DestaqueDispositivosNotícias

Huawei MateBook X Pro é retirado da Microsoft Store

Nada de hardware da Huawei na Microsoft Store! Tudo isso ocorreu após o Departamento de Comércio dos EUA adicionar a empresa chinesa a uma lista negra de comércio na última semana.

Com as crescentes tensões comerciais entre os EUA e a China, a Microsoft foi obrigada a retirar o MateBook X Pro de sua loja online. Como descoberto pelo The Verge, o principal laptop da empresa chinesa não aparece mais no site online da gigante de Redmond, e os buscadores da Huawei na loja não retornam resultados.

Como foi vinculado aqui no Windows Team, a Huawei enfrenta problemas com os Estados Unidos e foi adicionada a uma lista negra de exportação pelo Departamento de Comércio do governo norte-americano, impedindo que empresas dos EUA façam negócios com a gigante chinesa de tecnologia sem aprovação prévia e colocando o lançamento de futuros laptops da Huawei em questão. A lista negra de exportação cortaria o acesso da Huawei a chips de empresas como Intel, Qualcomm e NVIDIA, mas não está claro quais medidas a Microsoft tomou para cumprir o pedido. O site The Verge também relata que a Microsoft se recusou a oferecer qualquer declaração sobre a situação.

Em uma declaração, a gigante chinesa informa que rejeitou completamente a decisão do Departamento de Comércio. Confira o que a empresa disse a respeito desta decisão:

A Huawei é contra a decisão tomada pelo Bureau de Indústria e Segurança (BIS) do Departamento de Comércio dos EUA. Esta decisão não é do interesse de ninguém. Ela causará danos econômicos significativos às empresas americanas com as quais a Huawei faz negócios, afetará dezenas de milhares de empregos nos EUA e interromperá a colaboração atual e a confiança mútua que existem na cadeia de fornecimento global. A Huawei buscará soluções imediatamente e encontrará uma solução para esse problema. Também nos esforçaremos proativamente para reduzir os impactos desse incidente.

Ontem, a Huawei conseguiu uma pequena vitória nessa guerra tecnológica entre China e EUA com uma espécie de suspensão temporária relacionada à sua licença do Android, permitindo que ela continue desenvolvendo produtos futuros e suporte aos atuais clientes e dispositivos até 19 de agosto.

Continuamos na torcida e esperamos que a Huawei consiga solucionar essa questão o quanto antes. Fiquem ligados no Windows Team para mais informações.

Diego Mendes
33 anos, Paulista, libriano, apaixonado por tecnologia e pelo ecosistema Windows. Fã da Nokia e dono de um Huawei P30 PRO.