Microsoft parece não estar satisfeita com vendas e pode lançar celulares mais baratos

70

A Microsoft está numa batalha difícil, em que, por um fator ou outro, ainda tem uma quantidade modesta de vendas de smatphones, na verdade as vendas correspondentes aos modelos fabricados pelos seus OEMs. E mesmo com um reconhecido crescimento recente na demanda do Windows Phone, o marketshare do sistema operacional ainda é bem pequeno se comparado ao de seus principais rivais, o iOS da Apple e o Android da Google.

Por isso, segundo alguns rumores, a empresa planeja lançar smarts com WP8 substancialmente mais baratos, que podem sair até abaixo dos U$ 260 (cerca de R$ 520, sem impostos). Essa estratégia deve atrair uma grande parcela de compradores, já que os preços dificultam a compra para alguns interessados. Os boatos também dizem que a empresa está na fase de desenvolvimento do design dos novos aparelhos, e esses devem ser utilizados para atingir mercados em crescimento (como é o caso do Brasil)

8997256302517416Outro ponto é sobre a venda de tablets. Também segundo alguns rumores, A Microsoft também acredita que os preços dificultam o sucesso de vendas destes gadgets, e vê como uma possível solução o aumento  do número de Surfaces no mercado, possivelmente com um preço mais baixo. A medida seria para tornar o Surface uma linha de entrada para os tablets da Microsoft.

Fonte: TecMundo

Share.

About Author

  • Tinha que ser Tecmundo.

    • miles maverick

      O sitezinho tendencioso…

      • Firmo

        tendencioso é o site da info, aquele sim é de doer…

  • Julio

    Embora ache totalmente correto esse diagnóstico, não consigo ver uma saída sem que a Microsoft entre em contradição ou arrume mais encrenca para si.
    Se for para lançar modelos WP8 mais baratos, ela teria que mudar as especificações mínimas, onde entra a contradição, já que com isso o WP8 poderá ficar lento em tais aparelhos e isso é uma coisa que a MS sempre disse que não faria.
    Outra forma é diminuir o valor cobrado das fabricantes para usar o seu SO. Mas será que esse valor é tão alto assim que consiga reduzir o valor aparelho? Não acredito pois os preços de um Android Dual-Core de baixo custo não são tão diferentes assim de um equivalente com Windows Phone 8.
    Ou vai partir para a mesma idéia da Nokia, ao lançar um modelo com Windows Phone 7.8 no México? Isso poderia alavancar o surgimento de modelos baratos, mas há uma quebra de compatibilidade entre o 7.8 e 8 que o torna pouco desejável. Não acredito que seja o suficiente para melhorar o market share.
    Uma última forma que eu vejo é a própria MS lançar seus modelos de baixo custo, com preços subsidiados, como faz o Google com o Nexus. Mas aí seria um tapa na cara de seus parceiros.
    Alguém vê mais alguma forma de baratear os preços desses aparelhos? Ou será que esses rumores não passarão disso mesmo?

    • Jackson

      Realmente o preço conta bastante mas, venhamos e convenhamos a MS partiu de um conceito muito fechado para países como o Brasil, tentando seguir a mesma linha do Iphone. Muitos usuários de Iphone partiram para o Android justamente pela versatilidade que ele oferece. Quem nunca ficou frustrado em não poder compartilhar uma foto, ou arquivo com um colega em algum momento por não poder usar o Bluetooth, há mas tem outros meios como o Skydrive…. como se internet no Brasil fosse algo muito acessível e de ótimo desempenho.. meu caro não colocar uma música preferida como toque não dá, cartão de memória.. não tem?…O problema é que as limitações do WP foram bem conhecidas e isso somado ao preço não o deixaria com muita vantagem. Veja o 7.8 … só uma tela inicial? Pelo amor de Deus. Então eu vou ter que comprar um WP8 para poder ter alguns itens desse?

      O Windows Phone é Superior mas precisa ser mais versátil e mais acessível. O 7.8 poderia ter seguido outra linha e o 8.0 com recursos mais inovadores, não os “básicos”

      Sempre fui fã do Windows Phone e uso ele desde o 5.0 mas do jeito que está só eu mesmo pra achar legal. Se não fosse a Nokia ele continuaria quase que no anonimato. Veja o que a HTC fez com o Ultimate no Brasil.

      Se o que a MS deseja é mais vendas, ela tem que observar mais a estratégia da Google para aparelhos celulares.

    • kauai

      se aumenta a quantidade de aplicativos gratis bom ja é uma boa melhora