Ex-CEO da Microsoft diz porque comprou a Nokia e fala sobre smartphones da Microsoft

1

Steve Ballmer ficou anos a frente da Microsoft até passar a bola para Satya Nadella em 2014, ele que é o atual CEO da cia. Ballmer não só foi o CEO da empresa por 16 anos, como também ajudou Bill Gates a transformar a Microsoft em tudo o que ela é hoje. Ele foi o primeiro diretor administrativo a ser contratado por Gates, isso em 1979.

Ballmer sempre foi um cara muito carismático. Ele sempre manteve uma liderança de qualidade a frente da empresa, tanto que ela até hoje é extremamente lucrativa. Foi ele também quem tornou o Xbox 360 em uma febre entre os gamers, apostando em um projeto que pouco acreditavam. Claro que em seu legado nem tudo são flores, o Windows Mobile 6.X é um bom exemplo de má gestão, porém, ele tentou corrigir seus erros quando o assunto é smartphones, e para isso ele meio que convenceu o conselho da empresa a comprar a divisão mobile da Nokia em 2013.

Satya-Nadella-Bill-Gates-and-Steve-Ballmer

Em uma recente entrevista ao Business Insider, Ballmer deixou claro que a compra da Nokia deveria ter servido como um “norte” para a cia finalmente engrenar seus projetos no mercado mobile (de smartphones). Veja o trecho da entrevista a seguir:

“A empresa realmente tem que traçar uma direção quanto aos dispositivos móveis. Porque se você estiver sendo guiado por um conceito: “Mobile First (Mobilidade Primeiro) e Cloud First (Nuvem primeiro)”, você realmente precisa ter uma boa noção do que precisa ser feito com dispositivos móveis. Eu tinha colocado a empresa em um caminho. O conselho, quando eu estava saindo, levou a empresa por um caminho através da compra de Nokia, eles meio que passaram à frente com isso depois que eu disse a eles que eu estaria saindo. A companhia, comigo a bordo, tinha essa visão. Certamente Satya mudou isso. Ele precisa trilhar um caminho mais claro daqui pra frente. Mas, eu tenho certeza que ele vai chegar lá.”

Fica mais do que claro que Ballmer queria usar a compra Nokia Mobile para finalmente dar a Microsoft as ferramentas necessárias para competir nesse mercado tão importante, contudo, a nova liderança parece não ter dado continuidade a seu plano.

Panos Panay e o Lumias 950 e 950 XL durante o evento do dia 6 de outubro. Panos é um dos novos líders a frente da divisão de smartphones da empresa. Ele é um dos responsáveis pelo Surface

Panos Panay e o Lumias 950 e 950 XL durante o evento do dia 6 de outubro. Panos é um dos novos líderes a frente da divisão de smartphones da empresa. Ele é um dos responsáveis pelo Surface

Muitos ainda não entenderam bem o plano de Satyda Nadella quanto a questão dos smartphone da Microsoft. Por incrível que parece, só há alguns meses uma equipe da própria Microsoft assumiu os principais cargos nessa divisão da empresa. Antes tudo estava sob o controle dos ex funcionários da Nokia. Para a Microsoft essa divisão da empresa é algo novo, e ainda em desenvolvimento.

Especula-se que o plano seja tornar os Lumias ou qualquer outra linha de smartphone próprios em mais um item do portfólio de produtos da empresa com Windows 10, abrangendo assim os principais seguimentos do mercado. Muitos acreditam que a ideia de Nadella não é lançar algo para competir com o Android ou com o iOS, mas sim, algo que atraia as pessoas de forma natural e gradativa. Toda essa atração tem foco no “ecossistema” em torno do Windows 10.

Fontes: Business Insider via: WC

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!