Segunda-Feira, 23 de Julho de 2018
Microsoft revela alguns detalhes e afirma: Qualcomm é apenas o começo dos ‘PCs Sempre Conectados’

Não é nenhum segredo que os primeiros laptops equipados com o Snapdragon 835 da Qualcomm estão sendo criticados devido à sua suposta relação desempenho versus preço. Então, a Microsoft quer esclarecer as coisas, dizendo que esses primeiros dispositivos são apenas o começo de sua maior iniciativa “Always Connected PC” (ACPC ou PCs Sempre Conectados).

“Não equacionamos ‘Always Connected PC’ com a Qualcomm”, diz Erin Chapple, gerente geral do Microsoft Windows. “Nós estamos falando sobre “escolhas” no ecossistema e trabalhando com todos os nossos parceiros.”

Isso não que dizer que a Microsoft está se distanciando da Qualcomm ou desta primeira série de produtos PCs Sempre Conectados – na verdade, é tudo menos isso.

“Haverá futuros dispositivos [PCs Sempre Conectados] baseados em versões futuras do chip da Qualcomm”, diz Chapple.

“Você verá melhorias de desempenho [ACPC] entre a Fall Creators Update e as atualizações da RS4 que estamos entregando [por meio do programa Windows Insider].” Erin Chapple, da Microsoft

No entanto, de acordo com a Microsoft, um ACPC (Always Connected PC) não é simplesmente um laptop do Windows 10 com um processador baseado em ARM. Chapple reitera que um ACPC é um tipo de computador que atinge a conectividade sempre ativa por meio do LTE (ou 5G no futuro), pode adormecer sem perder o progresso em aplicativos conectados à Internet e bateria que dura muito.

Em suma, um ACPC é um laptop ou tablet do Windows 10 que, para todos os efeitos, se comporta mais como um smartphone. No entanto, essa definição não dita o hardware interno, e Chapple demonstra um ponto interessante para ilustrar esse fato.

Erin Chapple, gerente de programa na divisão Windows Server da Microsoft

“Hoje, temos os três dispositivos [o HP Envy x2, o Lenovo Miix 630 e o Asus NovaGo] que lançamos no processador da Qualcomm”, diz Chapple. “Também temos nosso Surface Pro LTE, que consideramos nosso primeiro PC Sempre Conectado.”

É isso mesmo, o primeiro PC Sempre Conectado da Microsoft foi revelado há meses – usando um processador Intel e um modem Qualcomm LTE – antes dos três primeiros laptops com processador Snapdragon chegarem ao mercado. Isso porque, de acordo com a definição da Microsoft, o Surface Pro LTE se encaixa na categoria de ACPC.

Os PCs sempre conectados de hoje ficarão melhores

A Microsoft nos diz que sua missão para os ACPC continuará a evoluir, incluindo mais fabricantes de chips no processo do que apenas a Intel, AMD e Qualcomm. Haverá também mais fabricantes de dispositivos, além dos três fabricantes de laptops e tablets mencionados anteriormente.

“Acreditamos na categoria de dispositivo [ACPC] e no Modo S.” Erin Chapple, da Microsoft

No entanto, isso não resolve as preocupações com o atual lote de máquinas quando se trata de desempenho versus preço.

“Você verá melhorias de desempenho [ACPC] entre a Fall Creators Update e as atualizações da RS4 que estamos fornecendo [por meio do programa Windows Insider]”, diz Chapple.

Claro, o que Chapple está se referindo é a Redstone 4 , o codinome interno para o que muitos esperam ser chamado de Spring Creators Update, a próxima grande revisão do Windows 10 que atrasou e deve ser lançada a qualquer momento.

Chapple promete aumentos demonstráveis ??no atual desempenho do ACPC entre essas duas versões do sistema operacional, sem mencionar o avanço. Futuras atualizações importantes do Windows 10 considerarão o ACPC como um foco no início da atualização normal dos novos recursos e do ajuste da interface.

No entanto, a Microsoft não tem intenção de virar as costas para o Windows 10 S – agora simplesmente o ‘Modo S’ – que é claramente um princípio fundamental da iniciativa ACPC.

“Acho que é importante para nós fundamentar o fato de começarmos os dispositivos [ACPC] no que é agora o “Modo S” na próxima atualização do Windows 10 que está chegando”, diz Chapple, “porque acreditamos na categoria do dispositivo e no Modo S. Para o público alvo que estamos buscando, eles passam muito tempo no sistema operacional nativo, no navegador e no Office. ”

Naturalmente, essas são as três funções que melhor destacam o Windows 10 S. Mas, não se preocupe, Chapple disse que não apenas a Microsoft continuará permitindo que os usuários do ACPC optem por sair do Modo S do Windows 10, mas que planeja melhorar o desempenho e a compatibilidade do Windows 10 Home em produtos ACPC no futuro.

“Nós, é claro, permitimos que você ative o modo Windows 10 Home”, diz Chapple, “e apresentará as camadas de emulação para permitir o uso de todos os apps”.

Chapple está se referindo à necessidade atual das versões Home e Pro do Windows 10 emularem aplicativos desenvolvidos nativamente para processadores mobile-first, ou x64, de fabricantes como a ARM, e não os processadores x86 que dominam os dispositivos Windows há anos. É claro que a emulação – usando um software de back-end para recriar um ambiente de hardware – cria uma carga adicional em qualquer processador e, portanto, afeta o desempenho.

Por isso, Chapple nos lembrou de prestar atenção na conferência Build 2018, na qual planeja lançar um kit de desenvolvedor de software x64 para que os desenvolvedores de aplicativos criem aplicativos Windows para o Windows 10 – não apenas para o Modo S.

Em suma, esse tropeço não impediu a Microsoft de cumprir sua missão de fazer os laptops funcionarem mais parecidos com os smartphones. Em vez disso, parece que a empresa está apenas mais inclinada a ver esses dispositivos, PCs Sempre Conectados, abrir caminho para o futuro na computação móvel.

Fonte: Techradar

Compartilhe