Aplicativos

Buscador Bing da Microsoft é bloqueado na China

Assim como já aconteceu com o Google em 2010, o buscador padrão da Microsoft, o Bing, acabou de ser bloqueado na China. Com isso eles acabaram de remover o único mecanismo de busca estrangeiro remanescente na China.

Bing

Esses dois grandes serviços pertencentes a duas grandes corporações não foram os únicos a serem bloqueados por lá. Em 2017, o Facebook também foi bloqueado em todo o país e assim permanece até os dias de hoje.

Duas fontes familiarizadas com a decisão confirmaram que o Bing foi bloqueado e posteriormente a própria Microsoft confirmou a informação.

“Confirmamos que o Bing está atualmente inacessível na China e estamos empenhado em determinar os próximos passos”, disse o porta-voz da Microsoft.

De acordo com o fonte desta notícia, o Bing foi bloqueado com base na ordem do governo chinês. É importante notar que o Google deixou o mercado chinês em 2010 devido a problemas de censura com o governo chinês. 

Outra observação importante é que somente usuários residentes na China não poderão acessar a versão chinesa do Bing. Outros ainda podem acessar o cn.bing.com (Bing para o mercado chinês) se estiverem fora do território chinês

Qual foi o motivo do bloqueio?

De acordo com uma das fontes, a China Unicom, uma das maiores empresas estatais de telecomunicações da China, recebeu uma ordem do governo para bloquear o Bing por “conteúdo ilegal”, mas não deu maiores explicações, deixando tudo muito vago. Quem sabe informações mais detalhadas tenham sido enviadas a Microsoft, porém, não podemos confirmar isso.

O que podemos confirmar é que a tensão entre China e EUA pode ser uma das causas de ações como essa por parte do governo chinês.

“À medida que as tensões entre os EUA e a China aumentam, a dependência da China do controle estatal das empresas de telecomunicações para reforçar os blocos mostra os limites para o país se abrir para os players estrangeiros”, disse Duncan Clark, presidente da consultoria BDA China.

O fato é que a Microsoft é a mais nova vítima do chamado “Grande Firewall”, que é como é chamado o sistema de censura imposto pelo governo chinês. Sem dúvida tudo isso faz parte de uma repressão ao discurso on-line que o governo reforçou nos últimos anos, pois, para quem não sabe, a China não é uma nação democrática e mantém seus cidadãos sob rédeas curtas.

Resultado de imagem para great firewall china
Essa charge pode ser considerada uma das melhores representações do grande firewall chinês

De qualquer maneira o impacto sobre o Bing e sua popularidade não será tão grande, já que sua participação no mercado de buscadores por lá é de apenas 2%, por outro lado, 2% da população chinesa ativa e on-line me parece bastante gente, então, isso é muito relativo e acreditamos que a Microsoft tentará reverter essa situação. 

Fonte > TF

Alexandre Lima
Microsoft MVP Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!