O Android continua sua hegemonía como o sistema operacional móvel mais utilizado do mercado, seguido pelo iOS da Apple. Agora, o Facebook está planejando entrar na jogada trabalhando no “FacebookOS”. A empresa de Mark Zuckerberg não quer ficar à mercê do Google, hoje eles utilizam o Android como sistema operacional em seu Oculus VR (dispositivo de realidade virtual), porém, o plano aqui é substituí-lo por seu próprio sistema operacional.

Informações apontam que o Facebook está trabalhando em um sistema operacional interno para eliminar sua dependência do Android. O sistema operacional do Facebook está sendo desenvolvido por Mark Lucovsky, ex-funcionário da Microsoft envolvido na criação do Windows NT.

O sistema operacional do Facebook será construído a partir do zero e, embora a empresa de Zuckerberg não tenha confirmado o relatório, Ficus Kirkpatrick deixou uma pista no ar. Kirkpatrick que é diretamente ligado com as plataformas de realidade aumentada e virtual do Facebook, disse ao The Verge que é “possível” que, no futuro, dispositivos de hardware do Facebook podem não depender do software do Google.

Para ser mais claro, os aplicativos para smartphone do Facebook permanecerão disponíveis no Android. Esse desenvolvimento não terá nenhuma alteração visível nos aplicativos de mídia social da empresa, como Instagram ou WhatsApp.

No passado, a empresa de Zuckerberg desenvolveu protótipos de um sistema operacional personalizado para casa até um certo ponto, mas decidiu usar o Android mais tarde. O Facebook também falhou nas tentativas de desenvolvimento de software para trabalhar em aparelhos da HTC e construir seu próprio telefone celular.

Vemos aqui que as empresas querem cada vez mais se ver livres da dependência do Google, este ano, até a Huawei se viu obrigada a acelerar o desenvolvimento de seu sistema operacional próprio, o HarmonyOS devido as sanções americanas que forçaram a gigante chinesa a abandonar o Google Play Services, mas será que o Facebook terá exito desta vez? Teremos maiores informações com o passar dos meses, no momento, resta-nos apenas esperar.

Fonte: Gadgetmatch