DispositivosNotícias

Funcionários da Microsoft dizem não! ao uso do HoloLens pelo Exército

Em novembro do ano passado, a Microsoft celebrou um contrato de mais de US $ 479 milhões com as forças armadas americanas. O contrato trata especificamente sobre algo chamado “Sistema de Aumento Visual Integrado”, que poderia proporcionar a soldados novas habilidades de combate, incluindo mapeamento do campo de batalha e reconhecimento facial por meio do HoloLens, o Headset de Realidade Mista da empresa.

A questão é que um grupo de funcionários da empresa não está nem um pouco satisfeito com e publicou uma carta aberta direcionada ao CEO da empresa, Satya Nadella e ao Diretor Jurídico Brad Smith. No título da carta a frase: “HoloLens para o bem, não para a guerra”.

hololens
Trecho da carta

Como a carta observa, a intenção é que a empresa “desenvolva, teste e manufature rapidamente uma única plataforma que os soldados possam usar para lutar, ensaiar e treinar, que proporciona maior letalidade, mobilidade e consciência situacional “contra os inimigos da América.

Os responsáveis pela carta fazem parte de um movimento chamado Microsoft Workers 4 Good, que por meio de um perfil no Twitter, tem protestado contra o contrato e seus objetivos.

Em um certo trecho da carta o movimento convoca outros funcionários da empresa para assinar um tipo de abaixo-assinado que tentará forçar o rompimento do contrato com as forças armadas. Veja a seguir:

“Representando os funcionários da Microsoft, estamos lançando uma carta aberta para Brad Smith e Satya Nadella, exigindo o cancelamento do contrato com as Forças Armadas e um pedido de regulamentações éticas mais severas. Se você trabalha na Microsoft, pode assinar no link”

Ninguém sabe ao certo quantos funcionários da empresa estão envolvidos no movimento, porém, fala-se em mais de 50, fora as centenas de assinaturas que eles devem conseguir por meio dessa carta.

Na sua opinião, será mesmo que a tecnologia de Realidade Mista da Microsoft não deveria ser usada para esse fim? Ou não deve haver barreiras para a tecnologia?

Fonte > mashable

Alexandre Lima
Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!