[Atualizado] Depois da Nokia, agora será o fim dos aparelhos celulares da Sony

180

Sony-no-Quad

Depois de assistirmos de camarote a gigante finlandesa Nokia ser vendida para a Microsoft, agora foi a vez de vermos a gigante japonesa, a Sony, abandonar o mercado mobile. Ela não fabricará terá mais nenhum tipo de foco em aparelhos celulares, confirmou hoje o CEO da cia Kazuo Hirai a Reuters, e deve abandonar completamente esse segmento assim como o de TVs em no máximo 3 anos.

Em uma situação um pouco diferente da Nokia, a japonesa não sobrevive apenas de sua divisão mobile e não tem como principal foco a mesma. Na verdade se assim o fosse na ela já teria sucumbido como a Nokia, tendo em vista que já faz alguns anos que a Sony vem acumulando resultados negativos nessa divisão. O foco agora será seus videogames, a PSN e os sensores de câmeras.

Não é fácil ver grandes empresas como a Sony e a Nokia simplesmente desaparecerem do mercado mobile, empresas essas que ajudaram a criar e a desenvolver esse mesmo mercado. O fato é que a Apple, a Xiaomi, a Samsung e até mesmo a Microsoft, tem roubado a fatia de mercado da Sony e demais fabricantes, o que levou a essa situação, já vivida pela Nokia algum tempo atrás.

Sony celulares

Hirai ainda confirmou que se tal atitude não for tomada tudo poderia ficar ainda pior. Ele não disse como ficará a situação dos atuais proprietários de qualquer smartphone da marca, porém, acreditamos que o suporte continuará. Já sobre as atualizações de software a situação não parece promissora. Outra coisa que o CEO não deixou claro foi o que a Sony fará com sua divisão mobile, afinal, eles têm diversas fábricas, funcionários, patentes e tudo mais sob sua tutela, porém, é quase certo que seu fim será semelhante a divisão de Notebook, que deve o seu fim no ano passado.

Será que veremos mais uma venda de grande porte no setor? Seriam candidatas a compradores: Microsoft, Samsung, LG e Lenovo? Ao menos a Nokia viverá na alma dos Lumias por muitos anos.

Fontes: Reuters

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!