Confira os resultados financeiros da Microsoft em Q2 de 2017

0

Lucro… a Microsoft teve muito lucro em diversos de seus departamentos, mas também teve queda ou baixo crescimento em outros, alguns já esperados.

No geral, em FYQ2 2017, a receita da Microsoft foi de US $ 24,1 bilhões e a receita operacional foi de US $ 6,2 bilhões. O lucro líquido foi US $ 5,2 bilhões. A Receita de Produtividade e Processos de Negócio foi de US $ 7,4 bilhões e aumentou 10% com os seguintes destaques:

O que cresceu…

  • Os produtos comerciais do Office e a receita dos serviços em Nuvem aumentaram 5%, impulsionados pelo crescimento da receita comercial do Office 365 que foi de 47%
  • Os produtos de consumo do Office e a receita de serviços em Nuvem aumentaram 22% e os assinantes do Office 365 aumentaram para 24,9 milhões
  • Os produtos Dynamics e a receita de serviços em nuvem aumentaram 7%, impulsionados pelo crescimento da receita do Dynamics 365
  • LinkedIn contribuiu com uma receita de US $ 228 milhões para o período que começou a partir de 8 de dezembro de 2016, data da finalização do processo de compra da empresa
  • A receita com seus anúncios em buscadores, excluindo os custos de aquisição de tráfego, aumentou 10%, impulsionada pelo aumento da receita por pesquisa e volume de busca, confirmando o crescimento da popularidade do Bing e as alegações da Microsoft de que seus usuários são mais lucrativo do que os da Google.
  • O Azure continua disparado e cresceu 93%

O que sofreu uma queda…

  • A receita com a venda dos dispositivos da linha Surface sofreram uma queda de 2%, e geraram um lucro de US $ 1,321 bilhão. Eles alegaram que muitos ainda esperam pelo lançamento do Surface Pro 5, antes de trocarem seus atuais híbridos. Isso deve ocorrer até o final deste ano
  • Eles registraram uma queda de 5% em seu negócio de computação pessoal, que mesmo assim gerou sozinha uma receita de US $ 11,8 bilhões. Mesmo com o negócio em queda, foi registrado um crescimento de 6% na venda de licenças do Windows para OEMs
  • A receita com telefones caiu 81% em relação ao ano anterior. Fazendo um cálculo grosseiro, é possível especular que eles devem ter vendido menos de 1 milhão de unidades de telefones da linha Lumia no período reportado. Claro que com um investimento pífio em marketing e P&D isso já era mais do que esperado.

Fonte: Microsoft

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!