Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019
Home Notícias

Apple cai para o quarto lugar na lista de empresas mais valiosas do mundo

05/01/2019 1496 0
Apple cai para o quarto lugar na lista de empresas mais valiosas do mundo

No final do ano passado, assistimos a uma disputa entre Microsoft e Apple pelo primeiro lugar na lista das empresas mais valiosas do mundo. Por semanas as duas empresas se alternaram no “poder” até que no final do ano a Microsoft assumiu a liderança ao passar vários dias seguidos na mesma posição. Assim que começou 2019 a Microsoft manteve sua posição na tabela, porém, o mesmo não pode ser dito sobre da gigante de Cupertino…

Resultado de imagem para microsoft VS Apple

Segundo informações recentes, a Apple caiu de posição e agora ocupa o quarto lugar no ranking das empresas mais valiosas do mundo atrás da Microsoft, que ocupa o primeiro lugar, Amazon e Alphabet (Google).

Atual ranking com os valores em bilhões de dólares:

  1. Microsoft: $782
  2. Amazon: $770
  3. Google: $767
  4. Apple: $703 

A resposta para tamanha queda, já que a Apple foi a primeira empresa do mundo a valer mais de 1 trilhão de dólares, está no fato das vendas de novos iPhones não corresponderam às expectativas. Em se tratando de uma corporação com números superlativos, qualquer deslize representa um tombo monumental.

De acordo com uma pesquisa realizada pela consultoria Longbow Research, a Apple desacelerou a encomenda de novos aparelhos a suas fábricas num percentual que oscila entre 20% e 30%. A queda foi mais acentuada nas encomendas do iPhone XS Max e do iPhone XR, pertencentes a linha 2019 do smartphone. No sentido inverso a empresa aumentou os pedidos de modelos mais antigos, como os iPhone 8 e 8 Plus.

Isso significa que até mesmos a fiel clientela de produtos Apple tem fraquejado na hora de comprar um novo modelo. Muitos estão migrando de 2 em 2 gerações, ou seja, saem de um iPhone 6 para o 8, ou do 7 para o X e assim por diante. O preço parece estar falando mais alto do que as novidades adotadas nos modelos mais atuais, até porque já tem mais de 1 ano desde que o iPhone rompeu a barreira dos US $ 1000, o que sem dúvida alguma assustou até os fãs da marca.

iPhone

Até os mais fiéis a marca parecem insatisfeitos com o preço dos novos modelos

No Brasil, por exemplo, o comércio de iPhones usados chega a ser maior do que o de novos aparelho. Como por aqui os subsídios de operadoras para a aquisição de novos modelos é bem raquítico, a maioria compra esses modelos pelo preço cheio, ou seja, caro! Somando tudo isso a crise econômica vivenciada por aqui e em outros locais, tal queda nas vendas pode ser vista até como algo natural e já previsto.

Para não ficar apenas nas nossas palavras, o CEO da Apple, Tim Cook, declarou aos investidores da Apple que “as vendas mais baixas de iPhones” causaram impacto nas finanças da empresa — e assim deverão continuar ao menos ao longo dos próximos meses. Agora sim ficou ainda mais fácil entender como a Apple caiu do primeiro para o quarto lugar no ranking.

Podemos inferir ainda que isso tem relação com a grande dependência da Apple do mercado de hardware, pois, para quem não sabe, o iPhone é o responsável pela maior fatia da receita da empresa. Isso também explicaria porque empresas como a Microsoft, Amazon e Google estão assumindo o “poder”, já que o principal mercado dessas empresas são os softwares e os serviços em Nuvem, que começam a se mostrar serem mais lucrativos que o mercado de hardware.

Enfim, não podemos esquecer que esse mercado de ações é muito volátil, sendo assim, amanhã a informação de hoje pode já estar desatualizada. O melhor é continuar acompanhado para ver até onde vai a toca do coelho…

Fonte: Twitter, MacMagazine e em.com.br

Compartilhe:

Comentários: