Aplicativo Waze para o Windows Phone pode nunca mais ser atualizado

102

Pelo visto a Google continua com o seu plano para barrar o crescimento do Windows Phone, e eles não pouparão esforços para fazer isso. A começar pela total ausência de qualquer aplicativo oficial da gigante das buscas na Windows Phone Store.

A mais nova estratégia é simplesmente abandonar aplicativos que possuem correlação com a Google e que estão presentes na Windows Phone Store, e um deles é um Waze, que foi recentemente comprado pela Google por cerca de U$ 1.3 bilhões.

Waze app oficial windows phone 8 img3

A informação veio pelo Twitter, quando o perfil oficial do serviço respondeu a um usuário do Windows Phone sobre um questionamento de quando o aplicativo receberia novidades, e a resposta foi: “Não há planos para qualquer atualização a partir de agora, mas, as coisas sempre podem mudar”.

Waze atualização windows phone google

Essa atitude da Google não é novidade para quem acompanha o Windows Phone desde o seu lançamento, e é por isso que até hoje não temos um app oficial para o Google Plus, Drive, Youtube, Gmail, Google Maps, e de tantos outros serviços Google.

Alguns podem perguntar: mas, porque eles lançam tudo isso para o iOS da Apple? A Apple não fabrica aparelhos que podem colocar em risco a soberania do Android. Os iPhones e iPads são aparelhos caros e considerados high-end, e nesse passo, nunca irão abalar o estrondoso markeshare da Google nesse segmento.

Por outro lado, a Microsoft tem em suas mãos um S.O. tão capaz quando o Android, e condições de um dia colocar em risco o reinado do robozinho verde, já que existem aparelhos com Windows Phone em todas as faixas de preços, logo, se for para combater, que seja enquanto o WP é pequeno.

O Windows Threshold está as portas, e poderá ser a melhor forma da Microsoft dar uma boa resposta a Google com relação a essas atitudes. E ainda a quem pense que a melhor vingança seria barrar aplicativos do Office para o Android e tantos outros criados pela Microsoft. Bem, isso nunca acontecerá, já que estamos falando de produtos e serviços diferentes e independentes.

O que você acha de tudo isso? Será que a Google realmente faz isso com medo de um dia o Windows Phone se tornar uma ameaça real?

Fontes: WPCentral

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP – Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!

  • Marcelo Ferreira

    Bem que a Nokia poderia colocar a roteirização com opção de fugir do trânsito no Here Drive+, que, em matéria de mapa, dá de mil a zero no Waze.

  • Fábio

    A impressão que eu tenho é que a marca microsoft cansou o público.

    Não existe mais aquele impacto: – Uau, é da Microsoft!

    Um dia isso vai acontecer com o Google, assim como o Android…

    A história do mundo corporativista está aí para provar…

  • Fábio

    Fiquei extremamente chateado com essa notícia.
    Porém, como condenar a Google se a própria microsoft, quando teve oportunidade, também já “engoliu” outras empresas visando sua hegemonia?
    Infelizmente é assim que funciona, não tem jeito….

  • Renato

    Na real a Microsoft esta cagando para o Android pois ela ganha muito dinheiro do google pelos direitos de patentes etc….O WP já é um sistema maduro e está consolidado no Mercado e é o sistema mais interativo entre os três principais Sistema móveis. Quem dança nessa história é o consumidor e o google porque o homem mais rico do mundo é dono da Microsoft e isso já diz muita coisa que eles não estão nem aí pro google e nem eu.

  • Galdêncio Galdério

    e mais uma coisa, a MSFT deveria promover o que faz dos aparelhos da Nokia melhores que a concorrência, e o que faz do WP melhor que a concorrência: a parte de consumo de mídia, jogos, a câmera fodastica dos Lumias, a integração dos serviços, o Office… mas a MSFT nunca precisou vender nada pra ninguém, então, ela é péssima em marketing.
    Enquanto eu vejo campanhas de marketing fodasticas da Samsung e da LG, eu não consigo “pescar” nenhuma camapanha da MSFT ou da Nokia sem me perguntar: “Mas que diabos eles tao querendo dizer?”…
    Infelizmente, na feira, vende mais quem grita mais alto, e não quem tem o peixe mais fresco… e neste quesito, a MSFT tá gritando com voz de criancinha rouca de baixo da mesa… infelizmente

  • Galdêncio Galdério

    o problema é que a MSFT está deixando escapar pelos dedos tudo o que faz a diferença hoje no mercado.
    Ela tinha o Skype, que foi esquecido, então, acabou abrindo as pernas para o Whatsapp…
    Ela tinha o Nokia Here + Drive, esqueceu dele, deixou o Waze entrar…
    Ela já teve “treta” com o FB no passado, se não tivesse entrado em acordo, teria perdido até ele!
    O próximo da lista é o FourSquare, podem esperar!
    Quanto aos monopólios do Google, se a MSFT tá assim tao incomodada, porque não investe ou lanca serviços concorrentes melhores, e compatíveis apenas com seu ecossistema?
    Simples: a MSFT pensa no futuro, ela não precisa ser imediatista como o Google, que lanca um produto, arrebenta, e depois descontinua sem mais nem menos (vide os vários produtos/ serviços que ela descontinuou).
    A MSFT sacrifica o agora para poder perdurar futuramente, ela sabe que a estabilidade é mais importante que o imediatismo.
    Fiquem sabendo, o Threshold é a aposta final da MSFT para a unificação e a sua permanência no mercado, esta é a verdadeira arma que ela ira utilizar para se fazer diferente no mercado.
    Será a única que conseguirá, com certeza, unificar todas as plataformas computacionais existentes (mobile, pessoal, de trabalho, de lazer…).
    Quem aposta contra a MSFT não percebe o quanto que iremos perder se ela simplesmente desistir… voltaremos à era do DOS tendo que compilar kernel no Linux, ou então tendo que comprar/ alugar um monte de serviços da nuvem de uma única empresa (Googgle), que tem um histórico de satisfação ao cliente não muito convincente…
    A MSFT não está dando muita “bola” para seus produtos porque ela sabe que tem que correr atrás, e fazer algo grandioso: o Threshold!
    Depois que ela fizer isso, tenho certeza, ela irá focar todas as suas energias em desbaratinar os concorrentes… só que, infelizmente, já pode ser tarde demais!

  • Alex Sandro

    A microsoft nunca foi santa, temos que parar com isso de usa produto da google é fanboy dela, usa do M$ é fanboy. É muito mimimi para pouca coisa. Tenho produtos windows phone e android, uso Windows e não largo por nada, pois penso no melhor para meu uso pessoal e estou pouco me importando com as atitudes de empresa x ou y. Ambas tem seus motivos. A microsoft lança seus produtos para aparelhos android, pois sua plataforma ainda tem pouco uso, comparado a da concorrente, porém se fosse o contrário, podem ter certeza que tais aplicativos estariam ausentes da playstore. Vou lembrar vcs de algo, até hj a microsoft bloqueia o uso do hotmail/outlook/live, no aplicativo nativo do android, mesmo configurando adequadamente. Foi do dia para a noite. Hoje já não sei mais se ainda está assim. Essa imposição se iniciou no lançamento do android 4.2, versões anteriores devem estar funcionando e novas não sei informar, faz tempo que não uso.

  • José Lima

    to nem aih… quase não uso essa @#$%@#$ que só consome minha bateria feito água no deserto e não serve pra nada… só quando o transito para de uma vez que uso pra ver se tem alguem que fala o que aconteceu mais pra frente… depende de conexão e a conexão no brasil fora das cidades é uma droga, prefiro meu gps da nokia mesmo… sempre confiável 😀 so falta a localização dos radares…

  • Jay Silva

    Discordo totalmente quanto ao Android não abalar a soberania do iOS. Androids high-end vendem bem. Se pegar as vendas do Galaxy S5 junto com o anterior, chega bem perto do numero de iPhones vendidos, já que a Apple quando divulga os numeros de vendas de iPhones, não diferencia os modelos. Isso apenas com UMA linha de aparelhos high. Agora pegue a linha S da Samsung, a linha X da Motorola, Nexus, a linha G da LG e some tudo. Com uns 10 aparelhos high-end, vemos que os Androids high-end sim vendem bem. Agora junte os mid e os aparelhos com um ano ou mais, ai que o Android ganha espaço.
    Até mesmo o WP vende bem com os high. Lembro no lançamento do WP 8 os mais vendidos eram o 250 e o 920.
    O problema nessa historia toda, é a pouca participação do WP. Se tivesse uns 20% duvido que o Google não iria investir.
    Mas se tratando de mapas, de boa, tem o Here Maps.

  • Luís Filipe

    Eu gosto dos serviços do Google, uso Gmail, Youtube, Chorme (no PC) e o próprio buscador Google mas o que eles estão fazendo com WP é claramente medo da plataforma crescer. Mas não importa WP é melhor que Android e cedo ou tarde os devs vão fazer coisas melhores.

  • Filipe

    Eu discordo da visão do blog que a Google está com medo da Microsoft afetar a soberania dela no mercado de smartphones. Uma vez a Google/Facebook já disse e acredito que se trata da mesma coisa, pra que ela vai se esforçar e deslocar equipes para um OS que nem se firmou no mercado ainda?

    A Google desenvolve para a Apple por outros motivos, lembrem-se que a Apple foi pioneira em apps, os primeiros aplicativos para aparelhos com telas sensíveis ao toque foram a Apple que estimulou o mercado por completo.

    • Rogério Santos

      E o que você me diz do Gmail mobile só não abrir direito no Internet Explorer? Essa situação só foi resolvida quando o Internet Explorer passou a se identificar como se fosse o navegador do Google.

      Existe sim uma ação deliberada por parte do Google em sabotar o único SO capaz de abalar sua soberania no mercado mobile.

      • Filipe

        Internet Explorer não é parâmetro para nada, até a Microsoft sabe que foi um dos piores navegadores da história da internet e hoje em dia ela considera mudar o nome do navegador para tirar a reputação horrível que ele tem.

        E o que a Google ganharia em bloquear os seus usuários?

        • Rogério Santos

          Meu caro, concordo contigo sobre o Internet Explorer, no computador, ter uma imagem extremamente desgastada. Tenho o desprazer de utilizá-lo desde a versão 3 e sei das suas deficiências. Ultimamente, melhorou bastante, mas ainda tem um bom caminho a trilhar.

          Já o Internet Explorer do Windows Phone, na versão que utilizo, sempre apresentou um bom desempenho. Realmente não tenho do que reclamar. O comentário acima faz alusão ao IE Mobile e não ao IE para computador. Se a Microsoft pretende alterar o nome do aplicativo, será em razão dos anos de instabilidade demonstrados na versão para computador. A versão para Windows Phone não entra nessa conta.

          Além disso, o que falei acima não é invencionice. Antes de ser identificado como navegador Android (ou seria Sarafi, não lembro), o IE abria os serviços Google de maneira bizarra. Isso é um fato.

          Que interesse o Google tem? Manter sua supramacia em sistemas para celulares. O Windows Phone tem atributos que o qualificam como um oponente de peso. Eles sabem disso.

  • Angelo Mattos

    Fiz um teste aqui com o WAZE, na tentativa de que ele me guiasse do Centro do RJ para um município chamado Miracema. Conclusão: o WAZE me fez dar a volta ao mundo. Às vezes me jogava pra fora da estrada. Percebi que não funcionava direito e abri o HERE DRIVE para concluir o trajeto. WAZE nunca mais!

  • Luiz Henrique

    tim? kkkkk