Aplicativo Waze para o Windows Phone pode nunca mais ser atualizado

102

Pelo visto a Google continua com o seu plano para barrar o crescimento do Windows Phone, e eles não pouparão esforços para fazer isso. A começar pela total ausência de qualquer aplicativo oficial da gigante das buscas na Windows Phone Store.

A mais nova estratégia é simplesmente abandonar aplicativos que possuem correlação com a Google e que estão presentes na Windows Phone Store, e um deles é um Waze, que foi recentemente comprado pela Google por cerca de U$ 1.3 bilhões.

Waze app oficial windows phone 8 img3

A informação veio pelo Twitter, quando o perfil oficial do serviço respondeu a um usuário do Windows Phone sobre um questionamento de quando o aplicativo receberia novidades, e a resposta foi: “Não há planos para qualquer atualização a partir de agora, mas, as coisas sempre podem mudar”.

Waze atualização windows phone google

Essa atitude da Google não é novidade para quem acompanha o Windows Phone desde o seu lançamento, e é por isso que até hoje não temos um app oficial para o Google Plus, Drive, Youtube, Gmail, Google Maps, e de tantos outros serviços Google.

Alguns podem perguntar: mas, porque eles lançam tudo isso para o iOS da Apple? A Apple não fabrica aparelhos que podem colocar em risco a soberania do Android. Os iPhones e iPads são aparelhos caros e considerados high-end, e nesse passo, nunca irão abalar o estrondoso markeshare da Google nesse segmento.

Por outro lado, a Microsoft tem em suas mãos um S.O. tão capaz quando o Android, e condições de um dia colocar em risco o reinado do robozinho verde, já que existem aparelhos com Windows Phone em todas as faixas de preços, logo, se for para combater, que seja enquanto o WP é pequeno.

O Windows Threshold está as portas, e poderá ser a melhor forma da Microsoft dar uma boa resposta a Google com relação a essas atitudes. E ainda a quem pense que a melhor vingança seria barrar aplicativos do Office para o Android e tantos outros criados pela Microsoft. Bem, isso nunca acontecerá, já que estamos falando de produtos e serviços diferentes e independentes.

O que você acha de tudo isso? Será que a Google realmente faz isso com medo de um dia o Windows Phone se tornar uma ameaça real?

Fontes: WPCentral

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!