[Editorial] Entraves do iOS versos entraves do Windows Phone

124

Todo mundo sabe o quão fechado é o iOS da Apple. Dificilmente eles abrem mão de suas ideias e de coisa que na prática, já estão até mesmo ultrapassadas na plataforma, e mesmo assim, ela é dita como a mais completa de todas atualmente. Em diversos comparativos o iOS e o iPhone são tidos como a dupla que compõem o smartphone perfeito. Aproveitando-se disso, ele também se enquadra na categoria de “o celular mais caro de todos”.

Hoje lendo o blog do iPhone, me deparei com a informação: “Futuro iOS8 finalmente permitirá o uso de outros teclados no sistema”. Bem, de fato a Microsoft também não permite isso no Windows Phone, #fato, mas, por outro lado, esse não é o único entrave do Windows Phone e muito menos o do iOS. Vamos ver alguns deles e ver como ambas as Cia cuidam deles

Teclados de terceiros no sistema

A Apple depois de vários anos finalmente vai abrir o código fonte do teclado e deixar que os desenvolvedores terceiros possam habilitar seus teclados no sistema, e substituam o padrão deles, caso o usuário opte por isso. Assim, veremos em breve os teclados Swype, Flesky e SwifKey, com suas criações para o iOS em pleno vapor.

No caso do WP, mesmo sendo travada essa possibilidade, o WordFlow já agregada funcionalidade dos teclados mais famosos, como a sugestão de palavras e o Swype. Isso no Windows Phone 8.1.

swype-keyboard

 

Conexão via USB “aberta”

Esse entrave foi muito debatido durante o lançamento do Windows Phone 7 ainda em 2010, pois, assim como aparelhos com iOS, não era possível conectar seu WP7 em um PC e visualizar sua memória interna (como um pendrive). Bem, com o WP8 esse entrave acabou, e agora temos acesso a memória interna do aparelho e do cartão Micro-SD facilmente via conexão USB.

E no iOS? Baixe o iTunes ou pode esquecer. A Apple não abre e possivelmente nem abrirá mão disso nem tão cedo. Se quiser transferir mídias para o seu iPhone ou iPad, é preciso baixar e instalar o iTunes para o seu PC para fazer tudo. Tem outras opções, como usar os apps em Nuvem, porém, via USB, só via iTunes.

itunes iphone USB

Bluetooth Bloqueado

Ainda antes do lançamento do Windows Phone 8, a Nokia deu um jeitinho e conseguiu liberar a transferência de arquivos via Bluetooth em seu Lumias com Windows Phone 7.X. Hoje, se quiser mandar um arquivo via Bluetooth pelo iPhone ou iPad, também não é possível. Existem outras possibilidades, mas, escolher uma música ou arquivos, clicar em compartilhar via Bluetooth, e mandar o arquivo direto para outro gadget pelo iOS, não é possível. No WP8 você pode fazer isso facilmente.

bluetooth-564x545

Gerenciador de arquivos próprio

A Microsoft relutou, mas, finalmente liberou um gerenciador de arquivos para o Windows Phone oficial. Possivelmente em futuras atualizações ele virá nativamente no sistema, contudo, hoje, quem precisar do recurso já pode usá-lo no WP8.1 pelo aplicativo oficial “Arquivos”, criado pela Microsoft.

gerenciador de arquivos windows phone 81 oficial

Enquanto isso na Apple caverna, os descendentes de Steve Jobs nem comentam essa possibilidade. Existem muitos apps na App Store que fazem isso, mas, nada da Apple lançar uma solução oficial e confiável para gerir seus arquivos no iOS.

Suporte a Dual-Chip

Mesmo tendo sido lançado desde 2007, a Apple até hoje nem cogita a possiblidade de lançar um iPhone com suporte a dois SIM-Cards simultâneos. A Microsoft atendeu as solicitações dos usuários e finalmente adicionou o suporte ao WP8.1, e já podemos escolher pelo menos duas operadoras para usar num mesmo aparelho. “… iPhone… o Lumia 630 mandou lembranças…”.

Dual Chip

TV Digital

Assim como o suporte a dois SIM-Cards simultâneos, o suporte nativo ao sinal de TV digital não chegará tão cedo ao iOS. Esse é um recurso mais popular em aparelhos low-end, e sendo o iPhone considerado mesmo em sua versão mais básica, um high-end, acho que seria demais pra ele exibir a programação da Globo ou da Record. Bem, o Lumia 630 manda lembranças de novo.

Possibilidades de compartilhamento

O Windows Phone já nasceu famoso por ser um sistema integrado. De cara bastava apenas cadastrar seu Facebook e Twitter e sair compartilhando nativamente. Isso mudou? Um pouco, pois, agora é preciso baixar o app do Face e outros para poder fazer isso, porém, no WP, os apps podem simplesmente ser integrados ao sistema. Na prática, depois de instalado, ele passa a ser parte integrante do sistema. Tanto que ao baixar um app de fotos, ele passa a aparecer no hub de fotos, fica disponível na sessão de compartilhamento e edição (se o app for programado assim), e isso vale para os demais. As possibilidades são inúmeras.

No iOS isso ainda é meio travado. Existe sim a integração com algumas redes sociais e serviços, porém, tudo limitado e escolhido a dedo pela Apple. E ai temos o Facebook, Twitter, Flickr e iCloud, mas, não muito mais que isso.

Flexibilidade na questão de formatos de mídia

Pronto… eis ai mais um grande entrave do iOS. Ele não reconhece e nem permite a reprodução nativa de muitos formatos de arquivos de áudio e vídeo. Muitas vezes é preciso converter tudo pelo iTunes ou usar outros programas para esse fim ou ainda apps de terceiros.

O Windows Phone era assim também, mas hoje ele suporta muitos formatos diferentes, e dificilmente teremos problemas em reproduzir uma mídia quando ela estiver em um formato mais popular. Isso ainda pode melhorar, é claro.

Opções de customizações da tela de bloqueio (coming soon)

Hoje o iOS e o Windows Phone sofrem com a falta de opções nativas para customizar a tela de bloqueio do aparelho. Joe Belfiore deu um pequeno e rápido relance do que estar por vir para o Windows Phone, e vimos que será magnífico, mas, a Apple ainda não deu um vislumbre sequer de que algo realmente significativo esteja a caminho para o iOS neste caso.

ios-7-vs-windows-phone

Existem outros detalhes menores, inclusive coisa que o Windows Phone deveria permitir e ainda não permite. Muitos deles foram resolvidos no WP8.1, como a central de ações, os volumes independentes para ringtones e mídias, etc.

Temos também o fato de que nem um iPhone nem nenhum Windows Phone carrega desligado quando plugado na tomada, mas, entre um ou outro detalhe, vamos que a Microsoft tem se esforçado para liberar às poucos funcionalidades no seu sistema presentes no Android, onde pode tudo. No entanto, eles fazem dessa forma visando fazer tudo o que for possível sem desmanchar toda a fluidez do sistema, e especialmente sem colocar em xeque a segurança das suas informações.

Após entender e saber disso, entenda que o iOS e o Windows Phone são plataformas fechadas e proprietárias, e seus criadores limitam o acesso dos desenvolvedores as ferramentas do sistema, pensando primeiramente em manter a identidade do sistema e também pensando na experiência do usuário final.

Já o Android é um sistema aberto (Open Source), que sofre modificações todos os dias. Podemos comparar o iOS e o Windows Phone Vs o Android, como o Windows Vs o Linux. Entendem?

Possivelmente nunca o iOS e o WP darão ao usuário todas as possibilidades que a Google dá aos seus usuários do Android. Cabe a você optar e ver qual deles lhe atende melhor, mas lembre-se… fluidez, segurança, confiabilidade, leveza e objetividade, são coisas que você podem lhe frustrar no Android.  Ah, e se você não gosta que escolham absolutamente tudo por você, esqueça o iOS. Quer saber, vai de Windows Phone que é melhor 😉

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP – Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!

  • Diegomarianocsz

    Não tenho nada contra os três sistemas. Já tive Android (a experiência não foi a melhor, mas era o celular que era ruim mesmo e eu sei bem quais os prós e os contras), nunca tive iPhone, por ser caro demais pro meu orçamento, mas conheço bem, pois tenho vários colegas e parentes que possuem, e claro, tenho um Windows Phone, e confesso que a entrada nele foi forçada, pois meu celular tinha dado pau e não havia na época um aparelho Android que oferecesse uma configuração satisfatória pelo preço que eu podia pagar (eu tinha acabado de sair de um Android de configuração modesta e os que encontrei na época não eram muito superiores e dentro dessa faixa de preço estavam os Lumias 710, 520 e 620 e optei pelo último). Foi um investimento de risco mas valeu a pena. Eu tenho gostado bastante. Os apps fazem falta, mas já melhorou muito do final do ano passado pra cá e a atualização 8.1 preencheu algumas lacunas com a barra de notificações (o melhor de tudo é que ela é invisível, só aparece quando acionada. Sei que em alguns Androids já é assim, mas não ter a barra poluindo a tela de espera é muito bom), a opção de fechar as janelas (que apareceu já na GDR3, mas na versão 8.1 ficou mais intuitivo) e o principal pelo menos pra mim que foi o gerenciador de arquivos, que antes me fazia falta e a Microsoft fez um excelente trabalho, atendeu todas as minhas expectativas, com interface clean e organizada, nesse quesito dá um banho no Android, pois não há gerenciador de arquivos nativo do Google, alguns vem com um aplicativo da fabricante, que são bastante limitados e confusos e os de terceiros pode ser que algum seja decente, mas experimentei alguns que eram cheios de firulas.

  • Simplesmente perfeito o post!

  • Wendell

    Na boa, acho que é muita discussão por nada, é preciso levar em consideração que nós que fazemos todas essas comparações e sabemos diversos detalhes de cada sistema, somos uma minoria, eu diria uns 10% dos usuários e vejam isso no seu trabalho, faculdade, familia e etc, maioria dos compradores de Apple são sim por status e absolutamente nada além disso, já decidiram por comprar Iphone sem sequer saberem direito da existência de Nokia 925, futuro 930, sabem que existe o Galaxy S5, mas sabem que ainda não tem mesmo status e pronto, decidem por Apple, não sabem muita coisa sobre os apps disponíveis em um ou outro ou a velocidade de ter disponível. Android está muito mais bem difundido e com muito mais O&M’s dessa forma tem mais modelos no mercado e em função disso obviamente é o mais vendido, poucos sabem das funcionalidades do SO, apenas veem o aparelho da Samsung, da LG, Sony e etc e escolhem aquele que acham mais bonitos, pronto. Usuários de WP aqui acho a porcentagem maior daqueles que entendem um pouco mais do SO e apenas se cansaram do Android e não estão afim de pagar uma fortuna por um Iphone que é ótimo, mas não vale o preço, ai como é o sistema mais novo, precisa de defesa pra continuar melhorando. Agora ficar imaginando que todos os usuários fazem algum tipo de análise mais profunda é utópico, a grande maioria não entende nada. Eu nunca tive Iphone mas já usei diversos deles, porque como leio sobre o assunto, sei de funções ou limitações que vários usuários do aparelho em meu trabalho não sabem, ou seja, compraram por status e usam pra entrar na internet, trocar mgs no whatsapp, jogar e acabou, não sabem de mais nada.

  • Excelente! Windows Phone, daqui a alguns anos, será o Windows do mundo mobile. É um sistema que contém a qualidade e identidade marcante que o iOS possui, e a funcionalidade que um Android pode oferecer (aliás, melhor que as do Android, porque são feitos de forma melhor e mais prática). Windows Phone is the future!

  • Babaca

    Com todo respeito que tenho pelo blog (acredito que fazem um ótimo trabalho na cobertura do WP para o Brasil), essa matéria “soa” como desespero …

    Me desculpe, mas não é buscando desvantagens (tem gente que não encara dessa forma) nas outras plataformas que farão do WP um SO conhecido no mercado.

    A melhor forma é fazer com que o sistema funcione pelo menos de forma básica.

    Enfim, boa tarde!

  • Bronco

    Uma cosa q eu quero no WP: http://www.youtube.com/watch?v=xTjejvnBJfU

    • Matheus Gomes

      me senti cansado só de ver o vídeo..

      • Fora que tal post ta sendo repetido insistentemente nos comentários….

        e a resposta é runstatic