Microsoft deve passar a usar processadores ARM até em seus servidores em Nuvem

0

Muito tem se falado no Windows 10 voltado para processadores ARM, como o Snapdragon 835 e outros que virão no futuro. A principal ideia de fazer com que o Windows 10 rode em processadores desse tipo é redução do custo de produção dos dispositivos, e por tabela, a diminuição no consume de energia, entre outras coisas.

Não é mais segredo que tal medida adotada pela Microsoft pode colocar em risco o domínio da Intel no mercado de processadores para Desktop e Notebooks, já que no mercado de smartphones a Intel tem participação quase nula.

Agora novas informações mostram que a Intel vai ter que se preocupar com mais um problema ainda relacionado sobre a adoção de processadores ARM por parte da Microsoft, já que Redmond parece ter planos para usar processadores desse tipo também em seus servidores em Nuvem. Hoje, tudo que roda no Azure, sem dúvida roda em cima de um processador Intel, mas isso pode estar prestes a mudar, ao menos em alguns produtos desse segmento.

Obviamente, como todos sabem, nem mesmo o Snapdragon 835 da Qualcomm possui o poder de processamento de um Core i5 ou i7 de 6ª geração da Intel, e ainda vai demorar até que a Qualcomm chegue lá, mas isso não impede de empresas como a Microsoft e outras começarem a explorar o potencial de processadores como os ARM, que dispensam vários componentes sobressalentes, tendo em vista que eles próprios já contam com componentes como Wi-Fi, Bluetooth, LTE, entre vários outros, o que ajuda e muito a reduzir o custo de produção de dispositivos.

A princípio, a Microsoft está testando esses chips ARM em seus servidores para que os mesmo processem  tarefas como busca, armazenamento, aprendizado de máquina e grandes dados, ao menos foi o disse Jason Zander, vice- Vice-presidente da divisão de nuvem Azure da Microsoft. E ele disse mais:

“Ainda não foi implantado na produção, mas esse é o próximo passo lógico. Este é um compromisso significativo em nome da Microsoft. Nós nem sequer traríamos algo para uma conferência se não achássemos que este era um projeto comprometido ou se não fosse algo que faz parte do nosso roteiro”.

Mais límpido que isso impossível… Zander confirmou que a Microsoft tem grandes planos para processadores ARM em seus serviços em Nuvem, porém, não deu detalhes de como eles serão usados, muito menos a partir de quando.

Tal investimento em processadores ARM, sem dúvida, reflete o empenho da fabricante de software em usar inovações de hardware para reduzir custos, aumentar a flexibilidade e manter a competitividade com a Amazon.com Inc. e a Alphabet Inc. Google

Será que chegou hora em que a Intel precisará repensar seus planos quanto a sua atual situação no mercado com a que pode vir a ser no futuro? Poderia ser uma boa hora para investir no segmento mobile, mais precisamente em processadores para smartphones. Quem sabe criar uma linha concorrente dos modelos da Qualcomm, MediaTek e Samsung… ou ela poderia investir na arquitetura ARM também? Porque nem só de vender silício vive uma empresa de tecnologia.

Fonte: bloomberg

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP - Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!