Em julho do ano passado, a gigante chinesa da tecnologia, Xiaomi, saltou para dentro da corrida dos alto-falantes inteligentes com sua resposta para a Alexa e o Google Home, o Mi AI, que custa algo em torno de US $ 45 – embora provavelmente ele não encontre seu caminho para as lojas americanas, já que ainda não teve tempo de penetrar os mercados americano e europeu.

Resultado de imagem para Mi AI
Mi AI

Desta vez a empresa fez um movimento diferente em direção ao mercado de Inteligência Artificial, assinando um acordo com a Microsoft para promover parcerias em projetos envolvendo AI, computação em nuvem e hardware para ajudar a empresa a se expandirem para outros mercados.  

Como parte acordo a Xiaomi aproveitará a plataforma de nuvem Azure da Microsoft para expandir serviços para seus usuários, incluindo armazenamento de dados e largura de banda. A empresa de tecnologia americana dará consultoria técnica para a gigante chinesa em áreas como marketing e suporte de canal para, quem sabe, levar os laptops da Xiaomi para novos mercados internacionais. Do outro lado veremos usuários da Xiaomi tendo um amplo acesso aos serviços e produtos da Microsoft. Ambas sairão ganhando nesse acordo.

Fonte: engadget