CEO da Microsoft vai a China tentar parceria com Xiaomi e outras

20

Pela primeira vez na China, Satya Nadella, atual CEO da Microsoft, marcou encontros com algumas empresas locais de software e também com uma já conhecida nossa, a Xiaomi.

Falamos dela aqui semana passada e descobrimos como seria super interessante vermos smartphones da Xiaomi com Windows Phone no mercado (veja mais detalhes aqui). Foi ela que recentemente impressionou o mercado mobile ao vender cerca de 60 mil unidades do modelo com Android Redmi 1S em apenas 13,9 segundo no mercado indiano.

xiaomi-01

Nadella pelo visto precisou fazer uma reunião secreta com o CEO da Xiaomi, Lei Jun, já que por lá as coisas não andam tão fáceis assim para a Microsoft. A empresa chinesa que vem sendo chamada de a “Apple Chinesa” tem escritórios em outros países, inclusive aqui no Brasil em São Paulo.

A estratégia da Xiaomi é simples: lucrar o mínimo possível para ganhar em volume de vendas. Outra forma deles ganharem dinheiro e com a venda de acessórios, que são muitos por sinal. Tudo é vendido com exclusividade pela sua loja online, na certa para que eles tenham um maior controle dos preços.

Com o suporte de Cortana ao idioma chinês adicionado recentemente, ela pode ser mais uma vantagem competitiva do Windows Phone por lá, e se atrelarmos isso a um smartphone da maior fabricante local por um preço baixo, podemos prever um aumento considerável de markeshare do WP na China, onde atualmente sua cota é de menos de 1%.

Todos sabem que a Xiaomi adora “se inspirar” na Apple, e seria muito interessante ver o que ele podem agregar ao Windows Phone. Pelo menos em hardware estaríamos muito bem servidos, o Xiaomi Mi4 está ai para provar isso.

httpss://www.youtube.com/watch?v=LStvpQz43bc

Fontes: GSMInsider

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!