DestaqueDispositivosNotícias

Honor 20 Pro: Lançamento é interrompido devido a problemas de certificação do Android

O novo smartphone top de linha da Huawei – o Honor 20 PRO – foi lançado esta semana, mesmo quando Donald Trump emitiu uma ordem executiva que proíbe empresas norte-americanas como Google e Microsoft de fazer qualquer transação com a empresa.

No entanto, apesar do Honor 20 e Honor 20 Pro serem elogiados e bem recepcionados pelo mundo, o smartphone pode não ser lançado no final das contas.

De acordo com WinFuture, os indícios são de que a Honor, subsidiária da Huawei, não conseguiu o certificado do Google antes da proibição de Trump e, consequentemente, do seu lançamento. Isso significa que o mais novo carro-chefe da gigante chinesa não pode ser exibido fora de seu país de origem utilizando a Play Store pré-instalada.

As operadoras e revendedores também podem estar resistindo ao lançamento do novo monstro da Honor. As operadoras do mundo inteiro estão disponibilizando smartphones Huawei em suas prateleiras de forma desordenada e o valor de troca destes telefones caiu consideravelmente.

Como exemplo, temos o Huawei P20 Pro que, em alguns casos, pode ser encontrado por um valor bem abaixo da média.

O que o futuro reserva para a Huawei?

Tudo ainda é meio obscuro e incerto, a gigante chinesa da tecnologia tem que dar nó em pingos d’água pra tentar solucionar essa situação o mais breve possível!

Rumores supostamente indicam que a Huawei estaria em negociações com a Aptoide para substituir potencialmente a Play Store, os mesmos rumores indicam que a chinesa “supostamente” pediu aos desenvolvedores para publicarem seus aplicativos no App Gallery.

Aptoide: Loja de aplicativos Android, uma alternativa ao Play Store.

Embora o Departamento de Comércio dos EUA tenha facilitado temporariamente as restrições à Huawei, talvez não tenha tempo suficiente para aproveitar essa pausa. Uma vez que seus planos de substituir o Android pelo próprio sistema operacional (assim como a ampliação de sua própria loja de aplicativos – App Gallery) podem  demorar mais que o esperado.

AppGallery: Loja de aplicativos própria da Huawei.

Enquanto isso, a gigante chinesa está consultando o mercado de terceiros e a Aptoide pode ser uma luz no fim do túnel que poderá oferecer aos usuários uma alternativa à Google Play Store.

Em partes, essa seria uma boa saída mas, como nem tudo são flores, sabemos que os próximos dispositivos Huawei não terão acesso ao Google Play Services ou a outros aplicativos do Google de forma oficial, e os existentes poderão receber suporte apenas enquanto a Huawei não os atualizar.

Outro problema: a Huawei enfrenta restrições não somente com o Google, mas com as principais fabricantes de processadores tais como Qualcomm, Intel e ARM. A Microsoft como empresa norte-americana e detentora do maior sistema operacional para computadores, o Windows, também não se pronunciou sobre suas reais intenções quanto a restrição.

Problemas aos montes: Operadoras abandonam a Huawei

As operadoras do Reino Unido, EE e Vodafone, abandonaram os smartphones Huawei e seus planos de lançamento do 5G. Ambas as operadoras planejavam lançar o Huawei Mate X 5G com o lançamento da rede 5G.

Além das operadoras do Reino Unido, a SoftBank no Japão e a Chunghwa Telecom no Taiwan também abandonaram os dispositivos Huawei, incluindo o Huawei P30 Lite e o Huawei P20 Lite. A KT da Coreia do Sul também está considerando suspender as vendas e a NTT Docomo no Japão suspendeu as pré-encomendas do Huawei P30 Pro.

Parece que a Huawei encontra-se num beco sem saída! A decisão do governo norte-americano em adicionar a empresa chinesa numa espécie de lista negra comercial e que corta relações entre a Huawei e outras empresas tecnologias não é ruim apenas para a ela, é ruim para todos!

Nós do Windows Team estamos na torcida e esperamos que tudo se resolva da melhor maneira possível para todos!

Fontes: xda-developers / WinFuture /  MSPU

Diego Mendes
33 anos, Paulista, libriano, apaixonado por tecnologia e pelo ecosistema Windows. Fã da Nokia e dono de um Huawei P30 PRO.