Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
Home Notícias

Microsoft libera atualizações para o Windows 7, 8.1, 10 e Windows 10 Mobile

16/08/2018 1074 0
Microsoft libera atualizações para o Windows 7, 8.1, 10 e Windows 10 Mobile

Há poucos dias a Microsoft liberou atualizações para várias versões do Windows, incluindo o Windows 7, 8.1, 10 e o Windows 10 Mobile (ARM32). Todas as atualizações foram cumulativas, o que significa dizer que não há novidades para conferir. No máximo veremos correções de problemas já existentes, correções de segurança e melhorias de desempenho.

A seguir temos uma pequena “cola” para você identificar quais as novas versões liberadas para cada Windows.

Tem atualização do Windows pra todo mundo, mas sem novidades. O foco é segurança e estabilidade

Windows 10 Mobile

Você identificará a atualização como: 2018-08 Atualização do Windows 10 Version 1709 para dispositivos Phone com base em arm. Não encontramos o changelog oficial para esse update, então cremos que foram apenas correções de segurança e de bugs.

Windows 7

Chamado de Patch Tuesday, é possível identificar este update pelo código KB4343900. Estamos falando de um update para o Windows 7 Service Pack 1. Este sim tem changelog. Confira a seguir:

  • Fornece proteção contra uma nova vulnerabilidade de canal lateral de execução especulativa conhecida como L1 Terminal Fault (L1TF) que afeta os processadores Intel® Core® e Intel® Xeon® (CVE-2018-3620 e CVE-2018-3646). Certifique-se de que as proteções anteriores do sistema operacional contra as vulnerabilidades do Specter Variant 2 e do Meltdown estejam ativadas usando as configurações de registro descritas nos artigos da KB de orientação do Windows Client e do Windows Server. (Essas configurações de registro são ativadas por padrão nas edições do sistema operacional Windows Client, mas desativadas por padrão nas edições do sistema operacional Windows Server).
  • Soluciona um problema que causa alto uso da CPU que resulta na degradação do desempenho em alguns sistemas com processadores AMD. Esse problema ocorre após a instalação das atualizações do Windows de junho de 2018 ou de julho de 2018 da Microsoft e das atualizações de microcódigo da AMD que combatem à Variante 2 do Specter (CVE-2017-5715 – injeção de destino da filial).
  • Fornece proteções contra uma vulnerabilidade adicional envolvendo execução especulativa de canal lateral conhecida como Restauração de estado de Lazy Floating Point (FP) (CVE-2018-3665) para versões de 32 bits (x86) do Windows.

Windows 8.1

Para o Windows 8.1 a atualização pode ser identificada pela numeração KB4343898. Eis o changelog da atualização:

  • Fornece proteção contra uma nova vulnerabilidade de canal lateral de execução especulativa conhecida como L1 Terminal Fault (L1TF) que afeta os processadores Intel® Core® e Intel® Xeon® (CVE-2018-3620 e CVE-2018-3646). Certifique-se de que as proteções anteriores do sistema operacional contra as vulnerabilidades do Specter Variant 2 e do Meltdown estejam ativadas usando as configurações de registro descritas nos artigos da KB de orientação do Windows Client e do Windows Server. (Essas configurações de registro são ativadas por padrão nas edições do sistema operacional Windows Client, mas desativadas por padrão nas edições do sistema operacional Windows Server).
  • Garante que o Internet Explorer e o Microsoft Edge suportem a marca preload = ”none”.
  • Soluciona um problema que pode impedir que o dispositivo seja inicializado corretamente se você instalar a atualização KB3033055 (lançada em setembro de 2015) depois de instalar qualquer Pacote Mensal com data de novembro de 2017 ou posterior.

Windows 10

O update cumulativo para o Windows 10 que saiu dia 14 deste mês pode ser identificado pelo código KB4343897 e é para quem está usando do Windows 10 Fall Creators Update (Windows 10 v1709). Esses terão o build do sistema operacional alterado para 16299.611.

  • Fornece proteção contra uma nova vulnerabilidade de canal lateral de execução especulativa conhecida como L1 Terminal Fault (L1TF) que afeta os processadores Intel® Core® e Intel® Xeon® (CVE-2018-3620 e CVE-2018-3646). Certifique-se de que as proteções anteriores do sistema operacional contra as vulnerabilidades do Specter Variant 2 e do Meltdown estejam ativadas usando as configurações de registro descritas nos artigos da KB de orientação do Windows Client e do Windows Server. (Essas configurações de registro são ativadas por padrão nas edições do sistema operacional Windows Client, mas desativadas por padrão nas edições do sistema operacional Windows Server).
  • Soluciona um problema que causa alto uso da CPU que resulta na degradação do desempenho em alguns sistemas com processadores AMD. Esse problema ocorre após a instalação das atualizações do Windows de junho de 2018 ou de julho de 2018 da Microsoft e das atualizações de microcódigo da AMD que atendem à Variante 2 do Specter ( CVE-2017-5715 – injeção de destino da filial).
  • Atualiza o suporte para a versão de rascunho do protocolo Token Binding v0.16.
  • Soluciona um problema que faz com que o Device Guard bloqueie algumas IDs de classe ieframe.dll após a instalação da Atualização Cumulativa de maio de 2018.
  • Garante que o Internet Explorer e o Microsoft Edge suportem a marca preload = “none”.
  • Soluciona um problema que exibe “AzureAD” como o domínio padrão na tela de login após a instalação da atualização de 24 de julho de 2018 em uma máquina híbrida do Azure AD. Como resultado, os usuários podem não conseguir entrar em cenários híbridos do Azure AD quando os usuários fornecerem apenas seu nome de usuário e senha.
  • Soluciona um problema que adiciona espaços adicionais ao conteúdo copiado do Internet Explorer para outros aplicativos.
  • Aborda uma vulnerabilidade relacionada à função Export-Modulemember () quando usada com um curinga (*) e um script de origem de ponto. Depois de instalar esta atualização, os módulos existentes nos dispositivos que possuem o Device Guard habilitado falharão intencionalmente. O erro de exceção é “Este módulo usa o operador dot-source ao exportar funções usando caracteres curinga, e isso não é permitido quando o sistema está sob a aplicação de verificação de aplicativo”. Para obter mais informações, consulte https://portal.msrc.microsoft.com/en-US/security-guidance/advisory/CVE-2018-8200 e https://aka.ms/PSModuleFunctionExport.
  • Soluciona um problema que foi introduzido na atualização do .NET Framework de julho de 2018. Aplicativos que dependem de componentes COM falharam em carregar ou executar corretamente devido a erros de “acesso negado”, “classe não registrada” ou “falha interna ocorrida por motivos desconhecidos”.
  • Soluciona um problema de vulnerabilidade, corrigindo a maneira como o .NET Framework lida com conexões de rede de alta carga ou alta densidade. Para mais informações, consulte CVE-2018-8360.
  • Atualizações de segurança para o Windows Server.

Já os usuários que já estão usando o Windows 10 April 2018 Update (Windows 10 v1803) terão o build do sistema operacional alterado para 17134.228. Ele também pode ser identificado pelo código KB4343909.

Esta também é uma atualização cumulativa e corrige múltiplos bugs, falhas de segurança e implementa proteções adicionais contra a vulnerabilidade L1 Terminal Fault (L1TF) que afeta processadores Intel Core e Intel Xeon (CVE-2018-3620 e CVE-2018-3646). O changelog inclusive praticamente todas as coisas que chegaram para quem está na Fall Creators Update e mais:

  • Soluciona um problema que impede que os aplicativos recebam atualizações de malha após a retomada. Esse problema ocorre em aplicativos que usam dados de malha do Mapeamento Espacial e participam do ciclo Suspender ou Reiniciar. 
  • Soluciona um problema que impede que alguns aplicativos executados no HoloLens, como Assistência Remota, sejam autenticados após a atualização do Windows 10, versão 1607, para o Windows 10, versão 1803. 
  • Soluciona um problema que reduziu significativamente a vida útil da bateria após a atualização para o Windows 10, versão 1803.

Lembre-se que se você não optou pelo download e instalação de atualizações de forma automática, será preciso abrir o Windows Update para baixar versões mais novas.

Compartilhe:

Comentários: