Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Home Dispositivos

Chromebook da Google pode se tornar Dual Boot para rodar o Windows

13/08/2018 684 0
Chromebook da Google pode se tornar Dual Boot para rodar o Windows

Quem diria… informações já confirmadas mostram que o Google tem planos para fazer com que alguns Chromebooks ganhem um Dual Boot para pode usar o Windows 10 da Microsoft como sistema alternativo.

A informação teria sido confirmada pelo pessoal do XDA-Developers descobriu, que descobriu que a companhia tem trabalhado para adicionar um “modo de sistema alternativo” – ou dual-boot – no Pixelbook, chamada de “Campfire”.

Por hora, a novidade atingiria apenas a linha PixelBook, que é um produto by Google, mas nada impede que no futuro qualquer Chrombook ganhe a novidade, isso porque também já foi descoberto referências ao Kit de Certificação de Hardware do Windows já apareceram nas versões de desenvolvimento do Chrome OS.

O usuário seria o maior beneficiado de um dispositivo Dual Boot com Windows 10 + Chrome OS

Rumores indicam que o Google até já teria enviado alguns PixelBooks com essa opção dual para certificação junto a Microsoft para que o hardware seja então aprovado par rodar o Windows 10.

Como eles usam componentes de ponta, não vejo porque a certificação seria negada. Além disso, quem gosta de “implicar” com seus concorrentes e o Google e não a Microsoft, portanto, dificilmente alguém vetará tal certificação.

Aliais… porque alguém vetaria isso? Afinal, é mais uma janela que se abre para o Windows 10, já que quando o usuário de um Chromebook não conseguir realizar a tarefa necessária no Chrome OS poderá recorrer ao Windows 10, que é mais versátil graças aos UWP + os Win32.

Por fim, ainda acordo com o XDA-Developers, o código-fonte do sistema sugere que os notebooks precisarão ter pelo menos 40 GB de armazenamento livre. O Windows ocupa cerca de 30 GB do espaço no total, enquanto o Chrome OS utiliza 10 GB, portanto, num caso desse, seria meio que inviável ter os dois S.O. na mesma máquina, quem tem mais memória poderá fazê-lo no futuro. Dizemos futuro porque ninguém sabe ao certo quando isso estará disponível, se é que estará, pois, mesmo com informações tão coesas, nada foi oficialmente divulgado.

Fonte: Gizmodo obg ao Lênio pela dica 😉

Compartilhe:

Comentários: