O Microsoft Flight Simulator surpreendeu a todos na E3 2019 com sua pura fidelidade visual e, desde então, cada nova divulgção da Microsoft nos alimenta sobre seu novo simulador de voo que deve ser lançado nesse ano.  Dessa forma, no novo game, você poderá explorar todo o planeta, com os dados sendo alimentados pelo satélite do Bing.

Veja também os melhores simuladores de Voo!

Nessa matéria, você conhecerá um pouco sobre a história do Microsoft Flight Simulator. Além disso, também verá tudo o que sabemos sobre o novo jogo da franquia que deve ser lançado em agosto desse ano.

História do Microsoft Flight Simulator

Surgimento

O Microsoft Flight simulator é uma série de simuladores de vôo da Microsoft. Além disso, é uma das séries de simuladores de voo doméstico mais antigas, mais conhecidas e mais abrangentes. Inclusive, o Microsoft Flight Simulator foi um dos primeiros produtos no portfólio da Microsoft – diferente de outros softwares orientados principalmente para os negócios.

O game começou a sua “vida” como um conjunto de artigos sobre computação gráfica escritos por Bruce Artwick em 1976 sobre um programa de computação gráfica em 3D. Quando o editor da revista disse que os assinantes queriam comprar o programa, Bruce Artwick incorporou uma empresa chamada subLOGIC Corporation em 1977 e começou a vender simuladores de voo para computadores 8080, como o Altair 8800 e IMSAI 8080. Em 1979, o subLOGIC lançou o FS1 Flight Simulator para a Apple. Em 1980, o subLOGIC lançou uma versão para o Tandy TRS-80 e, em 1982, licenciou uma versão para PC da IBM com gráficos CGA para a Microsoft, lançada como Microsoft Flight Simulator 1. Nos primeiros dias, o Flight Simulator foi usado como um teste não oficial do grau de compatibilidade de um novo modelo de clone de PC, junto com o Lotus 1-2-3.

Versões após a virada do século

A Microsoft produziu consistentemente versões mais recentes da simulação, adicionando recursos como novos tipos de aeronaves e cenários aumentados. As versões de 2000 e 2002, estavam disponíveis em uma edição padrão e uma Professional Edition que incluíam mais aeronaves, ferramentas e cenários mais extensos do que a versão regular. O lançamento de 2004 (versão 9) marcou cem anos de voo com motor e teve apenas uma edição. O Flight Simulator X, lançado em 2006, retornou às duas edições com uma “Standard Edition” e uma “Deluxe Edition”.

Um verdadeiro jogo de simulação de voo

As versões mais recentes dessa simulação, o Microsoft Flight Simulator 2004 e o Microsoft Flight Simulator X, atendem a pilotos, possíveis pilotos e pessoas que antes sonhavam em ser pilotos. O Microsoft Flight Simulator é menos um jogo do que um ambiente virtual imersivo. Dessa forma, ele é geralmente frustrante, complexo e difícil para novos usuários, devido ao seu realismo, mas pode ser gratificante para os vôos qualificados ao mesmo tempo. A área de voo abrange o mundo inteiro, com vários níveis de detalhes, incluindo mais de 24.000 aeroportos. Cenários detalhados individualmente podem ser encontrados, representando os principais pontos de referência e um número sempre crescente de vilas e cidades. Além disso, os detalhes da paisagem geralmente são distantes dos centros populacionais e particularmente fora dos EUA, embora vários sites ofereçam complementos de cenário (gratuitos e comerciais) para remediar isso.

As três versões mais recentes incorporam simulação climática sofisticada, além da capacidade de baixar dados climáticos do mundo real. Além disso, também está incluído um ambiente variado de tráfego aéreo com controle de tráfego aéreo interativo. Embora a série MSFS não tenha sido a primeira a implementar esta aeronave reproduzível, desde o histórico Douglas DC-3 até o moderno Boeing 777, lições e desafios interativos. Além disso, as duas versões mais recentes do Microsoft Flight Simulator têm um “modo de quiosque”, que permite que o aplicativo seja executado em quiosques. É a ampla disponibilidade de atualizações e complementos, gratuitos e comerciais, que tornam o simulador tão popular.

Histórico de versões

Abaixo, você verá todas as versões do Microsoft Flight Simulator. Confira:

  • 1982 – Flight Simulator 1.0;
  • 1983 – Flight Simulator 2.0;
  • 1988 – Flight Simulator 3.0;
  • 1989 – Flight Simulator 4.0;
  • 1993 – Flight Simulator 5.0;
  • 1995 – Flight Simulator 5.1;
  • 1996 – Flight Simulator 95
  • 1997 – Flight Simulator 98;
  • 1999 – Flight Simulator 2000;
  • 2001 – Flight Simulator 2002;
  • 2003 – Flight Simulator 2004: um século de voo;
  • 2006 – Flight Simulator X;
  • 2015 – Flight Simulator X: Steam Edition.

Tudo o que sabemos sobre o próximo jogo

Quando é a data de lançamento do Microsoft Flight Simulator?

Segundo divulgado recentemente, o game será lançado em agosto de 2020.

O beta fechado do Microsoft Flight Simulator começa em julho

Veja tudo sobre o Microsoft Flight Simulator - Foto: Reprodução/Microsoft
Veja tudo sobre o Microsoft Flight Simulator – Foto: Reprodução/Microsoft

O Microsoft Flight Simulator estará recebendo uma versão beta fechada em 30 de julho, de acordo com um roteiro de desenvolvimento publicado recentemente pela Asobo e pela Microsoft. Dessa forma, os alfas fechados do jogo já estão em andamento há algum tempo e aqueles que já têm acesso serão automaticamente transferidos para a versão beta aberta. Para ter a chance de acessar a versão beta fechada, será necessário se inscrever no programa Xbox Insiders.

Aqui está o trailer do Microsoft Flight Simulator que estreou na E3 2019 

Os trailers não são representações juridicamente vinculativas do lançamento final de um jogo, e todos já ficamos decepcionados antes. Mas ainda assim – a escala e a fidelidade das cenas mostradas neste trailer são suficientes para capturar uma audiência muito maior do que os entusiastas de simuladores de voo. 

Parece um ótimo meio para o turismo virtual, mesmo se você tenha zero interesse prévio em pilotar aeronaves comerciais e absolutamente nenhum conhecimento prévio de como solicitar uma pista com a torre ATC mais próxima.

Você pode voar para qualquer lugar do mundo no game

Sim, você poderá voar em literalmente em qualquer lugar do mundo. Dessa forma, todo o nosso planeta está mapeado e modelado, pronto para voar de dezenas de milhares de aeroportos. 

Por ser um jogo da Microsoft, todos os dados do terreno são extraídos do mecanismo de busca da gigante da tecnologia, o Bing. É isso mesmo, o Bing, alvo de tantas piadas nos escritórios do Google, finalmente está chegando ao “sol”. 

Esses dados só o levam tão longe, é claro. A topografia de cada área ainda precisa ser aprimorada, árvores e edifícios adicionados, tráfego nas ruas, esse tipo de coisa e a equipe de desenvolvimento está usando uma IA de aprendizado.

Se os desenvolvedores tivessem que abandonar manualmente os modelos de estrutura de arame sobre uma réplica em escala 1: 1 do planeta Terra até parecer satisfatoriamente preenchida, o desenvolvimento do jogo se tornaria um negócio familiar passado inúmeras gerações. Em vez disso, o Azure interpreta os dados brutos do mapa e sabe onde preenchê-los com o cenário apropriado.

Veja tudo sobre o Microsoft Flight Simulator - Foto: Reprodução/Microsoft
Veja tudo sobre o Microsoft Flight Simulator – Foto: Reprodução/Microsoft

Além disso, você também pode voar para todos os aeroportos do mundo. Todos os 37.000 deles. Para realizar esse feito, o estúdio está usando uma combinação de imagens de satélite do Bing e um monte de trabalho manual. O vídeo acima é uma visão interessante do que é transformar uma imagem 2D em uma representação viva, respiratória e chocante de aeroportos reais.

O Microsoft Flight Simulator implementará tráfego aéreo em tempo real

É isso mesmo, além de ver outros jogadores no mundo, o Microsoft Flight Simulator simulará o tráfego aéreo diário real em todo o mundo. Isso significa que você pode estar voando pelo país e encontrar um voo que também está acontecendo na vida real. Isso é bem legal. Além disso, os desenvolvedores esclareceram que a IA assumirá e aumentará os padrões de voo se o jogo perder a conexão com as informações de tráfego aéreo ao vivo.

Você pode optar por filtrar pilotos não realistas no modo multiplayer

Veja tudo sobre o Microsoft Flight Simulator – Foto: Reprodução/Microsoft

As configurações multijogador perfeitas do Microsoft Flight Simulator permitirão que os jogadores decidam que tipo de experiência on-line eles querem que sejam servidos: um cheio de pilotos interpretando planos de vôo realistas, ou outro em que os pilotos possam estar fazendo backflips ou “jogando frango” ao lado de uma montanha. Além disso, o modo mais flexível de “todos os jogadores” também permite ajustar o tempo e a hora do dia para o que você quiser. Portanto, vá para onde quiser ir se você estiver atrás de planos de voo únicos de seu próprio projeto.

Clima sazonal confirmado no Microsoft Flight Simulator 

Veja tudo sobre o Microsoft Flight Simulator - Foto: Reprodução/Microsoft
Veja tudo sobre o Microsoft Flight Simulator – Foto: Reprodução/Microsoft

O sistema climático é profundo aqui. Dessa forma, nuvens projetam sombras sobre a paisagem abaixo e uma sobre a outra. Além disso, também são construídas a partir de 32 camadas volumétricas, o que as faz parecer muito mais macias do que as caixas de céu comuns que você vê quando olha para os jogos. 

Frentes quentes e frias se movem ao redor do globo, criando chuva e tempestades à medida que avançam. E essas tempestades, por sua vez, afetam o manuseio do seu avião, como seria de esperar. Mas com uma simulação aerodinâmica que percorre até 1000 superfícies simultaneamente, é justo dizer que será uma descrição assustadoramente precisa de quão difícil é manter o curso quando a chuva e o trovão rolam.

Ele também usa dados climáticos do mundo real para simular seus próprios sistemas climáticos. Portanto, se você decidir sobrevoar Hoquiam, WA na próxima quarta-feira e chover lá na vida real, estará chovendo no Microsoft Flight Simulator. Isso ainda se estende a condições mais extremas, como a neve, embora ainda não esteja claro se rios e lagos congelarão de acordo. 

O desenvolvedor do Microsoft Flight Simulator é a Asobo 

Formada em 2002, a Asobo tem uma longa lista de conexões de filmes e portas de PC em seu CV, mas provavelmente é justo dizer que não chegou aos radares da maioria das pessoas até 2019, quando A Plague Tale: Innocence foi lançado. Ótimo híbrido de ação, aventura, horror e discrição.

Não é um simulador de voo, é? Esta é a primeira versão do simulador da Asobo, mas possui versões anteriores da tecnologia da Microsoft e com a construção de áreas enormes. Fuel, em 2009, era um jogo pós-apocalíptico de condução em mundo aberto e, na época, detinha o recorde mundial de maior área jogável, a cerca de 5.560 milhas quadradas.

A Asobo criou um mecanismo sob medida para o Microsoft Flight Simulator chamado ACE.

Aqui estão os requisitos de sistema do Microsoft Flight Simulator 

O Miscrosoft Flight Simulator é obviamente um jogo deslumbrante, com uma tonelada de fidelidade em todos os quadros. Portanto, você imagina que uma máquina bastante substancial seria necessária para executá-lo sem problemas, principalmente em 4K, como é mostrado no trailer de revelação. Entretanto, acontece que as especificações mínimas são realmente bastante razoáveis. Portanto, para resumir, aqui estão as especificações recomendadas do sistema:

  • Processador: Ryzen 5 1500X / Intel i5-8400;
  • GPU: Radeon RX 590 / Nvidia GTX 970;
  • VRAM: 4 GB;
  • RAM: 16 GB;
  • HDD: 150 GB;
  • Largura de banda: 20 Mbps

O Microsoft Flight Simulator terá suporte a VR?

Veja tudo sobre o Microsoft Flight Simulator – Foto: Reprodução/Microsoft

Sim, certamente. E cito o chefe do Microsoft Flight Simulator Jörg Neumann. Dessa forma, há uma “alta prioridade” para a equipe, após o feedback dos fãs e a suposição comum de que haveria suporte total à VR com base no trailer de revelação. 

Entretanto, a VR no lançamento não pode ser garantida, diz Neumann. A equipe está atualmente trabalhando em sua implementação, portanto, parece um quando, ao invés de um se.

E os mods do Microsoft Flight Simulator?

Quase imediatamente após seu anúncio, a Microsoft confirmou que o Flight Simulator oferecerá suporte ao conteúdo da comunidade. 

Esse era um aspecto massivo dos Flight Simulators anteriores e suportava desenvolvedores de terceiros que não criavam nada além de mapas e aviões para pilotos virtuais dispostos a pagar por eles. 

Embora não pareça que haverá o mesmo imperativo de pagar por dados de mapas de terceiros desta vez, os aviões são sempre uma área de expansão. 

Dessa forma, achamos que pode funcionar de maneira semelhante ao Minecraft Marketplace, em que o conteúdo da comunidade gratuito e pago é organizado e apresentado de forma moderada.

Fonte: PC Gamer

Gostou? O que achou? Deixe seu comentário. Além disso, não se esqueça de entrar no nosso grupo do Telegram. É só clicar em “Canal do Telegram” que está escrito no canto superior direito da página!