Google quer comprar o Yahoo? ELES não vão deixar…

0

Oito anos atrás o então vice-presidente do Google, David Drummond, acusou a Microsoft de querer recriar na internet o monopólio que a empresa já detinha na área de softwares ao propor comprar a Yahoo!.  Na época o então CEO da Microsoft, Steve Ballmer, criticou Drummond afirmando que se alguém detinha algum monopólio de produtos web, esse alguém era justamente o Google e não seria tal compra que mudaria esse cenário. Pois bem, oito anos depois e aqui estamos nós passando por uma situação muito semelhante.

Primeiro tivemos a notícia de que a Microsoft desejaria fazer um novo acordo para comprar o Yahoo, porém, o interesse maior da MS na verdade seria da empresa manter boas relações com o Yahoo por meio de parcerias com empresas que desejam comprar o Yahoo, então, o Yahoo não seria comprado diretamente pela Microsoft, mas sim, por grupos de investimentos (private equity firms ) que poderiam também ser parceiros de Redmond.

yahoo microsoft google microsoft verizon sold buscas

Claro que nessa bagunça toda a MS poderia comprar algumas ações do grupo, porém, o foco não seria bem uma compra direta como queria Ballmer em 2008, mas sim, uma consolidação de parcerias independentemente de quem obter/tiver o maior percentual de ações da empresa que está em jogo, no caso, a Yahoo.

Novas informações agora dizem que o maiores interessados nessa compra direta da gigante da internet seria justamente o Google, atual líder do segmento de produtos web no mundo, e a Verizon.

No caso da Verizon, seu maior interesse está no principal negócio da do Yahoo!, que incluem e-mail, os portais de esportes e finanças e sua tecnologia de anúncios. Como 35,5% da subsidiária Yahoo! Japan (o grupo SoftBank detém 43% das ações), sendo que o pacote estaria hoje avaliado em cerca de US$ 8,5 bilhões. O portal web também estaria incluído na negociação. Já o Google, ou mais precisamente a holding Alphabet, tem maior interesse nos algorítimos de Ads da Yahoo para incorporar aos seus próprios.

Marissa Mayer, atual CEO do Yahoo!

Marissa Mayer, atual CEO do Yahoo!

O fato irrefutável é que Marissa Mayer, atual CEO da Yahoo, não tem muito para onde correr. Se mantiver a empresa do jeito que está hoje perderá ainda mais espaço para seus concorrentes e valor de mercado. Caso opte pela venda, poderá por sua cabeça a prêmio.

Mas, será que os órgãos reguladores de concorrência permitiriam que o Google comprasse o Yahoo?

Provavelmente não. Especialmente os órgãos Europeus e na China, pois, é fácil perceber como isso implicaria em monopólio de produtos web, tendo em vista que a Google já detém mais de 50% desse mercado, e se somado a parcela do Yahoo, os demais concorrentes não teriam a menor chance. Pode ser que o mesmo caso se aplicasse para caso houvesse uma proposta de compra do Yahoo diretamente pela Microsoft, mas, como sabemos, não existe tal proposta.

Muito provavelmente será a Verizon quem levará os atributos do Yahoo! para casa. Só não sabemos ainda quanto eles terão que desembolsar por tudo isso e os impactos que tal negócio provocará em grandes parceiros da empresa, e é nessa lista que está a Microsoft.

Fontes: meiobit teteraconsultoria e googlediscovery

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!