JogosNotíciasXbox

Jogo com conteúdo adulto para o Xbox está causando polêmica na rede

O jogo Metropolis: Lux Obscura para o Xbox está dando o que falar na rede… tudo começou com o fato de alguns jogadores terem sofrido punições severas na Xbox Live pelo simples fato de fazerem uma captura de tela das cenas mais picantes do game. Cenas essas que por vezes são de conteúdo adulto, tanto que o jogo tem classificação +16 no Brasil. Bem, como não é mais +18, então, não estamos falando de conteúdo de sexo explícito, mas sim, de conteúdo adulto, como nudez, violência, linguagem “pesada” e coisas do tipo.

O problema e a polêmica começaram quando jogadores que usam o Xbox para fazer capturas de tela ou videoclipes usando o próprio Xbox Game DVR da Microsoft descobriram, no entanto, que isso pode resultar em graves consequências na Xbox Live, como por exemplo, banimento ou penalidades por compartilhar “conteúdo pornográfico”.

Um dos screen shot do jogo que está esposto na descrição do jogo na loja

Eis um exemplo de um jogador que teve sua conta suspensa por 2 semana por compartilhar conteúdo do jogo

Obviamente ele ficou revoltado por acreditar que a Microsoft estava “exagerando”, dado o fato do jogo estar na loja e ainda por cima ser possível usar a ferramenta de captura nativa, não sendo exibida em nenhum momento a proibição da captura, ou mesmo do compartilhamento.

Claro que nas entrelinhas da vasta política de uso da Xbox Live existem vários pontos que falam sobre o compartilhamento de conteúdo pornográfico, mas, tudo isso deu start a polêmica. Tanto que foi preciso o Mike Ybarra intervir. Ele que é o CVP do Xbox. Ele afirmou que a que a Microsoft está trabalhando para melhorar a situação para os usuários que querem compartilhar conteúdo na Xbox Live. A Microsoft está investigando para ver se algum usuário afetado foi banido injustamente devido a essa questão do Metropolis: Lux Obscura.

O jogo em questão também está disponível na Steam e no Nintendo Switch, porém, em nenhuma dessas plataforma há restrições da mesma espécie. O entendimento é que cabe ao gamer decidir o que baixar e o que compartilhar, mas cada plataforma tem suas regras e o gamer precisará respeitar isso.

Até o fim dessa matéria não ficou muito claro se o problema é capturar um print ou um vídeo, ou se seria preciso compartilhar essas capturas para que as punições sejam aplicadas. Quando tivermos uma posição oficial da Microsoft compartilharemos com todos.

Fonte: Windows Central

Alexandre Lima
Microsoft MVP Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!