Chineses criam um Surface Book muito mais barato e que pode até rodar Android

0

Chineses… sempre os chineses… desde que assisti ao filme “2012”, que lhes foi atribuída a capacidade de construir coisas grandiosas em prazos ultra mega curtos, como as arcas do longa em questão, que toda vez que leio algo sobre os chineses nada mais me surpreende, porém, essa novidade chamou minha atenção pela qualidade do equipamento.

Estou falando do oBook 12, do oBook 11 e do oBook 10. Eles são uma cópia fiel do Surface Book da Microsoft, porém, que custa 4X menos e que de quebra ainda pode vir com dual boot com Windows 10 e Android Lolipop.

oBook copia Surface img2

Todos os modelos do oBook vem equipados com 4GB de RAM, 64GB de armazenamento interno e podem vir com um processador Intel Atom X5-8300 ou em algumas versões com um Intel Core M3-6Y30. A diferença crucial entre eles é o tamanho e resolução da tela, que é indicada por seus códigos, 12, 11 e 10. 

oBook copia Surface img1

Sendo um 2-em-1, ele pode funcionar como um tablet ou como um Notebook, tal como sua inspiração, o Surface Book. Por falar nisso, até mesmo a dobradiça metálica especial criada pela Microsoft foi quase que fielmente copiada nesse modelo e é também por meio dela que o teclado se destaca do display.

oBook copia Surface img4

A versão mais básica por ser comprada por cerca de U$ 370, o que é muito abaixo dos U$ 1499 do Surface Book mais básico. Obviamente que o modelo chinês aqui apresentado sem dúvida não conta com as mesmas propriedades e qualidade de acabamento do modelo da Microsoft, contudo, não deixa de ser uma cópia muito bem feita e produtiva. Quem sabe eles façam muito sucesso na China, e tenho certeza que se aparecesse por aqui poderia vender bem também.

oBook copia Surface img3

oBook copia Surface img

Fontes: mobilescout

OBS: Nenhuma imagem deste post é do Surface Book, mas sim, do oBook e suas versões.

Obg ao Mark Wellington pela dica 😉

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!