“Mais uma vez, as métricas financeiras apoiam essa estratégia, já que as empresas mais éticas do mundo 2018 provaram que operar com integridade leva a um maior desempenho financeiro”, escreveu o CEO da Ethisphere, Timothy Erblich, em uma carta .

“A pesquisa da McKinsey nos diz que as empresas com mão-de-obra mais diversificada superam seus pares”, acrescentou Erblich. O barómetro Edelman’s Trust mostra que os funcionários olham cada vez mais para suas empresas para o quesito liderança social. O investimento responsável continuou seu aumento meteórico. Na verdade, apenas este mês, a Blackrock pediu aos CEOs das empresas globais que colocassem o objetivo na vanguarda da visão de longo prazo “.

Diante de tudo isso e dos mais recentes resultados da Microsoft, é impossível afirmar que Satya Nadella está sendo um CEO ruim para Microsoft. A empresa viu suas políticas internas e externas mudarem, seus produtos serem diversificados, seus serviços ultrapassarem barreiras antes intransponíveis e, principalmente, viu seu lucro trimestral crescer a todo vapor. Nadella transformou a antiga empresa que vendia softwares diversos empacotados em prateleiras do varejo em uma empresa online, sempre conectada, que tem muito a oferecer em serviços em Nuvem, com uma política multiplataforma muito bem definida, com metas mais audaciosas e que aceita as mudanças do mercado sem ficar presa ao passado. Além disso, Nadella resgatou o espírito inovador da companhia ao oferecer produtos como os da linha Surface, o Office 365, o Azure e suas infinitas possibilidades, inserindo no mercado produtos que antes sequer existiam ou mesmo evoluindo outros que estavam parados no tempo. Muitos o condenam pelo que ele fez com o setor de smartphones da empresa, porém, é preciso entender que foi preciso dar um passo para trás para dar outros dois para frente…

Fonte: venturebeat

Extra: Temos uma empresa brasileira na lista, que é a Natura, então, parabéns as envolvidos 😉

Obg ao Gui Verdi pela dica 😉