Google pede retirada do novo app do Youtube da loja do Windows Phone

57

Tava demorando… mas, a Google está de volta… atormentando os usuários do Windows Phone por conta da sua briguinha com a Microsoft. Dessa vez a gigante das buscas está “implicando” com o novo aplicativo do Youtube lançado recentemente pela própria Microsoft.

Segundo relatos do site The Verge, o Sr. Francisco Varela, Diretor Global do Youtube, enviou uma carta para o Todd Brix, Gerente Geral da Windows Phone Store da Microsoft, solicitando a retirada imediata do aplicativo da loja, alegando que este fere várias cláusulas dos termos de uso da API do Youtube, como a não exibição de propagandas e a por permitir o download dos vídeos. Essa prática, de acordo com o Google, fere o ecossistema do Youtube, onde geradores de conteúdo contam com a renda da publicidade para monetizar seus trabalhos. Varela deu um prazo para que o app seja retirado da loja e também bloqueado nos aparelhos que usam o app. A data é 22 de maio, isto é, na próxima quarta-feira.

Novo app do oficial do youtube para o windows phone 8 img 1

Não sabemos se e como a Microsoft vai cumpriu a solicitação, especialmente no caso do bloqueio do app nos aparelhos. É bem provável que o app seja realmente retirado da loja e pare de funcionar nos atuais WP, contudo, cremos que muito em breve a Microsoft deve relançar este mesmo app permitindo propagandas e retirando a função de download de vídeos.

O mais engraçado de tudo isso é que vários apps disponíveis não só na Windows Phone Store, como também na Google Play e na App Store, permitem a exibição de vídeos do Youtube sem propagandas, além de permitir o download dos mesmos e até onde sabemos, a Google nunca solicitou a retirada desses apps das respectivas lojas. O MetroTube é um bom exemplo deles. Outro grande exemplo é que existem complementos no Google Chrome que possibilitam assistir vídeo do youtube sem propaganda também.

Sem dúvida isso tem algo haver com o fato do app ter ficado muito bom, e especialmente por conta da velha briga entre as duas empresas.  A Microsoft até tenta se adaptar, como o fato dos novos protocolos do Gmail, os quais passarão a ser suportados pelo Windows Phone a partir de Junho ou Julho deste ano com a atualização GDR2. Mas, mesmo assim, como a Google já afirmou que não tem interesse em criar apps para o Windows Phone nem para o Windows 8, então seria bom que ele deixasse que outras empresas o fizessem. Realmente parece que, por mais direitos legais que eles tenham sobre a API, tudo isso não passa de uma forma de prejudicar o crescimento da plataforma móvel da Microsoft.

Teoria da conspiração? Não! A Google sabe que atualmente apenas o Windows Phone, o iOS e o Android podem competir entre si. Sendo que, a Google sabe que o público alvo do iOS é bem restrito. Isso porque mesmo fora do Brasil, um iPhone ou um iPad não é tão barato assim ao ponto de ser “popular”. Por outro lado, um Lumia 520 pode bater qualquer Galaxy Pocket, Mini ou Lite da vida e até outros. E isso é um risco eminente para a gigante. Dessa forma, cremos que qualquer detalhe que “atrase” a plataforma com relação ao Android, tem o interesse da Google por trás.  Pelo visto não adianta Larry Page, CEO e Co-Fundador do Google, vir com discursos hipócritas sobre “a boa convivência entre empresas concorrentes” o qual falou sobre o assunto ontem durante a Google I/O. Lastimável…

Fontes: The Verge Via: vNext

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!