Apple desiste de montar iPads no Brasil devido a falta de incentivos fiscais

0

Assim como fez a Microsoft, a Sony, a Xiaomi a HTC e tantas outras empresas que já produziram eletrônicos no Brasil, mas que posteriormente abandonaram nosso mercado, a Apple também desistiu de montar seus iPads em solo brasileiro. O motivo é o mesmo alegado por todas as demais… impostos…

Grande parte dessas empresas se fazia valer dos incetivos fiscais promovidos pela Lei do Bem e outras, porém, com a revogação desta Lei, essas empresas não viram mais motivos para manter a produção local de seus produtos, o que levou algumas delas a simplesmente abandonar nosso mercado, como foi o caso da Microsoft, por exemplo.

No caso da Apple não haverá nenhuma abandono. O iPad continuará sendo vendido por aqui, inclusive pelo mesmo preço de antes, já que a produção local do tablet nunca fez com que seu preço fosse menor. Sua produção local tinha como principal intuito a redução do custo para a empresa, entre outras coisas.

Como podemos observar, o tablet, que agora é exclusivamente importado, continuará custando inviáveis R$ 2499,00 em sua versão mais básica, que tem tela de 9,7 polegadas e 32GB de memória interna. Pagando um pouco mais que isso é possível importar até mesmo um Surface Pro 4 com Windows 10.

Infelizmente o mercado brasileiro só é bom para ele mesmo (em teoria), já que o governo criou mecanismos para dificultar a entrada de produtos importados, atrelando a eles taxas de importação absurdas, o que eleva demais seu preço para os consumidores que os compram fora do país. O problema é que isso tem afastado grandes e pequenas empresas que atuam nosso mercado. Quando a empresa resolve ficar, faz como a Samsung e a própria Apple, que tem vendido seus smartphone mais recentes por mais de R$ 4000,00, valor completamente fora da realidade da grande maioria dos brasileiros. O mesmo podemos falar sobre os demais produtos eletrônicos fabricados por elas.

A Samsung venderá o Galaxy S8 com tela de 5,8 polegadas por R$ 3.999,00 no mercado brasileiro. Ele não será montado ou produzido localmente. O modelo Plus não sai por menos de R$ 4.399,00

Talvez este seja um dos principais motivos pelo qual a Microsoft tenha se negado a lançar os Lumias 950 e 950 XL no Brasil, tendo em vista que, como eles teriam que ser importados e não produzidos localmente, o mais barato deles não sairia por menos de R$ 3000,00, e isso em 2015.

Quem montava os iPads aqui era a Foxconn e com o fim da produção foram extintos aproximadamente 70 postos de trabalho, sem falar nos empregos indiretos que tal produção promovia. Por hora, a Apple vai manter a montagem local no Brasil apenas de alguns modelos de iPhone na mesma fábrica da Foxconn.

Fonte: tecnoblog

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem