Google traz o Chromebook para as empresas

0

O Google anunciou o lançamento do Chrome Enterprise, uma maneira simples e barata de gerenciar Chromebooks e outros dispositivos Chrome OS em grandes empresas.

O Google está lançando um novo serviço corporativo para as grandes empresas que querem adotar dispositivos Chrome OS. A nova assinatura Chrome Enterprise, custará $50 dólares por dispositivo / por ano. Mesmo que o nome remeta ao navegador Chrome, este programa é centralizado no Chrome OS, o sistema operacional do Google para desktops. O Chrome Enterprise construiu ferramentas de gestão do Chrome OS e adicionou integração com ferramentas de gerenciamento de nuvem e local, como a VMware Workspace One e o Microsoft Active Directory.

“Desde que lançamos o Chrome OS em 2009, nosso objetivo tem sido construir a mais simples, mais rápido e mais seguro sistema operacional possível,” Google David Karam escreve. “Mas, com tantas necessidades comerciais diferentes — para não mencionar muitos dispositivos diferentes — as empresas também nos informaram que eles querem uma solução simples e econômica que lhes dará a flexibilidade e controle para manter seus funcionários conectados. É por isso que hoje que anunciamos o Chrome Enterprise”.

A melhor parte? Chrome Enterprise custa apenas $50 dólares por ano / por dispositivo e é bom a Microsoft contra-atacar, antes que seja tarde. Lembrando que para usuários do navegador Chrome, o Google já oferece um pacote corporativo.

Google vem apoiando o Chrome OS com completos recursos de MDM (gerenciamento de dispositivos móveis) desde o seu lançamento inicial, permitindo que empresas de pequeno porte possam gerir estes dispositivos, como smartphones ou tablets. Mas, o Chrome Enterprise expande bastante esses recursos, fazendo dos Chromebooks e outros dispositivos com Chrome OS, muito mais apropriados para grandes negócios.

Como descreve o Google, todos os dispositivos Chrome OS fornecem sincronização de preferências do usuário e capacidades de impressão nativas, nuvem, segurança multi-camadas com atualizações automáticas, Chrome Remote Desktop e suporte a virtualização de aplicativo. E claro, a empresa ainda está tentando adicionar a Google Play Store e suporte a apps do Android nos Chromebooks, embora, mais lento do que o esperado (você pode ver quais dispositivos são compatíveis aqui.).

Chrome Enterprise adiciona uma série de recursos adicionais, que inclui uma versão beta gerenciado da Google Play Store, gerenciamento de extensões e o navegador Chrome, gestão de impressora, integração com o Active Directory, gestão de frota baseado em nuvem, suporte a logon único, sessões públicas e efêmeras e suporte de modo quiosque, redes gerenciadas e proxies, gerenciamento de atualizações de sistema operacional, prevenção contra roubo e suporte 24/7.

A ideia é deixar as empresas gerenciar os Chromebooks e outros dispositivos Chrome OS, usando a identidade local e sistema de gestão que já estão usando (por exemplo, do Microsoft Active Directory). E com o VMware Workspace One, essas empresas também podem gerenciar e entregar aplicativos para esses dispositivos.

“Como o Chrome OS continua a ganhar impulso, nossos clientes estão ansiosos para gerenciar esses dispositivos juntamente com todos os outros pontos de extremidade incluindo dispositivos móveis,” disse o vice-presidente sênior da VMWare, Sumit Dhawan. “Usando o Workspace One, nossos clientes poderão gerenciar com segurança o ciclo de vida dos Chromebooks, juntamente com todos os seus outros pontos finais, dando-lhes mais segurança e uma experiência de usuário consistente em todos os dispositivos.”

Veja abaixo o webinar do Chrome Enterprise:

De volta para o mês de julho, a Microsoft anunciou um programa similar de assinatura para clientes Windows 10 Enterprise. As empresas que escolhem o Windows 10 Enterprise E3, que vem com recursos de segurança e gerenciamento corporativo, por apenas $7 dólares por mês, através do canal de provedor de soluções de nuvem. Empresas sem uma TI dedicada ou recursos limitados de pessoal e que desejam ter o seu licenciamento e uma TI que necessite de um gerenciamento por um parceiro confiável e experiente, podem escolher esta oferta.

Windows 10 Enterprise E3 custa $34 dólares a mais do que o Chrome Enterprise por um período de 12 meses. Mas, quando você compra a solução do Google com o Windows 10 Enterprise E3, você tem mais benefícios optando pela solução da Microsoft:

  • Edição empresarial do Windows 10. Dispositivos atualmente executando Windows 10 Pro, versão 1607 pode obter o Windows 10 Enterprise, ramo atual (CB) ou filial atual para negócios (CBB). Este benefício não inclui o ramo de serviço de termo longo (LTSB).
  • Suporte de um a centenas de usuários. Embora o Windows 10 Enterprise E3 no programa CSP não tem uma limitação no número de licenças que uma organização pode ter, o programa é projetado para organizações de pequeno e médio porte.
  • Implantar em até cinco dispositivos. Para cada usuário coberto pela licença, você pode implantar o Windows 10 Enterprise Edition em até cinco dispositivos.
  • Reverter para o Windows 10 Pro a qualquer momento. Quando uma assinatura do usuário expira ou é transferida para outro usuário, o dispositivo com o Windows 10 Enterprise reverte perfeitamente para o Windows 10 Pro Edition (após um período de carência de até 90 dias).
  • Modelo de preços mensais, por usuário. Isso faz com que o Windows 10 Enterprise E3 seja acessível para qualquer organização.
  • Mover licenças entre os usuários. As licenças podem ser rapidamente e facilmente transferidas de um usuário para outro usuário, permitindo-lhe otimizar seu investimento em licenciamento em função de mudanças ou necessidades.

Saiba mais sobre o programa de assinatura do Windows 10 Enterprise aqui.

Você acha que o Google pode replicar seu sucesso no mercado educacional também no mercado corporativo? A Microsoft encontrou um concorrente de peso para a hegemonia do Windows nos PCs?

Será que é o Google quem irá fornecer a solução integrada entre todos os dispositivos e formatos de tela, desde o trabalho até a diversão em casa?

 

Fonte: Thurrot

 

Share.

About Author