por favor. Não tem dinheiro para brigarem com Google, Apple e Microsoft.

    • Gilberto Almeida

      Jolla? Parece mais marca de camisinha …. rs