Google Cloud quer pegar os clientes da Microsoft com a inclusão de VMs Windows

0

mix-Cloud

O Google anunciou novos produtos que visam atrair profissionais que estão usando o Windows em seus centros de dados para a plataforma de nuvem do Google.

Com isso em mente, Google introduziu o suporte para Microsoft SQL Server Enterprise e Windows Server Core na plataforma de nuvem. Além disso, a empresa anunciou o suporte para SQL Server Always-On grupo de disponibilidade para os clientes que estão preocupados com a alta disponibilidade e recuperação de desastres, quando executando operações críticas em uma configuração de nuvem.

O que isto significa em termos práticos, é que os profissionais de TI podem agora lançar máquinas virtuais (VMs) pré-configuradas em execução destes produtos na plataforma de nuvem do Google e pagá-las a cada minuto — ou eles podem trazer a licença do SQL Server existente que já está paga.

Gerente de produto do Google,Cloud, Chris Sells, disse que isto é parte de uma estratégia mais ampla para oferecer suporte Windows nos produtos do GCP.

“Primeiro, isso mostra que o Google está pronto para assumir os clientes corporativos executando estes produtos Windows. Em segundo lugar, é parte de um esforço maior que começou no ano passado quando o Google começou a apoiar outros produtos Windows tais como: SQL Server 2008 e 2012. O anúncio é apenas uma extensão disso.

Ele também fornece uma alternativa para as empresas que não querem necessariamente estar vinculada a Microsoft, mas ainda precisam executar produtos Microsoft.

“A Microsoft fornece esses recursos próprios, Windows e SQL Server, mas estamos encontrando muitos clientes que estão procurando alternativas para a Microsoft,” Disse Sells.

Ao fornecer esses tipos de produtos, GCP espera atrair essas pessoas para a sua plataforma.

Diane Greene, ex-CEO da VMWare, veio para o Google Cloud no final de 2015 e trouxe seus anos de experiência na empresa e claramente quer levar a plataforma de nuvem do Google para obter um pedaço dessa fatia.

Este anúncio é parte de um esforço deliberado para aumentar o marketshare e mover empresas tradicionais da Microsoft para o Google Cloud.

“Queremos ter a certeza de que temos um ótimo lugar para colocar seus dados. Se é no SQL Server e querem mantê-lo lá, nós vamos apoiá-los,” afirmou Sells.

Os últimos resultados financeiros da Microsoft não deixam dúvidas que o Microsoft Azure e os serviços de nuvem estão crescendo assustadoramente e gerando bilhões em lucro para a Microsoft. O movimento do Google, além de financeiro, é exemplificado pelo velho ditado:

“Se não pode vencê-los, junte-se a eles”

Acredito que as principais empresas com maior valor de mercado atualmente, estão todas, repito, todas correndo atrás do modelo de negócios implementado por Satya Nadella na Microsoft: o Projeto OneCore.

A grande pergunta é: Vai dar tempo de alcançar ou a Microsoft já deu o xeque-mate?

Fonte: TechCrunch

Share.

About Author