Microsoft modifica os requisitos mínimos de hardware obrigatórios para fabricantes de Windows Phone

27

A Microsoft fez algumas modificações nos requisitos mínimos de hardware obrigatórios para fabricação de qualquer aparelho equipado com Windows Phone. A mudança foi feita meio que na surdina, pois, no site oficial consta que as mudanças foram processadas no dia 27 de setembro, mas só agora foram notadas.

Entre as mudanças, a mais significativa e no mínimo a mais estranha, é que agora nenhum fabricante é obrigado a instalar uma câmera no aparelho. Ele pode ser fabricado e comercializado sem possuir nenhuma câmera. Isso vale tanto para a câmera traseira principal, como para a frontal para vídeo-chamadas. Assim como a câmera, a presença do sensor giroscópio também não é mais obrigatória. Os demais itens continuam os mesmo.

Essa mudança nos leva a crer que a Microsoft já está preparando terreno para a completa popularização do sistema. Como havíamos falado antes aqui no Blog, essa popularização pode ter início com o lançamento da atualização Tango, que poderá habilitar fabricantes a usar telas resistivas, contudo, no site das especificações mínimas as telas multitouch capacitivas ainda fazem parte dos itens obrigatórios. O acordo com a Nokia pode ter alguma influência nisso, tendo em vista que a gigante finlandesa tem o hábito de lançar aparelho High-End e também Low-End. Além da Nokia os hardware da ZTE e da Acer podem ter alguma influência nessa decisão. Segue abaixo a lista atualizada dos requisitos mínimos de hardware obrigatórios para a construção de um Windows Phone ou se prefirir acesse aqui o site oficial.

Itens obrigatórios

  • Um conjunto de botões de hardware que incluem o botão Iniciar, Pesquisar e Voltar
  • Tela com resolução WVGA (480X800 pixels) capaz de renderizar conteúdo da web a largura da página inteira e exibir filmes em widescreen. Esta tem que ser capacitiva multitouch com no mínimo 4 pontos.
  • Suporte para conectividades de dados utilizando as redes de celular (GSM, 3G, etc) e Wi-Fi
  • 256Mb de memória RAM
  • 8Gb de memória interna
  • A-GPS
  • Acelerômetro

Itens opcionais

  • Bússola
  • Giroscópio
  • Câmera primária
  • Câmera secundária (frontal)

Fontes: Microsoft

Share.

About Author

Especialista em Ensino das Ciências e Matemática, Microsoft MVP – Windows Insider, músico, marido, pai, servo do Deus vivo e entusiasta dos produtos e serviços Microsoft. Carpe Diem!

  • midnait

    Galera, relaxa! 256mb SEMPRE foi o mínimo, e nenhum WP7 nem no ano passado saiu com menos que 512mb, e mesmo com 256mb o sistema foi protejado para rodar liso.

    Em relação às câmeras, vários lugares elas são proibidas em celulares, como setores governamentais, militares, pesquisa, etc. E outras pessoas podem preferir um celular mais barato sem câmera mas com a fluidez do WP7.

    Sobre o idioma para pt-BR, os celulares importados ainda com a versão NoDo podem ser ‘hackeados’ (alterado um registro no celular) para manter o idioma pt-BR ANTES de receber a versão Mango. Quando é atualizado pra Mango ele ‘apaga’ todos os idiomas que não estão na lista dos idiomas suportados pela operadora, por isso o hack.

    Se já estiver com Mango então só fazendo um ‘downgrade’ pro NoDo, hackeando, marcando pt-BR no registro e atualizando pro Mango.

    Eu acho uma falha o WP não ser mundial, e abri uma sugestão no UserVoice faz um tempo para que seja possível ativar qualquer idioma já embutido no WP7 ou fazer o download: http://windowsphone.uservoice.com/forums/101801-feature-suggestions/suggestions/2281604-enable-any-language?ref=title já tem mais de 300 votos, entra lá e vota e avisa pro amigos com WP importado.

  • Alguém aqui sabe me dar uma palavra sobre o HTC 7 Mozart? Recomendam a compra? Meu foco principal é ter uma boa câmera para fotos e vídeos casuais. E dai, o que me falam?

    • Frederico, eu mesmo recomendo. O Mozart tem uma câmera de 8mpx que depois da Mango ficou ainda melhor. A tela dele não é grande, então para quem quer um Super SMART, compacto, com uma câmera boa, tá ótimo 🙂 e parece que o pessoal no mercado livre ta vendendo os Windows Phone de primeira geração bem mais barato.

      • Alexandre, eu vi um review desse celular no engdget ( http://www.engadget.com/2010/10/21/htc-7-mozart-review/ ) que diz que a câmera dele é “decepcionante”, não que seja ruim, mas a que a Omnia 7 é melhor, apesar de ser de “apenas” 5mp. Queria saber se quando você disse que com o Windows Phone Mango ela ficou melhor foi porque depois da atualização a câmera pode ser melhorado sua performance. É isso mesmo?

        • Isso mesmo, a câmera do meu Omnia 7 era péssima antes da Mango, pois, nunca conseguia tirar uma foto descente com um bom foto, depois da Mango ele ficou show, então, se a do meu Omnia ficou excelente a do Mozart deve ter ficado também, contudo, como celular eu prefiro o Omnia 7, mas o Mozart com certeza é bom, mas se optat pelo Omnia vai ficar ainda mais satifeito. A tela dele é simplesmente incrível

        • Frederico, realmente a câmera do Omnia é muito boa mesmo sendo de 5mpx, que por sinal, essa não é a característica determinante para um boa captura de imagens. Contudo, depois da Mango o app da câmera, que é o mesmo em todos os Windows Phone, ficou muito melhor, além de ter melhorado a qualidade da imagem significativamente. O shot agora pode ser dado clicando sobre a tela e tudo mais. Então, como smart o Omnia 7 realmente é melhor, mas com relação a câmera, acho que o Mozart ganha

  • Alexandre, fiz uma sugestão no site do Windows Phone pedindo recurso de multi linguagem, agita ai o pessoal pra entrar e votar: http://windowsphone.uservoice.com/forums/101801-feature-suggestions/suggestions/2376113-multi-language-like-iphone-and-android

  • Em tempo: uma falha grave e gritante do Windows Phone é essa questão da multilinguagem. Poxa, isso é básico, já devia existir nessa versão 7.5.

    Abria o leque pra muita gente comprar via mercado livre. Tudo bem, eu sei, ele é intuitivo e simples de manusear, mas não deixa de ser uma barreira pra muita gente.

    Além do mais, numa roda de Geeks tem que se ouvir as piadinhas sobre uma coisa que é padrão de mercado.

    Me diga uma coisa, se eu comprar um WP hoje do mercadolivre, posso acreditar que dentro de 1 ano vou estar atualizando ele para uma versão multilinguagem?

    • Não posso garantir, pois, a Microsoft afirmou tempos atrás que os aparelho homologadas com idiomas X permaneceriam com os mesmo até depois de atualizações, isso por uma questão legal. Agora, essa questão é no mínimo interessante, pois, na verdade, acredito que só nós brasileiros reclamam da questão do idioma, pois, como na maioria dos aparelho o Inglês, o Francês, o Espanhol e o Alemâo estão disponíveis, ninguém reclama, porque o WP7 tem disponível as línguas ocidentais mais faladas no mundo, quando não tem até o mandarim, então, como infelizmente nosso PT-BR é restrito, fica difícil. Façam o teste: Pegue um aparelho qualquer Nokia, Samsung, LG, comprado no Brasil e veja quantos idiomas estão disponíveis. Geralmente são 4-8 no máximo, poucas são as excessões, porque não é importante para o fabrincante liberar tudo ou seja o que for. Isso é normal no mundo de celulares. Todo esse problema vai acabar quando tivermos mais Windows Phones no Brasil. Fala lá na roda dos Geeks que seu modelo não é nacional, por tanto, não pode conter o idioma PT-BR, logo vc é mais esperto que eles, que além de ler inglês tem um Windows Phone 🙂

    • Rafael

      Então, o mais chato é saber que o 7.5 já tem o PT-BR dentro dele. Mas não é tão simples liberar a linguagem, e por meios “normais” não há como fazer isso.

  • Alexandre, eu sou totalmente a favor da popularização. Só faço uma pequena ressalva, a de que se pode tirar recursos de hardware para baratear o custo do aparelho, mas sem que ela perca a qualidade. Não importa se não tem câmera traseira e frontal, mas a memória e processador tem que ser suficiente para que o sistema rode com fluidez, porque o usuário xinga o OS e não o aparelho.

    O que o pessoal tem que pensar é que para viabilizar o desenvolvimento de apps, quanto mais aparelhos rodando WP, melhor. E quanto mais apps existirem, mais pessoas vão aderir à plataforma.

  • Carlos

    Parabens pelo Blog dedicado ao Windows Phone, comprei o Omnia 7 e o Samsung Focus, sabe dizer se há como passá-los para PT?

    • Muito obg 🙂 Caso o local da compra não tenha sido em Portugual ou Brasil (oficialmente), não há formas oficiais de fazer essa mudança, infelizmente. Em breve algum hacker deve liberar alguma ferramenta para fazer a troca, mas, recomendamos muito cuidado com relação a procedimentos não oficiais. No entanto, acredito que alguns dias com um Windows Phone independente do idioma são suficiente para vc perceber que ele é tão simples de mexer que independente do idioma usado é possível tirar o melhor proveito do sistema. Experimente!!!

  • Silva

    Cara mesmo assim, daqui a pouco começa a pipocar aparelho vagabundo e nego detona nos reviews desfavorecendo a plataforma.

    • Acredito que este seja um risco que vale a pena correr. Pior está hoje, pois, o pessoal detona a plataforma e os preços dos aparelhos. Fico impressionando como galera de outros sites detonam o Windows Phone como se o iOS e o Android fossem perfeitos. Lembro quando o Android foi lançado ele parecia um OS de Ching Lings, horrível, mal feito, pouco funcional. Foram anos de evolução. O Windows Phone chegou ontem e a galera ja detona só por ser da Microsoft e por faltar uma coisa ou outra. Então, algumas receitas de bolo merecem ser seguidas. Da mesma forma que fez o Android, acho que valerá a pena ver aparelho com o WP7 mais baratos no mercado, pois, com essa estratégia, a Apple perdeu seu lugar para o Android na liderança das vendas. Então, quem quiser ter um Windows Phone “podre” vai ter, e quem quiser um Top de linha tb. O desfavorecimento da plataforma só vai acontecer se a Microsoft começar a cortar itens essencias e marcantes do sistema, coisa que eu acredito que não vá acontecer

    • Ruy Lobo

      A FIAT vende desde o Mille até o Freemont (sem falar na Ferrari, que é do grupo FIAT). Cada um compra o que cabe no seu bolso. Talvez eu nunca venha a ter um Freemont, mas já tive um Mille.
      Já pensou se a FIAT fecha suas outras fábricas e fica só com a divisão da Ferrari? Oremos…

  • Jonatas H. Silva

    Acredito que fazer aparelhos mais básicos faz parte de uma estratégia de expanção, se vc observar que o andróid se tornou o mais usado mesmo sendo um sistema de conceito antigo e duro de se usar, foi por estar em aparelhos de baixo custo que vendem mais. Exemplo, aki na nossa equipe de sesenvolvimento .Net, exitem vários estagiários que ganham pouco, e estão doidos para comprar um windows phone 7, mais não conseguem um modelo basico que custe menos de 800 reais, e aí se veem meio obrigados a comprar um android. então acho que essa abordagem possa ser interessante.

    • Isso

      • To

        Isso mesmo. A Nokia sabe como vender celulares para as massas. Olhe ao seu redor: dentro do ônibus, faculdade, emprego etc., sempre terão pessoas com Nokia. Imagina, então, um Windows Phone por 550,00 ou 600,00 Reais.

  • RohdMatthah

    256 de RAM agora vamos ver xing-lings com Windows Phone.

    • Rafael Martins

      Broxante.

      • Calma pessoal, popularizar a plataforma não quer dizer que ela vai ficar ruim. Versões de aparelhos mais básicos podem até ficar feios e ruins, contudo, sempre haverão os high-end para nós 🙂

        • RohdMatthah

          Acho que me entrepetei mal, pois eu acho muito bom ter ching ling com Windows Phone, assim quem nai tem condiçao pode testa o sistema, e falando em ching lings, os tablets com Android chineses sao muito bom, espero que lançem tablet com Windows 8, ja que o Windows 8 consegue rodar em 64Mb de RAM.

    • Ruy Lobo

      Sempre haverá os top de linha, você não precisará comprar um com 256Mb.