Microsoft facilita a cross plataform com o projeto Roma

0

onewindows

Hoje vivemos em um mundo de vários dispositivos, e a forma como os utilizamos abrange diferentes plataformas entre outros fatores. A plataforma Windows tem uma variedade de dispositivos, como: PCs desktop, portáteis, smartphones, Hubs, HoloLens, Wearable, IoT e Xbox. Este ambiente heterogêneo fornece ao usuário médio, muitas escolhas e opções de dispositivos.

No entanto, as tarefas que executamos diariamente (seja em casa com a família, ou no trabalho com os colegas) não são centradas em dispositivos, mas bastante centrada no ser humano, relacionamentos e linguagem natural. Confiar e aumentar mais o uso de apps para executar tarefas corriqueiras de nossas vidas está se tornando cada dia mais comum, tendo em vista o aumento da complexidade de tudo.

Ao longo dos últimos anos, a Microsoft entendeu que não seria só o seu sistema operacional, o Windows, que iria evoluir com as grandes atualizações anuais, mas também o desenvolvimento de software linear para ser usado em uma infinidade de dispositivos.

A ideia do One-Windows está se tornando cada vez mais uma realidade, todos os dias os engenheiros da Microsoft continuam a desenvolver e adicionar suporte para uma lista crescente de dispositivos.

Para facilitar ainda mais a visão da Microsoft de um ecossistema de dispositivos, todos rodando o Windows 10, Cam Scott, gerente de programa da empresa, discutiu uma nova iniciativa para ajudar os desenvolvedores a vincular uma experiência multi-dispositivo para seus usuários.

A nova iniciativa chama-se Projeto Roma e com isso, os desenvolvedores são encorajados a criar experiências centradas no ser humano, que se harmonizam através de dispositivos, ao invés de forçar os usuários a reabrir um app em vários dispositivos.

Cam Scott diz:

“Projeto Roma é uma plataforma para criação de experiências que transcende a um único dispositivo, assim eles podem harmonizar através dos dispositivos – capacitando ao desenvolvedor, criar cenários centrados em pessoas, que se movem junto com o usuário e atravessam as linhas entre os seus dispositivos, independentemente do fator ou plataforma. Esta visão começou a tomar forma com a Atualização de Aniversário do Windows 10 (versão 1607) com a Remote Systems API, permitindo que o desenvolvedor estenda suas experiências de aplicativos entre os dispositivos Windows conectados por proximidade ou através da nuvem.”

sample-app

Por exemplo:

“Paul decide criar um cenário onde um usuário pode transferir uma música que está ouvindo por streaming, para um novo dispositivo. Ele está ouvindo a música no seu telefone, em seguida, depois de chegar em casa, transfere para o seu Xbox via Nuvem. Em outro momento, escutando no seu Surface, em seguida, transfere para o seu telefone por proximidade para dar uma caminhada, e assim por diante. Todas as ferramentas que ele precisa estarão disponíveis a partir do projeto Roma, ou seja, a API de sistemas remotos (Remote Systems API).”

remotesystem

Em um post muito informativo no blog do desenvolvedor de Windows de Microsoft, Scott abrange a funcionalidade da Remote Systems API, e como os desenvolvedores podem implementar corretamente o RemoteSystemWatcher, bem como adicionar controles simples de usuário através de eventos RemoteSystemAdded, entre outros itens.

O Projeto Roma rompe barreiras em todos os dispositivos com Windows e cria experiências que já não estão restritas a um único dispositivo. As Remote Systems APIs disponíveis no Windows 10 são uma peça chave do Projeto Roma, fundamental para a condução do usuário, engajamento e produtividade para aplicações em todos os dispositivos.

”Daqui pra frente, estamos animados em continuar construindo nossa visão e colaborando com a comunidade de desenvolvedores – nosso objetivo é capacitar desenvolvedores para permitir experiências convincentes e produtivas para os usuários — não importa qual dispositivo eles estiverem usando.” Disse Scott.

Para aprender mais e encontrar exemplos de códigos, incluindo o exemplo acima, confira os seguintes artigos e posts do blog:

Fonte: Windows Developer

Share.

About Author