DestaqueNotícias

Microsoft alcançou $ 28,9 bilhões em receitas no Q2 2018 com forte crescimento do Azure e Office365

A Microsoft acaba de publicar seu relatório de ganhos do segundo trimestre do ano fiscal de 2018. Com uma receita de $ 28,9 bilhões de dólares, crescimento de 12% no YoY e lucro operacional de $ 8,7 bilhões de dólares (um aumento de 10%).  A Microsoft superou as estimativas dos analistas (que projetaram as receitas da Microsoft em $ 27,2 bilhões) para as receitas do segundo trimestre, ajudado pelo acelerado crescimento trimestral em sua nuvem e softwares corporativos da empresa.

A receita de produtividade e de processos de negócios foi de $ 9 bilhões de dólares, um aumento de 25%.

“Os resultados deste trimestre mostram o valor diferenciado que estamos entregando aos clientes através de nossas soluções de produtividade e como somos a escolha de provedor de nuvem de híbrida,” disse Satya Nadella, CEO da Microsoft.

“Nossos investimentos em IoT, dados e serviços de IA (Inteligência Artificial) em nuvem e a computação de borda, torna possível acelerar ainda mais o nosso crescimento.”

Receitas em Intelligent Cloud foram de $ 7,8 bilhões de dólares (15%) lideradas por um aumento de 18% em produtos de servidor e receitas de serviços em nuvem, quase duplicando o crescimento das receitas do Azure, com incríveis 98%.

“Nós entregamos outra moeda forte com as receitas comerciais da nuvem, crescendo 56% (YoY)  para $ 5,3 bilhões de dólares,” disse Amy Hood, vice-presidente executiva e diretora financeira da Microsoft.

“Forte execução de nossas equipes de vendas e parceiros, ajudaram a atravessar o crescimento das nossas empresas.”

Receitas de OEM do Windows aumentaram 4%, impulsionado pelo crescimento das receitas de OEM Pro em 11%. A LinkedIn contribuiu com uma receita de $ 1,3 bilhões de dólares durante o trimestre, com crescimento de sessões de mais de 20% pelo quinto trimestre consecutivo.

A Microsoft retornou $ 5 bilhões de dólares aos acionistas sob a forma de compartilhamento de recompras e dividendos no trimestre.

Receitas do Azure cresceram 98%, serviços Premium um aumento de 3 dígitos!

A Microsoft informou que os produtos de servidor e receitas de serviços de nuvem aumentaram 18% (até 18% em moeda constante), impulsionado pelo forte crescimento das receitas do Azure, 98% (até 98% em moeda constante). A Microsoft destacou que o uso do Azure duplicou ano sobre ano.

Além disso, as receitas de serviços Premium do Azure continuam a crescer. A Microsoft viu triplicar o crescimento mais uma vez neste trimestre. Enterprise Mobility é uma área de forte crescimento para a Microsoft e sua base instalada aumentou para 60 milhões. Receitas de produtos de servidor, incluindo Windows e SQL Server, cresceram 4% (até 3% CC).

Office 365 viu um crescimento de 41% das receitas

A Microsoft informou que as receitas de produtos e serviços de nuvem dos produtos Office no Q2 2018 aumentaram 10% (até 10% em moeda constante), impulsionado principalmente pelo forte crescimento da receita comercial de 41% (até 41% em moeda constante) do Office 365.

No segmento de consumidor da linha Office, o número total de assinantes do Office 365 aumentou para 29,2 milhões. Além disso, os produtos de consumo e receitas de serviços de nuvem dos produtos Office aumentaram 12% (até 11% em moeda constante). Como as empresas estão migrando para soluções de nuvem com base nas próprias soluções da Microsoft, como o Office 365, as receitas de produtos comerciais da linha Office diminuíram 16% neste trimestre.

“Nós entregamos outra moeda forte com as receitas comerciais de nuvem crescendo 56%  YoY e $ 5,3 bilhões de dólares,” disse Amy Hood, vice-presidente executiva e diretora financeira da Microsoft.

Xbox One X impulsiona em 8% as receitas em jogos

A Microsoft acaba de revelar seus ganhos do Q2 2018 e mais uma vez, a empresa viu a receita de jogos aumentar em 8%.

Embora a Microsoft não revele o número de consoles Xbox vendidos, a empresa viu um aumento nos números da receita total de Gaming. Com o lançamento do Xbox One X em novembro e algumas tentadoras ofertas do Xbox One S, a receita de jogos aumentou 8% no segundo trimestre do ano fiscal de 2018. A Microsoft, especificamente, observou que o aumento foi “impulsionado pelo crescimento da receita de venda de consoles Xbox, desde o lançamento do Xbox One X.”

Com o lançamento do Xbox One X e o enorme sucesso do PUBG, podem ter dado à Xbox Live um grande impulso. PUBG teve preview exclusivo para Xbox One no início de dezembro e já atingiu mais de 4 milhões de jogadores. Durante o 1º trimestre, a receita jogos atingiu $ 1,896 bilhões de dólares com os usuários ativos da Xbox Live crescendo 13% YoY e chegando agora em 53 milhões de usuários.

Outros destaques:

Produto selecionado e reconciliação de moeda constante de receitas de serviço

Três meses terminado em 31 de dezembro de 2017
Mudança de percentual Y/Y (GAAP) Impacto de moeda constante Mudança de percentual Y/Y moeda constante
Office produtos comerciais e serviços em nuvem 10% 0% 10%
Office 365 comercial 41% 0% 41%
Office produtos de consumidor e serviços em nuvem 12% (1) % 11%
Dynamics produtos e serviços de nuvem 10% (1) % 9%
Dynamics 365 67% 1% 68%
Produtos para servidores e serviços em nuvem 18% 0% 18%
Azure 98% 0% 98%
Enterprise Services 5% (2) % 3%
Windows OEM 4% 0% 4%
Produtos comerciais do Windows e serviços de nuvem (4) % (1) % (5) %
Publicidade de pesquisa, excluindo os custos de aquisição de tráfego 15% 0% 15%
Surface 1% (1) % 0%
Jogos 8% 0% 8%

 

A Microsoft levou uma carga de $ 13,8 bilhões de dólares relacionados a impostos devidos em dinheiro no exterior, um resultado de recentes alterações à lei fiscal E.U. O prejuízo líquido no segundo trimestre, que terminou em 31 de dezembro, foi de US $ 6,27 bilhões, ou 82 centavos, disse a Microsoft em um comunicado nesta quarta-feira.

As ações da companhia caíram cerca de 1 por cento após o relatório, depois de fechar com um recorde de US $95,01 na bolsa de Nova York. As ações da Microsoft subiram 15% no trimestre de dezembro, ultrapassando o ganho de 6,1% estimado pela Standard & Poors 500 Index.

A Microsoft disponibilizou serviços que agregam inteligência artificial (IA), conversas e compreensão de linguagem em seus programas da nuvem. Ela também começou a oferecer aos clientes a capacidade para hospedar suas cargas de trabalho na França, elevando o número de opções regionais para serviços de data centers para 42 e assinou um contrato de sete anos para ser o provedor de nuvem principal da Chevron Corp.

Ao mesmo tempo, os novos data centers on-line da Microsoft tornaram-se mais eficientes, aumentando sua rentabilidade. Estima-se que a expansão do Azure continue nos próximos anos, fornecendo uma fonte significativa de crescimento de receitas e lucros para a Microsoft.

O crescimento do Azure foi ligeiramente mais rápido do que em relação ao trimestre anterior e o período do ano anterior. Analistas e investidores que acompanham a Microsoft perguntaram se o crescimento do Azure poderia apresentar um número total de receitas ainda maior. Amy Hood, respondeu:

“Em geral, espero que nosso forte desempenho no Azure continue” disse em uma entrevista.

A nuvem comercial da Microsoft já ultrapassou sua meta de $ 20 bilhões de dólares em receita anual, e os analistas da KeyBanc escreveram em uma nota no início deste mês que a Microsoft vai chegar a $ 40 bilhões de dólares em receita total de nuvem em 2019.

A receita total na divisão da empresa mais a computação pessoal, que inclui o sistema operacional Windows, foram de $ 12,2 bilhões, batendo a estimativa média de $ 11,98 bilhões de quatro analistas consultados pela Bloomberg.

Na unidade de nuvem inteligente, composta pelo Azure e servidor de software implantado em data centers de clientes próprios, as vendas cresceram 15% resultando em $ 7,8 bilhões, em comparação com a projeção média de $ 7,54 bilhões. A receita de produtividade, principalmente a linha Office, subiu 25% para $ 8,95 bilhões. Os analistas tinham estimado em $ 8,86 bilhões.

Você pode ler o relatório completo aqui.

Fonte: Microsoft/Bloomberg/MSPU