Microsoft anuncia mais 2.850 demissões em seu setor de telefonia

0

microsoft demissões nokia

Depois de anunciar que fecharia cerca de 1.850 postos de trabalho na companhia em maio deste ano, a Microsoft anunciou um novo corte em seu efetivo. Agora a soma é de 2.850 postos de trabalho que serão extintos até o ano que vem.

Grande parte (para não dizer todos) dos demitidos são do setor de telefone da empresa, e muitos deles vieram da Nokia Mobile, essa que foi comprada pela Microsoft em 2014. Também já é sabido que as demissões acontecerão em sua maior parte em países como a Finlândia, mas, ninguém descarta a possibilidade de parte desse número corresponder a países como o Brasil. Na verdade nós acreditamos que uma boa parcela dessas demissões devem atingir nosso país, afinal de contas, além de estarmos em crise, já tem muito tempo desde a última “aparição” da empresa nesse mercado por aqui. Já parecemos abandonadas nesse área faz tempo.

Tudo isso faz parte do plano de restruturação que teve como estopim a saída do Kevin Turner da diretoria de operações da cia. Junto com ele a empresa está mudando tudo com relação a parte de lhe confere a produção de hardware próprio, especialmente telefones, e também de operações em geral.

Não sabemos ainda quando as demissões começarão, mas é certo que devemos estar diante da última onda de demissões nessa área da empresa, até porque eles já “livraram-se” de boa parte dos ativos adquiridos junto com a Nokia.

Novo Lumia 650, que nunca chegou ao mercado brasileiro

Novo Lumia 650, que nunca chegou ao mercado brasileiro

Muito se especula sobre o porquê da Microsoft estar fazendo tudo isso, porém, não é difícil entender que ela nunca teve um real interesse em operar da mesma forma como operava a Nokia, ou mesmo como operam empresas como a Samsung e LG quando o assunto é a produção de hardware próprio. O modelo de negócio que a Microsoft deseja usar é o mesmo adotado pela Apple, que não possui fábricas próprias e terceiriza tudo. Um especialista em negócios poderia vir aqui e dar explicações mercadológicas e de investimentos que provariam o que estamos dizendo, porém, vamos apenas mencionar que é a Apple a empresa que mais lucra vendendo smartphones no mundo, então, quem você copiaria na hora de escolher o melhor modelo de negócios para sua empresa?

Isso também não quer dizer que a Microsoft está, mais uma vez, abandonando o seguimento mobile. Observe que estamos falando de uma REESTRUTURAÇÃO. Também podemos confirmar que sem dúvida essa restruturação é mais do que necessária, isso porque a MS vem tendo prejuízo em cima de prejuízo, trimestre após trimestres com seus smartphones, então, algo precisa mudar e eles sabem disso e estão agindo para reverter tal situação. A lástima é que os efeitos colaterais dessa mudança de planos afetará a vida e milhares de trabalhadores…

Fontes: G1 Obg ao Rogério Sarmento e ao Mark Wellington pela dica 😉

Share.

About Author

Funcionário Público Federal, formado em Licenciatura em Química, Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta do Windows Phone. Carpe Diem