Microsoft se pronuncia sobre sua situação Mobile! Entenda o que está acontecendo!

0

Sede da Microsoft em Redmond, EUA

Eis aqui mais uma daquelas histórias que mais parece novela mexicana e que agora está tomando proporções gigante, e tudo em torno do assunto: setor Mobile da Microsoft. A empresa finalmente resolveu que iria vender parte de sua divisão mobile para a Foxconn há alguns dias, e mais recentemente anunciou uma grande demissão em massa de funcionários que foram adquiridos com a compra da Nokia. Serão cerca de 1850 funcionários que deixarão de fazer parte da empresa, se juntando aos mais de 25 mil funcionários que já haviam sido afastados anteriormente.

Como sempre, os grandes “Gurus da tecnologia” (como costuma dizer o nosso parceiro Andre H. Buss) não perderam tempo, e logo começaram a noticiar que esta é mais uma amostra de desistência da Microsoft da setor Mobile (entenda-se smartphones e celulares). Mas, o que a própria Microsoft, tem a dizer sobre isso?

Hoje, em uma publicação oficial em seu blog, a empresa postou um texto, explicando a atual fase de transição móvel da empresa, e confirmou uma pequena amostra de sua estratégia que está começando a ser posta em prática agora:

REDMOND, Wash – 25 de maio de 2016 – A Microsoft anunciou na ultima quarta-feira, planos para agilizar o negócio de hardware dos smartphones da empresa, o que terá impacto de até 1850 postos de trabalho. Como resultado, a empresa irá arcar com um prejuízo que confere a essa reestruturação de aproximadamente US$ 950 milhões, dos quais aproximadamente US $ 200 milhões referem-se a indenizações.

Estamos focando nossos esforços de telefone onde temos diferenciação – com as empresas que valorizam a segurança, gerenciabilidade e nossa capacidade de Continuum, e consumidores que valorizam o mesmo, disse Satya Nadella, CEO da Microsoft. “Vamos continuar a inovar em todos os dispositivos e sobre nossos serviços de nuvem em todas as plataformas móveis.

A Microsoft antecipa que isso irá resultar na redução de até 1.350 postos de trabalho na Microsoft Mobile Oy na Finlândia, bem como até 500 postos de trabalho adicionais a nível global. Os empregados que trabalham para a Microsoft Oy, a Microsoft filial de vendas separado com base em Espoo, não estão no escopo para as reduções planejadas.

Como resultado da ação, a Microsoft irá gravar uma taxa no quarto trimestre do ano fiscal de 2016 da imparidade de ativos na seu seguimento de Computação Mais Pessoal, relacionadas com estas decisões de telefone.

As ações associadas com o anúncio de hoje são esperados para ser substancialmente concluída até o final do ano civil e totalmente concluída em Julho de 2017, o final do próximo ano fiscal da empresa.

Mais informações sobre esses encargos serão fornecidos no anúncio dos resultados do quarto trimestre da Microsoft em 19 de Julho de 2016, no Relatório Anual 2016 da companhia no Formulário 10-K.

Além disso, Terry Myerson, vice-presidentes de Software da empresa, divulgou um memorando interno aos funcionários detalhando a mudança. No memorando, Myerson diz que a Microsoft está empenhada em apoiar os telefones Lumia e OEMs existentes do Windows Phone e Windows 10 Mobile, e que irá “desenvolver grandes novos dispositivos”, que poderia vir a ser o mítico Surface Phone. O site The Verge conseguiu obter uma cópia do memorando, que você pode ler logo abaixo:

Equipe,

Na semana passada, anunciamos a venda do nosso setor de negócio de Features Phones. Hoje eu quero compartilhar que estamos tomando mais um passo adicional de racionalizar nossa divisão de hardware de smartphones, e nós antecipamos que isso vai impactar até 1.850 postos de trabalho em todo o mundo, e 1350  na Finlândia. Estas mudanças são incrivelmente difíceis por causa do impacto sobre as pessoas boas que têm contribuído grandemente para a Microsoft. Falando em nome da Satya e toda a equipe sênior, temos o compromisso de ajudar cada indivíduo afetado com o nosso apoio, recursos e respeito.

Para o contexto, o Windows 10 chegou recentemente a 300 milhões de dispositivos ativos mensais, a satisfação dos clientes Xbox e Surface atingiram níveis recordes, e os entusiastas do HoloLens estão desenvolvendo novas experiências incríveis. No entanto, o nosso sucesso no mercado de smartphones foi limitado a empresas que valorizam o nosso compromisso com a segurança, gerenciabilidade e Continuum, e com os consumidores que valorizam o mesmo. Assim, teremos que focar muito mais na divisão de hardware de celulares.

Com este foco, a nossa estratégia do Windows permanece inalterada: 1. Aplicativos Universais. Nós construímos uma plataforma incrível, com um roteiro de inovação rico. Expandir o alcance e capacidade dos dispositivos e desenvolvedores é nossa prioridade. 2. Nós sempre cuidaremos dos nossos clientes e smartphones com Windows não são exceção. Vamos continuar a atualizar e apoiar os nossos atuais telefones Lumia, parceiros e fabricantes, e a desenvolver grandes novos dispositivos. 3. Continuamos firmes em nossa busca da inovação em todos os nossos dispositivos Windows e os nossos serviços para criar experiências novas e deliciosas. O nosso melhor trabalho para os clientes vem de nossos dispositivos, plataforma é a combinação de serviços.

Ao mesmo tempo, a nossa empresa será pragmática e abraça outras plataformas móveis com os nossos serviços de produtividade, serviços de gestão de dispositivos e ferramentas de desenvolvimento – independentemente da escolha de telefone de uma pessoa, queremos que todos sejam capazes de experimentar os produtos da Microsoft.

Com isso tudo dito … Eu usei as palavras “ser mais focado” acima. Isso na verdade descreve o que estamos fazendo (estamos escalando para trás, mas não estamos fora), mas, ao mesmo tempo eu estou triste pelo impacto emocional da presente decisão. Quando olho para trás em nossa jornada na mobilidade, nós fizemos o trabalho duro e tivemos grandes ideias, mas nem sempre tivemos o alinhamento necessário em toda a empresa para fazer um impacto. Ao mesmo tempo, Ars Technica publicou recentemente um longo artigo que documentou a jornada para criar a plataforma universal para os nossos desenvolvedores. A história mostra os verdadeiros desafios que enfrentamos. A história termina com isto:

“E desde que assumiu a empresa, a Microsoft ainda indiscutivelmente tem conseguido algo que os seus concorrentes não conseguem … Levou mais de duas décadas para chegar lá, mas a Microsoft ainda de alguma forma chegou lá primeiro”. Agora nós começamos a construir sobre essa base (plataforma universal) produtos surpreendentes.

Terry

Lumia 950 aparelho melhor surface phone

Dito isso, vamos reforçar os principais pontos das duas citações acima:

  1. A Microsoft está demitindo cerca de 1850 funcionários da empresa, sendo 1350 da central da Microsoft Mobile Oy na Finlândia, e 500 funcionários de filiais espalhados ao redor do mundo.
  2. Existem empresas importantes, e também consumidores que admiram e valorizam aspectos que a Microsoft se destaca, como Segurança e Continuum, e a Microsoft não só sabe disso, como está focando seus esforços nesses usuários. Mas, ela sabe também que só isso não é o suficiente, e irá se concentrar também em atrair novos públicos;
  3. Todo o processo descrito aqui, desde a demissão de funcionários até a realização concreta de sua estratégia, será concluída até Julho de 2017, o que não significa em hipótese alguma que a empresa ficará parada até lá.
  4. Os aplicativos universais continuam sendo uma das principais estratégias da Microsoft!
  5. A Microsoft não só vai continuar a atualizar e apoiar seus atuais smartphones e de seus parceiros, como também continuará a desenvolver grandes novos dispositivos!

Este é um momento delicado para os fãs da Microsoft, principalmente aqui no Brasil, onde os atuais flagships da empresa ainda não tem previsão de chegada. A estratégia que a empresa vem seguindo  anos há anos até hoje não tem sido forte o suficiente, e é por isso que estamos vendo uma grande reestruturação de seu setor móvel. Com certeza veremos mudanças muito mais drásticas dentro de pouco tempo.

Lembrando que Joe Belfiore, um dos principais lideres do setor móvel da empresa, esteve afastado a quase uma ano de seu cargo para tirar suas férias prolongadas, e está voltando muito em breve (em meados de setembro) para dar continuidade em seu trabalho. Ele havia sido alvo de muitas criticas há pouco tempo, quando revelou que estava usando produtos da concorrência em seu dia-a-dia, mas ele já havia anunciado com antecedência que isso fazia parte de sua estratégia, em poder adquirir uma visão de fora do mundo mobile da Microsoft sem saber sobre o que se passava por traz das cortinas da empresa. Com isso, ele com certeza deve ter adquirido ideias e razões para trazer mudanças bastante bruscas no sistema móvel da Microsoft, e entendido diversos argumentos utilizados por pessoas que optam por usar um Android ou iOS no lugar de um Windows.

O importante agora é que vocês não se desesperem! Infelizmente existem grandes portais de notícias que prejudicam a imagem da empresa com noticias faltas, mal entendidas e pretensiosas! A internet é um lugar livre, onde qualquer um pode dizer o que bem entender. Nós tentamos ser o mais neutros possíveis escrevendo esse artigo, mas é praticamente impossível evitar que opiniões pessoais surjam no meio do processo, não só aqui, como em qualquer outra matéria de qualquer outro site, por maior e mais respeitado (ou odiado) que ele seja!

Jamais confie em rumores! Sempre corra atrás das fontes, leia sobre o assunto em outros locais, procure por anúncios oficiais sobre tudo, e forme você a sua própria opinião, seja ela boa ou ruim!

Fonte: Microsoft The Verge

Share.

About Author

Amante da tecnologia desde que me dou por gente, conheço o sistema da Microsoft desde o Windows 98, mas foi quando eu assisti o anuncio do Windows 8 em uma conferencia //Build em 2011 que me apaixonei pela empresa e sua visão fantástica. Tive meu primeiro Lumia em 2013 com o Lumia 920, desde então me aprofundei mais no universo do sistema, hoje além de ser um novato redator no site Windows Team eu possuo o Canal WINchester no Youtube a cerca de 2 anos onde abordo todo e qualquer assunto relacionado à Windows.