Mentira tem perna curta: Satya Nadella apresenta sua estratégia para o Windows Mobile

2

Satya Nadella Microsoft louco

Eu sempre digo para as pessoas que antes de falarem abobrinha qualquer coisa, principalmente quando você é um formador de opinião, é necessário analisar os fatos, tentar olhar a mesma coisa por diversos pontos de vista e só depois que estiver bem embasado ir a internet comentar alguma coisa.

Hoje em dia há  muito site “tec qualquer coisa” caça cliques, onde qualquer rumor ou notícia incompleta se transforma na mais pura verdade absoluta do universo. Foi assim semana passada quando o Nadella disse que demitiria um bocado de gente. A internet ferveu dizendo que o Windows Phone/Mobile iria acabar e nosso indiano favorito iria focar todas as fichas no PC.

Como diria minha mãe: Mentira tem perna curta. Hoje em entrevista ao Zdnet, Nadella deixou bem claro qual é sua estratégia para o Windows Phone/Mobile. (Tradução livre e negritos por conta do autor).

Primeiro, eu quero ser capaz de estar presente em cada ponta do mercado móvel. Isso é um objetivo maior que muito me excita. Não é (apenas) a noção de ter nossos aplicativo, Skype, Outlook, Wunderlist, Sunrise, em cada  dispositivo. Queremos ter a experiências Microsoft, porque para mim isso é um jogo de plataforma. Não é assim, ah, eles são apenas um aplicativo. E o que está por trás desses aplicativos? É uma nuvem. Office 365 tanto para o consumidor quanto para a empresa. MSA (Microsoft Account) está ali
Então em cima disso, para mim, uma das grandes peças estruturais é que não temos com Windows  este problema do sistema operacional do Mac/iOS. Não estou em uma busca para dizer se vou tentar replicar o Mac OS no iOS ou iOS no Mac OS. Não temos o Chrome versus Android. Nós somos o Windows, do Raspberry Pi ao HoloLens. E quando você a demo de HoloLens hoje, para mim isto é parte da minha estratégia de mobilidade. Quando uma pessoa esta usando o Autodesk e Maya no desktop e acaba de mudar para um modelo de interação 3D, ela não estava usando seu telefone.
Portanto, temos que estar em busca de qual é o próximo ponto fora da curva. Isso é o que, francamente, ninguém tem feito para ser relevante no futuro. No nosso caso, estamos fazendo isso. Vamos fazer isso com nossa inovação no Windows. Vamos fazer isso com recursos como Continuum. Mesmo no telefone, não quero construirum outro telefone, um sistema operacional baseado em copy+paste.
Quando penso em nossos Windows Phone, quero que signifique algo como Continuum. Quando eu digo, Uau, isso é uma abordagem interessante onde você pode ter um telefone e esse mesmo telefone, por causa de nossa plataforma universal com Continuum, e pode na verdade ser um ambiente de trabalho. Isso não é algo que qualquer outro sistema operacional mobile ou dispositivo pode fazer. E isso é o que eu quero que nossos dispositivos e inovações signifiquem.
a estratégia é simples e clara: Windows 10 em todos os lugares

a estratégia é simples e clara: Windows 10 em todos os lugares

Não sei para vocês, mas pra mim ficou bem claro que a intenção do Nadella não é simplesmente largar tudo pro alto e desistir do mercado de telefones. Pelo contrario, quando todo mundo esta se perguntando como será o novo iPhone Killer, Nadella esta mais preocupado em como revolucionar novamente este mercado a ponto de deixar dispositivos como o iPhone tão irrelevantes quanto um Palm é hoje.
E se você acha que ele não tem coragem para isto veja o recado do indiano para os OEM’s:
Se nenhum OEM quiser construir dispositivos Windows nós vamos construí-los. Haverá dispositivos Lumia. Então, eu não tenho medo de dizer, tudo bem, é tudo sobre os OEMs, ou é tudo sobre o ecossistema. É sobre o Windows. É sobre a saúde geral do Windows de não ser fundamentada na realidade de um determinado dia, mas ter a ambição de ir onde o mercado está indo e contra ser taxado por definições atuais.
E ainda diziam que os Lumias iam pra cova.
Essa última parte que vem a seguir é apenas opinião do autor e não reflete a opinião do site:
CHUUUUUUUUUUUUUUPPPPPPPPPAAAAAAAAAAA!!!
Fonte: Zdnet
Share.

About Author

Pai em tempo integral da menina mais linda do mundo. Tira umas 8 horinhas por dia se aventurando como engenheiro para ganhar o leite das crianças.

No tempo vago é amante de tecnologia e inovação. As vezes se distrai com desenvolvimento de hardware, software e automação. É fã do Windows 10 e insider de carteirinha.