Aplicativos

Bug no Chrome está congelando PCs com Windows 10

Um novo ataque do tipo phishing que está afetando o navegador Google Chrome pode travar seu PCs com Windows 10. Isso porque o tal phishing foi projetado para realizar um tipo de abertura em looping com execução em segundo plano, fazendo assim com que o sistema pare de responder e congele ao ponto de não ser possível clicar no botão de fechar do navegador, nem muito menos de cancelar a exibição da mensagem.

Mas, que mensagem?

Como a maioria dos ataques desse tipo, é exibida uma mensagem na tela informando que sua máquina foi contaminada com um vírus ou algo do tipo e sugere que você clique ali para resolver o problema. Geralmente bastaria clicar no botão “X” dessa mensagem para fechá-la sem maiores problemas, ou mesmo bastaria fechar essa aba em específico para continuar navegando, porém, como explicamos a cima, isso não é possível, pois o browser e o Windows travam.

A solução

Por incrível que pareça a solução é relativamente simples, pois, basta usar o comando Ctrl + Alt + Del para abrir o gerenciador de tarefas do Windows e encerrar o Google Chrome por lá. Feito isso o PC deve “descongelar”.

Outra solução é não navegar por sites não confiáveis ou mesmo não abrir e-mails de remetentes suspeitos ou desconhecidos. Além disso, é claro, manter seu software antivírus atualizado é sempre uma recomendação importante.

Muito provavelmente Google e Microsoft já devem estar trabalhando em uma solução definitiva para este problema que deverá chegar por meio de um update para o browser do Google.

Detalhe importante!

Para aqueles que configuraram o Google Chrome para reabrir as abas recentemente fechadas na reabertura do programa, sugerimos não restaurar nenhuma das abas que estavam abertas anteriormente, pois, o browser poderá abrir justamente a mesma página do ataque e o ciclo será reiniciado. Se quiser evitar isso para sempre desativa tal função do Chrome.

Recomendações:

Depois que a página for encerrada, é aconselhável fazer o acompanhamento do ataque limpando os cookies do histórico de navegação para remover quaisquer processos em cache que possam ter sido deixados para trás.

Para fazer isso acesse as configurações “Avançadas” do menu de configurações do Chrome > opção para “Limpar dados de navegação”. Clicando ali ele irá carregar o menu apropriado contendo opções sobre o que apagar e quanto tempo para limpar. Opções para “Cookies e outros dados do site”, bem como “Imagens e arquivos armazenados em cache” devem ser selecionados e a opção “Todo o período” deve ser selecionada no menu suspenso “Intervalo de tempo” para garantir uma melhor eficiência.

Um clique no botão “Limpar dados” limpará todos os remanescentes do site ofensivo. Finalmente, embora esse ataque em particular não pareça baixar nada, os usuários devem navegar até o software de proteção contra vírus preferido e realizar uma varredura para garantir que nada de mal-intencionado tenha sido deixado para trás.

Fonte > androidheadlines

Alexandre Lima
Microsoft MVP Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!