Domingo, 18 de Novembro de 2018
Home Notícias

Co-fundador da Microsoft Paul Allen morre aos 65 anos de idade

15/10/2018 1003 0
Co-fundador da Microsoft Paul Allen morre aos 65 anos de idade

O co-fundador da Microsoft Paul Allen morreu aos 65 anos de idade devido a complicações causadas por um linfoma não-Hodgkin, ou seja, um câncer.

A irmã de Allen, Jody, disse que ele era “um indivíduo notável em todos os níveis”.

“Enquanto a maioria conhecia Paul Allen como tecnólogo e filantropo, para nós ele era um irmão e tio muito querido e um amigo excepcional. A família e os amigos de Paul eram abençoados por experimentar sua inteligência, calor, generosidade e profunda preocupação”. disse em uma declaração. “Para todas as demandas em sua agenda, sempre houve tempo para a família e os amigos. Neste momento de perda e pesar para nós – e tantos outros – estamos profundamente gratos pelo cuidado e preocupação que demonstrou todos os dias.” Completou ela.

Foto recente de Paul Allen

Através da Vulcan, a rede de esforços e organizações filantrópicas de Allen, o co-fundador da Microsoft apoiou a pesquisa em inteligência artificial e novas tecnologias. O grupo também investiu nas instituições culturais de Seattle e na revitalização de partes da cidade.

Allen possuía duas equipes esportivas profissionais, a NFL Seattle Seahawks e a NBA Portland Trailblazers. Ele também era um guitarrista que ocasionalmente tocava com músicos de celebridades, incluindo Bono e Mick Jagger, e um grande fã de música.

Ele financiou e projetou o Experience Music Project em Seattle, dedicado à história do rock e dedicado ao seu herói musical Jimi Hendrix. (Desde então, ele foi re-batizado como o Museu da Cultura Pop .) O prédio foi projetado pelo arquiteto Frank Gehry para se assemelhar a uma guitarra elétrica derretida.

O atual CEO da Microsoft, Satya Nadella, disse que Allen fez contribuições “indispensáveis” para a Microsoft e para o setor de tecnologia. Nadella também disse que aprendeu muito com Allen e continuará sendo inspirado por ele.

“Como co-fundador da Microsoft, ele criou, de maneira silenciosa e persistente, produtos mágicos, experiências e instituições e, ao fazê-lo, mudou o mundo”, disse Nadella em comunicado.

O ex-CEO da Microsoft, Steve Ballmer, chamou Alen de “pessoa verdadeiramente maravilhosa, brilhante e inspiradora”. Veja o tweet abaixo:

Allen era considerado pela revista Forber como a 44º pessoa mais rica do mundo, com um patrimônio estimado em mais de US $ 20 bilhões, mas, segundo pessoas próximas, seu maior tesouro era sua generosidade e sua humanidade.

Paul Allen e a Microsoft

Paull Allen e Bill Gates

Sua história na Microsoft começou em 1975, em Albuquerque, Novo México, quando Allen e Gates começaram a comercializar um interpretador de linguagem de programação BASIC. Allen surgiu com o nome original de “Micro-Soft”, de acordo com um artigo de 1995 da revista Fortune, que posteriormente ficou apenas “Microsoft”.

Em 1980, depois que a Microsoft se comprometeu a entregar à IBM um sistema operacional de disco ( DOS ) para o IBM PC original, embora ainda não tivesse desenvolvido um, Allen encabeçou um acordo para a Microsoft comprar o QDOS (Quick and Dirty Operating System), escrito por Tim Paterson, que na época trabalhava na Seattle Computer Products. Como resultado dessa transação, a Microsoft conseguiu um contrato para fornecer o DOS que eventualmente seria executado na linha de PCs da IBM. Este contrato com a IBM provou o divisor de águas na história da Microsoft que levou à riqueza e sucesso de Allen e Gates. Allen efetivamente deixou a Microsoft em 1982 devido a doenças graves.

Bill Gates teria pedido a Allen que desse a ele algumas de suas ações para compensar a maior quantidade de trabalho que estava sendo realizada por Gates. Allen achava que isso era justo; no entanto, quando chegou a hora de fazer tal ajuste, Gates decidiu não prosseguir. Em 1983, Gates tentou comprar as ações de Allen a um preço baixo, mas ele se recusou e deixou a empresa com suas ações intactas. Isso foi uma decisão crítica para Allen se tornar um bilionário depois que a Microsoft abriu o capital.

Oficialmente Allen renunciou de sua posição no conselho de administração da Microsoft em 9 de novembro de 2000. Ele permaneceu como conselheiro sênior de estratégia para os executivos da empresa.

Deixamos aqui o nosso adeus e nossos pêsames a família desse gênio e filantropo.

Fonte: CNBC e Wikipedia

Compartilhe:

Comentários: