Terca-Feira, 19 de Junho de 2018
Microsoft adquire a Semantic Machines e avança o estado da IA de conversação

Os pesquisadores da IA (Inteligência Artificial) fizeram grandes progressos nos últimos anos, mas, ainda estamos no começo do ensino de computadores para entender o contexto completo da comunicação humana. A maioria dos bots e assistentes inteligentes de hoje responde a comandos e consultas simples, como dar um boletim meteorológico, tocar uma música ou compartilhar um lembrete, mas, não conseguem entender o significado ou realizar conversas. Para uma comunicação rica e eficaz, os assistentes inteligentes precisam ter um diálogo natural em vez de apenas responder aos comandos. A Microsoft chama isso de “IA conversacional”.

A Microsoft adquiriu a Semantic Machines Inc., uma empresa sediada em Berkeley, Califórnia, que desenvolveu uma nova abordagem revolucionária para a criação de IA de conversação. Seu trabalho usa o poder da aprendizagem de máquina para permitir que os usuários descubram, acessem e interajam com informações e serviços de uma maneira muito mais natural e com muito menos esforço.

A empresa é liderada por muitos pioneiros da IA de conversação, incluindo o empreendedor de tecnologia Dan Roth e dois dos mais proeminentes e inovadores pesquisadores de IA da linguagem natural no mundo, o professor da UC Berkeley, Dan Klein e o professor da Universidade de Stanford, Percy Liang, além do ex-chefe da Apple e cientista da fala, Larry Gillick.

A Microsoft impulsionou a pesquisa e os avanços nos elementos fundamentais da IA conversacional, como reconhecimento de fala e compreensão da linguagem natural, por mais de duas décadas. O objetivo foi expandir a visão de computadores ao nosso redor para um mundo onde eles pudessem ver, ouvir falar e entender como humanos. Em 2016, a Microsoft deu mais um grande passo para concretizar essa visão de computação conversacional com a introdução de uma estrutura para desenvolvimento de bots e a liberação de Serviços Cognitivos pré-construídos para infundir reconhecimento de fala e compreensão da linguagem natural em assistentes inteligentes. Atualmente, existem mais de 1 milhão de desenvolvedores usando os Serviços Cognitivos da Microsoft e mais de 300.000 desenvolvedores usando os Serviços de Bot Azure, todos ajudando a tornar a computação mais conversacional.

A Microsoft está desenvolvendo ainda mais o trabalho em IA de conversação com a assistente digital Cortana, bem como, com chatbots sociais como a XiaoIce. A XiaoIce teve mais de 30 bilhões de conversas, com duração média de 30 minutos cada, com 200 milhões de usuários em plataformas na China, Japão, Estados Unidos, Índia e Indonésia. Com a XiaoIce e a Cortana, a Microsoft fez avanços no reconhecimento de fala e, mais recentemente, a empresa tornou-se uma das primeiras a adicionar um senso de voz full-duplex a um sistema de IA de conversação, permitindo que as pessoas conversassem naturalmente.

Com a aquisição da Semantic Machines, a Microsoft estabelece um centro de excelência de conversação em Berkeley para impulsionar os limites do que é possível em interfaces de linguagem. Combinando a tecnologia das máquinas semânticas com os avanços de inteligência artificial da Microsoft, a empresa quer proporcionar experiências de usuário poderosas, naturais e mais produtivas que levarão a computação conversacional a um novo nível.

Para conhecer mais sobre a Semantic Machines, visite:  http://www.semanticmachines.com/.

Fonte: Microsoft

Compartilhe