Microsoft já pode estar trabalhando no Windows Phone 9

36

Antes de ler o resto desse texto, por favor, tenha calma, não é nada do que você está pensando. Digo logo isso, pois, ao ler o título da postagem muitos podem pensar: mas já? Quer dizer que a Microsoft já vai abandonar o Windows Phone 8 para se concentrar no 9? NÃO! O que acontece é que a Microsoft abriu seleção a procura de profissionais para começar a trabalhar no Windows Phone 9. Contudo, pouco se sabe sobre o assunto, tendo em vista que essa discussão só surgiu depois da publicação de informações sobre essa vaga de emprego.

Microsoft já testa o windows-phone-9 vaga de empresa

As possilidades são inúmeras nesse caso, mas, antes de listá-las, vale lembrar que a Micrsoft prometeu que garantiria atualizações para o Windows Phone 8 por pelos menos 18 meses após o seu lançamento, então, temos ai upgrades garantidos até o final de 2014 o começo de 2015  sem contar a sobrevida do S.O. após sua última atualização.

Microsoft já testa o windows-phone-9 vaga de empresa img 2

Microsoft já testa o windows-phone-9 vaga de empresa img 2

Microsoft já testa o windows-phone-9

Finalmente falando da discussão criada em cima dessa vaga, os rumores e conclusões são: o Windows Phone 9 poderia ser o comentado Windows Phone Blue ou ainda poderia ser apenas um projeto para ser lançado depois do final do ciclo de vida do WP8. Bem, como não há informações oficiais sobre o caso, só podemos escular, contudo, sabemos que em breve o WP8 receberá dois updgrades, o GDR2 e o GDR3. Nenhum deles é apontado como o Windows Phone Blue, então, esse WP9 poderia sim ser uma atualização posterior a GDR3 e sim! Pode ser o WP Blue, seria por enquanto o mais lógico.

Além disso, a descrição da vaga faz menção a testes de arquivos Xap e Appx no Windows Phone 9, contudo, o formato Appx é o padrão do Windows 8 e o Xap do Windows Phone, logo, podemos estar diante de uma unificação de desenvolvimento de apps e das lojas. Isso também fortalece o rumor do WP9 ser o próprio WP Blue.

windows-phone-9-500x156

Não vamos criar pânico nem nada do tipo por conta de uma vaga de emprego, afinal, o projeto de um software como o Windows Phone, o Android, o iOS, levam anos para ser concluidos, logo, nada mais comum do que contratar profissionais antecipadamente para que esses possam criar intimidade com o projeto antes de lançá-lo no mercado. E ainda pela descrição da vaga, podemos ver que a Microsoft está trabalhando em parceria com a Nokia, HTC e com a Qualcomm, então, realmente parece realmente ser um projeto bem grande.

Fontes: WPCentral e vNext

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP – Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!

  • Luciano Teixeira

    se eu fosse o Bill Gates eu compraria a Nokia 😉

  • Eu acho engraçado que mtos falam mal do WP mas continuam na plataforma e mesma coisa do android reclamam e nada ta bom um é aberto demais, outro é fechado demais, outro num faz isso num faz aquilo aff chega da nojo ver os coments pow gnt se num curtem mudem de plataforma existe um monte de SO escolha o melhor e pronto. Eu tenho e detesto o android nem por isso fico falando mal dele, mas quando tiver oportunidade vou simplesmente trocar de SO….

    • Felipe Ito

      O sistema em si é ótimo. Acho que poucos irão falar mal dele. O defeito é a falta de recursos básicos, que no caso daqueles que apostaram nele no ano passado, muito provavelmente ficarão sem.

      A Apple fez algo parecido com o primeiro iPad, que possui hardware bem superior ao do iPhone 3GS, mas mesmo assim, não recebeu a atualização para o iOS 6. Já tem diversos aplicativos e alguns jogos que exigem essa versão fora o problema no gerenciamento de memória que causa travamento dos aplicativos constantemente, então, aqueles que apostaram na primeira geração do iPad já começam a se sentir obrigados a trocar (mesmo sabendo que isso não deveria estar acontecendo tão cedo).

      Smartphones e Tablets não deveriam ser tão descartáveis. Se a Microsoft estivesse deixando de dar uma atualização similar a do 7.8, que foi mais uma atualização da interface, poucos reclamariam. Mas a mudança foi radical. O WP8 é praticamente um outro SO. E por ser baseado no Windows 8, é difícil de acreditar que ele não rodaria na primeira geração do Lumia que foi lançada no ano passado nem com possíveis limitações.

      Há vários motivos para várias fabricantes ignorarem esse SO. E provavelmente este foi um deles. Era até melhor a Nokia não ter lançado nenhum modelo, da mesma forma como algumas outras, e aguardado a finalização do WP8. Assim, não haveria tanta gente descontente (pense naqueles que pagaram mais de 1500 reais no Lumia 900, e que em menos de um ano, ele já ficou pior do que um modelo vendido quase no lançamento a menos de 700 reais).

      A evolução do hardware é normal, mas não em tão pouco tempo. Um iPhone 4S não desvaloriza tão rápido, da mesma forma como o iPhone 4 que ainda é vendido. Apesar do último modelo ser o melhor disparado em performance, os outros dois anteriores ainda conseguem acompanhar em relação a aplicativos e jogos. E é isso que os modelos do WP precisam melhorar. Não podem do nada ser descartados, como a primeira geração do Lumia (e também a linha Omnia e os modelos da HTC lançados em 2011/2012).

  • 18 meses de atualizações garantidas dá no meio do ano de 2014 mais ou menos, se considerarmos que os aparelhos atuais foram lançados em novembro passado.

    Mas, vamos lembrar que o desenvolvimento do WP8 começou junto, ou até antes, que o do WP7, e muito provavelmente essa situação está se repetindo. É um processo comum dentro de empresas de software. Acredito eu que o WP9 só sai quando sair o Windows 9, e ainda acho que leva mais uns 2 anos.

    • Sim, exato. E daqui 2 anos, dará os 3 anos que a Microsoft vem adotando para os “major releases”: Windows Vista – Windows 7 – Windows 8.

      E o tempo entre o Windows Phone 7 – Windows Phone 8 foi de 3 anos também.

    • o tempo conta a partir da data de lançamento em sua região. Será no meio de 2014 para os americanos, mas, para nós lá pelo final de 2014 e quem sabe até atrase para o início de 2015, tendo em vista que o WP8 chegou por aqui a menos de 1 mês. Obviamente sabemos que o que acontece é que atualizações chegam aqui por último, assim como o lançamento. desta forma, nosso “calendário windowsphoniano” é diferente dos demais.

    • Felipe

      Mas é possivel que aparelhos top de linha com WP8 sejam atualizados para o WP9, se bobear, acho dificil, ate os low-end entram nessa.
      Entao o suporte pode ser grande.

  • Felipe Ito

    OFF

    Milagre!
    http://www.windowsphone.com/en-us/store/app/galactic-reign/45859ddf-684e-43bc-a282-0a4494e88864

    É um jogo da Microsoft Studios para o Windows Phone 8 “e” 7.5 e foi lançado hoje nos EUA.

    E para quem tiver WP8 com conta americana, o Real Soccer 2013 está de graça…
    http://www.windowsphone.com/en-us/store/app/real-soccer-2013/9b794ec2-7d92-43ed-b085-b2dc54d739e1

    • Pode ter certeza que de agora em diante todos os jogos da MS Studios serão lançados simultaneamente aqui no Brasil!!

      E o Real Soccer/Football está aqui no Brasil também, também lançado no mesmo dia que lá, e de graça.

      • Felipe Ito

        Gameloft dando lançamento de graça, quem diria, eu nem havia reparado (comentei mais na dúvida de ser ou não algo temporário).

        Agora, da Microsoft Studios, eu ainda estou aguardando o Crimson Dragon. Mais por ser fã do Panzer Dragoon, e ter gostado da demo (como não tenho interesse em fazer a gambiarra do cartão de crédito, optei por aguardar o lançamento nacional).

        E quem sabe o Plants vs. Zombies não é lançado por aqui. Já começaram a divulgar, mesmo que de forma errada, o Sonic CD no aplicativo de jogos. Seria ótimo ter os jogos da SEGA por aqui também (apesar de serem poucos).

        • Esses jogos antigos eu acho mais complicado. Eles só devem vir se a produtora atualizá-los, o que eu acho complicado.

          Quase todo mundo confunde essa parte do Hub de Jogos. Essa parte é independente de região: o que você vê lá é o mesmo que todos os usuários de outros países veem, mas a disponibilidade está atrelada a região que você está. Isso deveria ter mudado no Windows Phone 8, mas pelo jeito não mudou, o que acaba causando confusão por parte de um monte de gente.

          • Felipe Ito

            A EA está trazendo vários jogos, e como a Pop Cap é um dos estúdios dela, quem sabe o Plants vs. Zombies não seja lançado por aqui (antes tarde do que nunca).

            Mesma coisa o Crimson Dragon que é da Microsoft Studios. Como o Skulls of the Shogun foi lançado a pouco tempo por aqui, há esperanças, já que o CD foi lançado bem depois (sendo natural chegar aqui depois também).

            E foi interessante ver esse lançamento simultâneo do Galactic Reign. Não me empolguei com ele, mas parece que a Microsoft conseguiu se adaptar ao nosso mercado, da mesma forma como a Apple e a Google (que conseguem lançar jogos e aplicativos mundialmente).

            No Android eu nem jogava nada. Acho que a XBOX Live acaba sendo o grande diferencial do Windows Phone em relação a jogos. Afinal, jogar para fechar as conquistas é divertido. O jeito é continuar torcendo para vir os bons jogos já produzidos (no caso de quem tem smartphone com WP 7.5, é o melhor a fazer, feliz ou infelizmente).

          • Se você notar, os jogos do MS Studios que chegaram (Skulls Of Shogun and AlphaJax) só chegaram depois que receberam uma atualização. Eu acredito que os outros só chegarão caso recebem uma atualização também.

            Os da EA Games eu acredito que todos cheguem, mas vamos ver. Até agora todos os que foram publicados, com exceção do NFS e do Battlefield, são da Chillingo. Mas, espero sim que o PvZ chegue.

    • Alessandro

      Pergunta, o real soccer só funciona com smarts que tem 1Gb de ram? pq ele nao ta disponivel para o lumia 620 fiquei na duvida…

      • Talvez seja uma questão de tempo e ele esteja sendo adequado para o Lumia 620. Digo isto, pq está disponível para download em meu 710 que possui 512Mb de RAM tbm.

  • Ficticio

    contanto que seja retrocompatível, assim como o iOs e android, tá massa….

    • pablo

      o ios não é retro compatível eles adicionam umas duas funções a mais e falam que esta com uma atualização extraordinária.

      • kkkkk… é mesmo

      • Alessandro

        Perfeito, a apple usa o sistema engana trouxa, fala que todo mundo usa o IOS 6, só que quem tem o Iphone 3gs só tem 10% das funções e nao roda nem metade dos aplicativos modernos… o Android o dificil é achar alguma empresa que atualize o telefone, pq só o nexus até agora atualiza numa boa, o resto depende da fabricante que nunca atualiza nada…

        • Felipe Ito

          Ele não deixa de ter o iOS 6 (capado ou não, os recursos da SDK são os mesmos). Praticamente todos os aplicativos lançados para o iOS 6 ele roda tranquilamente. Apenas alguns jogos é que ele não roda por ter um hardware bem defasado.

          • Ficticio

            é nesse ponto que eu queria chegar…. vou comprar um WP8 no próximo mês, mas não quero ter que trocar de celular (de novo) no próximo ano só pra rodar meus apps e jogos novamente.

  • Andriw

    Muito inocente aquele que acha que a MS já não está trabalhando no WP9 desde antes mesmo do lançamento do WP8, ou que a Google já não dá os primeiros passos no Android 6 antes mesmo de estrear o 5.
    Em situações passadas a própria MS confessou planejar o WP8 durante o desenvolvimento do WP7.

    • Felipe Ito

      Ela é quem praticamente escolhe os requisitos mínimos, para garantir que os modelos lançados com Windows Phone possam receber atualizações frequentes. E mesmo assim, a primeira geração do Lumia já foi deixada de lado em menos de um ano.

      Olha, contanto que ela não mude o kernel, e não invente mais desculpas para descontinuar mais modelos, ela pode trabalhar em quantas versões ela quiser.

      Você citou a Google, e essa pelo menos nos modelos que ela projetou (linha Nexus) ela vêm cumprindo com a meta que é garantir as atualizações.
      Que a Microsoft siga esse exemplo nesta linha Lumia atual.

      • Francisco Lunardi Valandro

        Não esqueça que os lumias chegaram no fim de vida do WP7, outras marcas que tinham aparelhos no lançamento do 7, como samsung ou HTC, tiveram mais de 2 anos de atualizações.

        • Felipe Ito

          Isso não chega a ser uma boa desculpa.

          Nos PCs, a Microsoft sempre desenvolve SOs para rodarem nos modelos com a versão anterior. Se ela não fizesse isso, ela já meio que mataria a sua nova versão, afinal, quantas pessoas irão literalmente trocar de computador só por causa de uma nova versão do Windows?

          Nos Smartphones deveria ocorrer o mesmo. Modelos lançados a menos de um ano não deveriam perder suporte tão rápido.

          Imagine se o iPhone 4S não suportasse o iOS 6, ou se o Samsung Galaxy Nexus não rodasse a versão 4.2 do Android? (e eu chuto que ele irá rodar o Key Lime Pie)

          Smartphones não podem ser tão descartáveis. Acho que isso é que anda freando o avanço dessa plataforma. Afinal, não tem como o Lumia 710 ou o Omnia W serem inferiores a qualquer low-end do mercado, a não ser pelo SO que foi descontinuado.

          Se ambos tivessem como SO o Android, estariam vendendo bem mais, já que o hardware deles rodaria o JB tranquilamente.

          • Francisco Lunardi Valandro

            A grande maioria dos androids 2.3 NÃO foi atualizado sequer pra ICS e o kernel é o mesmo, a mudança do kernel entre o WP7 e WP8 foi MUITO grande, visto que mesmo os aparelhos low WP8 já são dual-core e com 512mb de ram, configuração melhor que os tops WP7.
            E comparar com o IOS é interessante, mas quanto mais abaixo do iphone 5 mais recursos se perdem, justamente os que são o diferencial do IOS6, interessante não?
            Tenta rodar o windows 7 num hardware do final da decada de 90 e veja a maravilha que é, Rodar por rodar não é dificil, mas e como fica a experiencia do usuario?De que adianta ter um sistema mais novo se ele tem uma performance pior que o antigo sistema (num hardware antigo)? Desde o inicio a MS estabeleceu que a primeira prioridade do WP é a experiencia do usuario e isso poderia ser perdido na mudança do WP7 para WP8 nos aparelhos mais velhos (alguns tinham mais de 2 anos de lançamento). Foi ruim não ter atualizado, foi, mas pelo menos garantiu que todos tenham uma experiencia fluida e sem engasgos, como muitos dos androids por ai.

          • Felipe Ito

            Muitos não mudaram por opção das fabricantes. Poderiam mudar, se elas quisessem, mas provavelmente iria haver perda de performance, a bateria iria durar menos, e no final, como a maioria dos aplicativos e jogos são feitos para rodar no Android 2.3, as atualizações acabariam não fazendo tanta diferença, como essa do WP8.

            O Windows 7 roda tranquilamente nos modelos com Windows Vista (até por ele ter ficado mais leve e a versão anterior só ter alcançado a mesma performance no último SP lançado). Basta ter um processador de mais de 1 GHz e 1 GB de RAM (sendo possível rodar ele em modelos com 512 MB, mas provavelmente ele irá ficar instável).

            A pergunta a ser feita deveria ser, de que adianta ter um sistema estável, rápido, mas abandonado? O WP7 virou um Symbian OS ou um MeeGo. São bons sistemas, mas ninguém mais dá tanta atenção a eles. E ambos não recebem mais melhorias nos recursos básicos. O WP7 carece de muitos recursos que poderiam ser implementados facilmente, já que bastaria atualizar os aplicativos nativos na versão 7.8, mas a Microsoft preferiu melhorar apenas a interface, para facilitar a venda dos modelos encalhados (afinal, há leigos que irão confundir o WP7.8 com o WP8).

            E você está subestimando a Microsoft. Ela poderia sim conseguir fazer um WP8 rodar bem nesses últimos modelos com WP7. Claro, haveriam adaptações. Mas para quem já conseguiu fazer o Windows 7 rodar em Netbooks com processador Atom de pouco mais de 1GHz e 1 GB de RAM, nada é impossível para ela. A não ser, o interesse em motivar os seus fãs a trocar de modelo.

          • Francisco Lunardi Valandro

            Bem vindo ao mundo dos smarts e do capitalismo, onde o que vende é NOVIDADE, agora no lançamento do S4 farão filas pra comprar um aparelho que no fim das contas será pouca coisa melhor que o S3, assim como houve filas no lançamento do iphone 5, necessidade? Claro que não, muitos já tinham bons aparelhos e trocaram por uma versão mais nova apenas.
            Ficar atualizando aparelhos antigos é bonito, é legal, mas no fim o que dá lucro é a venda de aparelhos NOVOS.

          • Felipe Ito

            Não é uma questão apenas de ser uma novidade. No caso do WP8, se trata de um novo SO praticamente. Bem diferente do Android ou iOS que recebem novas versões, e os modelos novos se limitam a alguns poucos recursos exclusivos.

            Graças a isso, eu não vejo uma movimentação grande de pessoas que tem o S3 tendo que se desfazer dele por qualquer valor desesperadamente, afinal, ele continua bom mesmo com o lançamento do S4.

            Não dá para dizer o mesmo do Lumia 900 em comparação ao Lumia 920. Ou do Lumia 800 em comparação ao Lumia 820.

            A desvalorização dos modelos com WP é tão grande que se não houvesse abandono, valeria sempre a pena adquirir no segundo semestre.

  • Repararam que a Samsung ficou de fora? Pode ser que isso não represente nada. Mas…

  • disqus_Ij1GyPg0aP

    bom saber, ainda nem arrumaram o lixo do 7.8 e ja tao trabalhando no 9…wp nunca mais, fazem a gente de otario na nossa cara msm.

    • Felipe Ito

      O melhor é aguardar. No final do ano vai dar para saber se ela vai chamar todos de otários outra vez. Tomara que ela não faça isso. Acho que teria fãs se matando…

    • Alessandro

      ninguem reclama quando a Apple lança um IOS novo, só que ela é inteligente no lugar de falar que nao tem atualização para os antigos, lança uma atualização meia boca, que capa 90% das novas funçoes nos aparelhos antigos, mas temos o IOS 6 instalado, se a MS fosse inteligente lançava o Win 8 e o 7.8 ela chamava de Win8 tambem, ai sobre os programas que nao rodasse era so colocar a culpa que os smarts com 8 antigos nao tem chips dualcore… todo mundo ia ta feliz e enganado sem reclamar da super Microsoft que mantem todos atualizados…

      • Felipe Ito

        Se utilizasse o mesmo kernel, ninguém estaria sendo enganado. Poderia até não ter multi-tarefa real e os recursos vindos de componentes não presentes nele. Mas poderia rodar os aplicativos básicos e jogos mais simples (que não precisariam ser feitos no XNA).

        Uma versão capada (como o Windows 7 Starter) seria uma ótima solução para a atual fragmentação do Windows Phone 7 e 8. Mas como a Microsoft provavelmente já está trabalhando no Windows Phone 9, o jeito é desencanar de vez ou partir para um modelo das concorrentes….

        • Francisco Lunardi Valandro

          Se utilizasse o mesmo kernel do WP7 nem dualcore os atuais seriam, aposto que iriam reclamar muito mais, se já reclamam por não ter quad imagina se nem dual fosse…

          • Felipe Ito

            Não sou contra os modelos atuais terem processadores Dual Core. O que sou contra é dizer que não seria possível fazer o WP8 rodar em modelos com processadores de mais de 1 GHz e 512 MB de RAM.

            Do nada o WP passou a ser bem mais pesado do que o Android e iOS? Eu não acredito nisso, afinal, caso isso acontecesse, os aplicativos e jogos desenvolvidos para ele nem poderiam ser equivalentes aos dos concorrentes, afinal, boa parte dos recursos seriam gastos com o SO.

            Mesmo que fosse uma versão capada, ele teria que rodar bem. Um dos recursos mais pesados do WP8 é a multi-tarefa real que explora o processador Dual Core. Caso ele não estivesse presente, funcionando de forma similar a multi-tarefa do WP7, é bem provável que ele rodaria nos modelos de 2012.

            O ponto é que a Microsoft preferiu dar uma bela rasteira em quem apostou nos Lumias lançados em 2012. Da mesma forma como ela fez com quem apostou no Windows Mobile 6.5. Ela é uma das poucas que acredita que após o cliente levar uma rasteira dela, que ele irá se levantar e correr para comprar um novo produto lançado por ela.