Joe Belfiore fala sobre o Windows Phone, Android, iOS e o Windows 10

0

Para quem nos acompanha a menos de um ano, dificilmente saberá quem é o Joe Belfiore. Bem, ele é um dos funcionários mais antigos da Microsoft com 27 ano de casa. No passado, na era “Lumia”, Belfiore era o responsável por geralmente nos apresentar as inovações que estavam chegando para o Windows Phone enquanto software para smartphones. Numa época em que o Windows 10 ainda estava escondido por trás do palco, Belfiore nos mostrava os grandes diferenciais do Windows Phone em parceria com o Windows 8.

Tempos depois, Belfiore se afastou da Microsoft por um longo período. 1 ano mais precisamente. O “retiro” dele foi durante um período bem turbulento na comunidade Windows Phone, pois, foi nessa época em que vimos milhares de usuários se frustrarem com o fato de não ser possível atualizar de forma oficial muitos modelos da linha Lumia X20 para o Windows 10. Muitos clamavam pelo retorno de Joe, mas, ele havia tirado férias com sua família por um longo período.

Durante suas longas férias Belfiore fez questão de mostrar que passou a usar um iPhone e alguns outros aparelhos com Android. Seu intuito era “aprender” ou “entender” o que os aparelhos da concorrência tinham a oferecer. Bem, o resultado foi que sua volta coincidiu justamente com um período em que a Microsoft se tornou uma empresa que pensa muito mais no universo multiplataforma do que num mundinho isolado de um software proprietário.

Durante a Build 2017 tudo isso ficou bem claro. Recursos com o Microsoft Graph e o Timeline mostram como a Microsoft está empenhada em transformar o Windows 10 no centro de convergência entre todos os dispositivos, independente de qual sistema operacional ele roda, se Android, iOS ou mesmo o próprio Windows. O Windows literalmente passou a “amar” todos os seus dispositivos.

Diante disso, tudo o que falamos acima foi confirmado pelo próprio Joe Belfiore durante uma entrevista ao businessinsider UK.

“Eu saí, fui embora, foi uma grande experiência”, disse Belfiore ao Business Insider. “Voltei com energia renovada”, concluiu.

Belfiore voltou e assumiu o cargo de vice-presidente corporativo do Windows e lhes foram acrescentadas novas responsabilidades, como consultor do setor de educação.

Ele estava na Build 2017 junto com Terry Myerson, Satya Nadella e muitos outros e juntos anunciaram a Fall Creators Update, que será a próxima grande atualização para o Windows 10. Dentre muitas novidades desse update estão justamente as várias ferramentas que integrarão ainda mais dispositivos com iOS e Android ao Windows. E o Windows Phone/Windows 10 Mobile, Joe, como fica?

“Vamos continuar com o suporte ao Windows Phone”, disse ele. Mas, o Windows está abrindo suas fronteiras mais um pouco. Reconhecemos que a realidade é que as pessoas estão usando vários dispositivos rodando em uma variedade de sistemas operacionais. O Windows é uma plataforma que impulsiona a experiência em toda uma gama de dispositivos”, diz ele. “Vivemos em um mundo altamente diversificado.”

A chave, diz Belfiore, é lembrar que o Windows 10 existe para ajudar as pessoas a serem mais produtivas e criativas. As pessoas trabalham em vários dispositivos diferentes, mas o PC ainda é onde as pessoas se sentam para fazer um trabalho realmente intensivo, independentemente do trabalho que estejam executando.

“O mundo está lentamente, mas seguramente, indo para algo além do apenas do PC e do smartphone.” Disse ele.

Ainda usaremos dispositivos de realidade mista em nossas salas e isso será o “comum”

À medida que o poder de processamento se torna mais barato, a nuvem fica mais poderosa e a inteligência artificial fica mais esperta. Estamos vendo todos os tipos de novas aplicações para computadores: de tablet a PCs baratos a carros autônomos a sistemas de segurança movidos por AI. Sem falar no futuro da realidade aumentada prometido pelo Facebook e pela própria Microsoft.

“Computadores costumava ser pequenos retângulos, mas agora eles são tudo isso”, diz Belfiore, fazendo menção aos infinitos dispositivos inteligentes disponíveis hoje no mercado que vão além de um Desktop.

Em suma, hoje, a Microsoft está tornando o Windows o melhor amigo para o iOS e também para Android, mas sem esquecer do próprio Windows por meio da sua Universal Platform.

Para Belfiore, tudo isso faz parte do roteiro para garantir que o Windows permaneça relevante, útil e consistente em meio a uma indústria de tecnologia turbulenta. E, eventualmente, se as previsões de Mark Zuckerberg se concretizarem e a realidade aumentada substituir o telefone, como bem falou nosso colega Marcelo tempos atrás, a Microsoft está pronta para fazer do Windows parte desse mundo também.

“Esse é um ecossistema ambicioso”, diz Belfiore.

Fonte: businessinsider

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem